domingo, 23 de junho de 2013

Risoto de Pinhão. Receita quentinha, ótima para dias frios.



Fui conhecer pinhão aqui em São Paulo.
É típico do mês de junho e do frio. Nas festas caipiras daqui, sempre tem.
No Nordeste, também tem, mas nas regiões de serra, onde o clima é mais ameno. No Maranhão, nem pensar...

Maridão adora e quando experimentei a primeira vez, adorei de cara e criei um problema sério para mim: não consigo parar de comer, ó céus!

Vi no Matraqueando a receita de risoto de pinhão e sabe quando você lê uma receita e vê que tem tudo em casa? Quer dizer, o creme de ricota tive que comprar, mas o resto, tava na mão.
Maridão topou e pronto. O almoço foi risoto de pinhão com umas kaftas beeeemmm assadinhas!

Vamos ao passo a passo.





Ingredientes

2 xícaras de arroz arbóreo
300 g de pinhão picado
2 colheres de margarina (ou manteiga)
2 colheres de creme de ricota
25g de queijo parmesão ralado grosso
1 cebola pequena
1 tablete de caldo de legumes
4 copos de água
1/2 xícara de vinho branco seco (barato, é claro!)
sal a gosto

Modo de preparo
Cozinhe o pinhão numa panela de pressão por 40 min (após começar a chiar) em fogo baixo. Para descascar o pinhão de forma mais fácil, aperte a parte mais gordinha dele para o pinhão sair (de preferência quente).
Numa frigideira funda derreta a margarina e doure a cebola. Em seguida acrescente o arroz e frite ligeiramente. Coloque o vinho e mexa até evaporar. Acrescente uma porção de pinhão (deixe um pouco para por no final) e refogue mais um pouco. Acrescente pouco a pouco o caldo de legumes dissolvido em água quente. Vá mexendo em fogo médio até a água evaporar.
Antes de colocar a última porção de caldo de legumes, salpique o queijo ralado, acrescente o creme de ricota e o restante do pinhão. Acerte o sal. Vá mexendo até o arroz ficar cremoso e al dente.

Agora vamos às dicas e aos, er...er... equívocos:

Como podem ver nas fotos, optamos por um arroz arbóreo integral e por essa sábia escolha, ao invés de finalizarmos o prato em 30 minutos, como de costume em risotos, saltamos olimpicamente para 1 hora e 30 minutos.
Arroz integral de fato é mais duro e demora mais para cozinhar, mas em risotos, depois dessa experiência, creio que pela cremosidade, é melhor optar por um arroz arbóreo tradicional.
Achamos a quantidade de pinhão um tanto gradinha. De uma próxima, ponho um pouquinho menos.
Caso você não tenha creme de ricota, requeijão também serve, só que vai ficar mais cremoso e vai interferir um pouco mais no sabor.
Risoto é assim: fazer e comer, portanto, sirva quentinho. Para dias frios, huuummmm...

No resto, coragem e fé. É delicioso!

Nenhum comentário: