quinta-feira, 13 de março de 2014

Estação das Docas e Mercado Ver-o-Peso num só passeio - obrigatório em Belém!

"você me abre seus braços e a gente faz um país"*

Belém é realmente impressionante.
Quanto mais você conhece, mais interessante fica sua viagem.
Tudo que vimos, experimentamos e fizemos, foi de grande valia.
Não é um destino com praia e mar azul. É um destino cultural. É uma cidade que não quer ser parecida com nenhuma outra. Tem a sua identidade e é dessa diferença que quer viver!

A gastronomia é, sem dúvida, um dos pontos altos da viagem. São inúmeras atrações culinárias para degustar, fotografar e sentir pela primeira vez.

As atrações culturais também formam um capítulo muito interessante e alguns dos atrativos existentes, a maioria de nós, nem fazia ideia que existia.

A Estação das Docas é uma lindeza! Reformada para ser um atrativo turístico por excelência, atende muito bem quem a visita e surpreende a todos com tamanhas atrações.

São vários restaurantes, lojas de souvenirs, lojas de sorvetes, botecos e até a Amazon Beer, cervejaria pra lá de famosa, está lá.

Ficamos uma tarde inteira zanzando e descobrindo coisas deliciosas.

Bem ao lado da Estação das Docas, fica o Ver-o-peso, mercado popular e super interessante, que fiquei completamente apaixonada, mas esse, vira e mexe, tem reportagens de pessoas que ficaram encantadas também.

No Ver-o-peso, muita coisa é novidade. Os insumos gastronômicos são muito diferentes e em cada banquinha você acha uma coisa surpreendente, com o diferencial de mais uns dois dedos de prosa com o vendedor!

É um programa para quem realmente gosta de descobrir. Gente com "siricutico" e com alma muito urbana não vai gostar e ainda poderá sair reclamando, o que na minha opinião, é um pecado mortal.

As carnes, os peixes, as aves e as verduras estão ali sendo tratadas na frente de qualquer um e é isso que faz a coisa ficar ainda mais bacana.

Se você for desses (como eu) que não liga para o APPCC** da feira e gosta muito de sentar pra comer com os moradores, a oportunidade é essa! Comidas, sucos e sobremesas saborosíssimas estão disponíveis para quem quiser. É só sentar numa banquinha e pedir.


A Estação das Docas vista de cima

A estação das Docas por fora

As Docas ficam de frente para a Baía de Guajará e o movimento dos barcos também me fisgou de paixão. Mais que de repente, lembrei da minha infância usando esse meio de transporte com muita frequência. Não é lindo de ver?

Comecinho do Ver-o-Peso

Não sei você, mas dá vontade de trazer tudo que vejo de diferente, mesmo não sabendo usar a metade!

Cupuaçu, amor antigo
Sementes para todos os gostos

Tucupi, estrela da culinária paraense

Os famosos banhos cheirosos

Não se engane, são remédios!

Trouxe vários banhos de descarrego. Vamos ver como se desenrola o ano, rá! 


Coisa linda de se ver...

Essa paisagem é ao lado do Ver-o-peso. Me pareceu muito familiar...


Achei o paraense divertido, alegre e irreverente. Eu realmente me senti muito bem em Belém! Diz o refrão "Chegou no Pará, parou. Tomou Açaí, ficou!

Belém é uma cidade que vive em função das águas. Acho lindo isso. De verdade!
Os barcos chegam e saem a todo momento e fui fisgada várias vezes olhando para a Baía com o pensamento longe. Os barcos são praticamente dos mesmos modelos usados no Maranhão e isso tem muita relevância na minha vida.
Em próximos posts falo desse detalhe e de tantos outros que me fizeram gostar tanto de Belém.

Inté!


* esse verso faz parte da trilha sonora do Maridão e consequentemente, das nossas vidas!
**APPCC - Análise de perigo e pontos críticos de controle

Nenhum comentário: