segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Caipifruta de morango e pimenta rosa para iniciar as comemorações de final de ano!


Ó é assim: à partir desta semana a bebida tá liberada; a comilança, embora moderada, também tá autorizada.
Não tem jeito. Por mais que você se esconda, invente desculpas, diga que vai visitar a tia, as confraternizações chegam e a vontade de chutar o pau da barraca é mais forte que você!
Essa caipifruta de morango e pimenta rosa serve para iniciar os trabalhos e molhar as palavras, como sempre falamos por aqui.
O clima festivo e de liberdade automaticamente chegam em quase todos os lugares e salvo, raras exceções, o ritmo frenético vai parando aos poucos.

Semana que vem viajo para passar o Natal com a família. Aos poucos o ritmo de postagens também vai diminuir até a volta para São Paulo de novo, mas não tem problema não! No Instagran (@ocioviagensegastronomia) vou postar as fotos das minhas andanças e espero vocês por lá!

A propósito: caipifruta é bom, né?

Estante na sala: nova vida ao apzito!


Decoração de casa é sempre uma coisa complexa. Quando você divide a casa com outra alma, então, já viu...
Aqui, a sorte é que não temos muitos problemas, tirando o detalhe que eu sou over e o maridão minimalista, mas isso é sempre bacana, porque acabamos ficando no meio termo e com bitoca no final!

Compramos uma estante só para CD's, DVD's e livros, na tentativa de organizar a nossa outra estante e dividir o peso da coitada, que está abarrotada de coisas, além dos livros, é óbvio.
Ok. Procuramos procuramos e compramos uma de tamanho médio para podermos por na sala. 
A ansiedade era tanta que na sexta-feira mesmo, quando ela chegou, abrimos umas cervejas, cortamos uns petiscos e arrumamos tudo!
Não coube nem metade dos livros, apenas os Cd's e Dvd's, mas gostamos muito do resultado final.
Estamos apaixonados pela estante e com a vida que ela deu à nossa sala, sem contar que toda arrumação faz você lembrar de um monte de coisa esquecida pela correria da vida.



A cada porção de Cd's que eu retirava da estante velha, falávamos de uma história antiga ou mesmo criávamos uma  nova.
Cada Cd tem uma história, uma música, uma frase... Maridão todo pimpão, querendo colocar uma faixa de interdição daquelas amarela e preta, junto da coleção Beatles, hahahah.

Os Dvd's então, enchem a gente de orgulho e de paixão. E a coleção de Os Trapalhões? Ai que amor.
Da maioria dos filmes clássicos que temos, o maridão lembra de diálogos, da trilha sonora, atores, direção e eu não lembro de quase nada ou mesmo dormi quando estávamos assistindo (oi?), mas tudo bem. Gosto de tê-los mesmo assim!

Destaque para o Cd da Máquina de Descascar'alho, banda do carnaval de rua de São Luís, que amo!

Os desaques aqui vão para o meu Ney, cantando Cartola, e o Cauby interpretando o Rei...

As fotos não conseguem traduzir o quão colorido ficou tudo, mesmo a estante sendo castanho, cor que escolhemos para combinar com os tons da sala, mas que o apzito tá mais animado, agora tá!

Os livros ficaram nas duas últimas prateleiras. Uma dele e outra minha. Mesmo assim, o foco para 2014 é ver onde, como e quando vamos organizar o que faltou, incluindo os vinis.

Quando o ciclo de um ano se fecha, é natural que organizemos tudo, que mudemos as coisas de lugar. Isso faz parte do nosso modo de encarar o cansaço e renovar as energias para um novo ciclo.

Que em 2014, ocioso, suas coisas mudem de lugar mesmo, mas para melhor!

Detalhe importante:
Quando a estante chegou em casa, apenas minha assessora para assuntos de limpeza estava em casa.
Rapidamente ela deu uma olhada na compra e me telefonou, perguntando toda cheia de razão:
- Bia, porque tu só gosta de coisa velha, heim?

domingo, 15 de dezembro de 2013

Felicidade!


Fizemos aniversário de casamento esta semana.
Hoje sei o que é amar.
Sei o que é ser amada.
Que seja eterno enquanto dure o nosso amor pleno.
Muito feliz.




quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Alô alô, testando máquina nova...


Compramos uma maquininha nova. Dessas mais baratas, pra quebrar um galhão.
Ela é portátil, vermelhinha, Sony e tem 16 megapixels...
Compramos porque entendemos que não é em todo lugar que conseguimos levar a nossa maiorzinha. Praia, por exemplo. Vai que suja tudo de areia? Maridão cai duro (não espalhem!).
Agora estamos na fase dos testes.
Sábado, tiramos fotos de tudo: ambiente aberto, ambiente fechado, close, longe, eu, ele, comidas, bebidas, panorâmica, fizemos vídeos.
Ainda não gostei muito não. Maridão, sempre cauteloso, ainda não tem opinião formada.
Acho que é porque estou acostumada à nossa Nikon, que tem o tempo de fotometrar e tal...
Essa, mal a gente direciona a máquina para o objeto a ser fotografado, ela já dispara. Tsc, tsc, não sei não...

Aqui, algumas fotos...
Faz tempo que não ando exibida.
Faz tempo que não consigo atualizar o blog o quanto eu gostaria.
Faz tempo que não conto coisas super bacanas, mas... vamos que vamos!










sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Kaiser Radler. Nem com minha mente em ponto morto!

Vamos começar pelo começo: essa proposta da Kaiser não pode ser considerada cerveja!
No máximo, uma bebida mista de limão com gostas de malte e lúpulo.
Para bebedores e apreciadores de cerveja, isso não vai colar.
Tomei dois goles e desisti. Não gostei nem colocando minha mente em ponto morto!
Maridão também jogou fora a metade do copo e esse detalhe entrou para a história como a primeira cerveja que jogamos fora nessa vida!
Tudo bem que estamos no momento da cerveja no País. É cervejaria pra todos os lados, novas misturas, novos termos, novos conceitos, mas acredito que essa não vai dar samba!

Por falar em cerveja, hoje é sexta, ham?







terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Estacionamento exclusivo para clientes!


Amamos caminhar.
Adoramos fazer caminhadas longas e sem horário para voltar.
Costumamos sair nos finais de semana bem cedo e só voltamos quando as pernas não conseguem mais nos obedecer.

Passamos por esse sex shop quase todas as vezes. Na verdade é quase vizinho aqui do apzito e sempre gargalhamos muito com essa placa. Não resisti e fotografei.

Vou perpetuá-la aqui para alegrar sua tarde!

domingo, 1 de dezembro de 2013

Cuscuz Marroquino com espetinhos de camarão no Festival de Grãos do Apzito!



O cuscuz marroquino é um aliado do tempo corrido! Bastam 5 minutos para que amoleça e está pronto para servir.
Aqui pelo apzito, de quando em vez ele aparece enfeitando nossa mesa e faz sempre muito sucesso.

Confesso que não conhecia até vir morar em São Paulo, mas foi conhecer e eleger como uma das comidinhas básicas da vida.
Além de rápido, ele é versátil. Pode ser consumido sem nenhuma misturinha, apenas com uma pitadinha de sal e um fio de azeite ou como eu prefiro, misturado com legumes e bem temperado.

Para a receita do cuscuz marroquino, vamos ao modo de preparo:
(Usei os legumes que tinha em casa)
Corte o brócolis em buquês bem pequenos e a cenoura em cubinhos. Não cozinhei os legumes, apenas refoguei com cebola e um tequinho de alho até ficarem um pouco moles. Reservei.

Para o cuscuz, basta ferver água com uma pitada de sal.
Coloque o cuscuz num bowl (usei duas colheres de sopa), jogue a água quente por cima até cobrir o cuscuz, mas sem encharcar. Cubra com um pano limpo e aguarde 5 minutos.
Após esse tempo, descubra o bowl e mexa o cuscuz com um garfo para espalhar.

Para finalizar, basta misturar o refogado ao cuscuz e pronto!


Para dar um brilho todo especial ao festival de grãos do apzito, refoguei uns camarões rapidamente e coloquei em palitinhos. Gosto muito de espetinhos de camarão. É gostoso, prático e tem uma pitada de glamour, rá!
Para completar o jantarzinho especial desse dia, fiz uma saladinha baby.
Usei mini agrião, tomate sweet grape e muçarela de búfala. Para temperar, reguei com azeite, limão e finalizei com flor de sal e pimenta.


E o formato de coração?
Bom, tenho vários cortadores de biscoito e também forminhas para arroz em formatos diversos.
Esse de coração é grande e como dá pra ver, o cuscuz ficou bem alto. A porção ficou grande, mas valeu pra fazer uma gracinha pro maridão!