quarta-feira, 2 de julho de 2014

Cotidiano


Há dias em que precisamos fazer algo diferente pra dar sentido ao cotidiano.
Os acontecimentos que nos consomem no dia a dia são de lascar!

Tem gente que não gosta.
Eu gosto e é por reconhecer que aquilo que fazemos cotidianamente tem sua graça e muita poesia.

Chegar em casa e aproveitar com quem se ama as poucas horas antes do sono derrubar a gente.
Voltar do trabalho e deitar no sofá com a roupa do dia e cochilar até depois do jornal.
Preparar um jantar rápido, mas que fica surpreendentemente bom.
Entrar em casa, tirar os sapatos num primeiro movimento e na sequência abrir a geladeira e beliscar o que tem pela frente.
Namorar.
Ler e dormir com o livro em cima de você.
Abrir um vinho e sem cerimônia e harmonização, tomar.
Tomar cerveja em pé na cozinha enquanto conta as coisas do dia.
Sorrir.
Tomar um banho daqueles e vestir um pijama limpinho.

O cotidiano tem seus encantos e é não repetindo as coisas que ele fica lindo e ainda assim, cotidiano.

A gente por aqui, adora.




Nenhum comentário: