domingo, 12 de janeiro de 2014

Viagem a São Luís em tempos difíceis


Só se fala do Maranhão.
A palavra Pedrinhas pautou todas as grandes mídias no País e causou revolta e temor  em todos que assistiam.
Para os maranhenses, motivo de medo, terror, angústia e mais vergonha, porque faz tempo que o estado é protagonista de estatísticas pífias e vergonhosas.
Os piores indicadores sociais e econômicos são do Maranhão. A educação é uma farsa. A moradia é vergonhosa e a pobreza ainda é o recorte mais visto.

Estava em São Luís em todo o período da barbárie em Pedrinhas. Teve um dia que estávamos num happy hour e ficamos quase que isolados, porque o terror também veio por torpedos, ligações e pelo facebook. Todos avisando para voltarmos para casa. E nós,  em plenas férias.
Um horror.

Na mesma semana também fomos pauta por causa da dragagem de vários carros pelo mar na Praia do Araçagy, famosa praia em que é permitido o tráfego de carros.
Em todos os jornais, sites e Tv's a imagem dos carros mergulhados em água salgada e seus donos choramingando o prejuízo.
Isso não é uma vergonha. Pelo menos não senti. Pelo contrário, é uma questão cultural e natural, que a cidade e seus habitantes convivem tranquilamente.
O foda foi tudo acontecer no mesmo período e o Maranhão entrar nos lares brasileiros, como socos gratuitos nos estômagos.

É uma pena que todos agora conheçam o Maranhão com essas bombas.
É uma pena que todos saibam que existe um presídio chamado Pedrinhas e que ele é um "estado" de fato e de direito, dentro de um estado, sem fatos e direitos.

O ano novo já começa com muito ranço, com muita conta pra acertar, com muita mágoa no coração.
Pelo menos para os maranhenses.




Um comentário:

Anônimo disse...

Vergonha maior ainda se os governantes atuais forem reeleitos...

Dadá SouSA