quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Brigadeiro é brigadeiro!

Brigadeiro, é brigadeiro, nénão?
Pode estar em baixa, pode estar em alta, mas o que não muda de jeito nenhum é o sabor inigualável!
Delícia que é garantia de sucesso em qualquer festinha, o doce tipicamente brasileiro enche os nossos olhos e nos dá água na boca, sem contar no gosto de infância que ele nos traz imediatamente após a primeira mordida!
Há anos que não fazia em casa brigadeiros... É fazer e ter a certeza de comer toda a panela!
Pra evitar esse fato certeiro, deixei de fazê-los e andei comendo uns por aí pelas "brigaderias" da vida.

Os brigadeiros da foto foram feitos pelo maridão para o meu aniversário!
Com a paciência e talento que ele tem para a cozinha não podia ter ficado diferente. Ficaram macios, cremosos e com o doce na medida certa!
A frescurinha do brigadeiro foi por minha conta, já que comprei um chocolate amargo especial para enrolá-los. Depois da onda de brigadeiros gourmet, nada mais de enrolar docinhos com confeitos de açúcar, certo?
Comprei um autêntico Barry Callebaut para cobertura de doces e bolos e escolhi as forminhas tradicionais porque as acho mais charmosinhas.

A receita de brigadeiro é super fácil e é sucesso entre adolescentes de todo o Brasil, ou seja, é jogar um monte de coisa gostosa junto na panela como leite condensado, manteiga e chocolate em pó, misturar tudo, esperar dar o ponto, que é o desprender do fundo da panela, e está quase pronto. 
Basta esperar esfriar fora da geladeira, enrolar untando as mãos, passar no confeito que você quiser, colocar nas forminhas e ter a certeza de sucesso total!
Nesse caso, usamos chocolate dois frades, porque achocolatados tendem a deixar o docinho muito doce.





Esse post guarda em si os meus mais sinceros desejos de que seu ano seja doce doce doce...
Reinicio mais um ano por aqui e espero ter a sua companhia sempre!

2 comentários:

Anônimo disse...

Espero que seu ano tb seja doce igual caramelo.... hi hi hi

Ócio, viagens e gastronomia disse...

Obrigada! Desejo a você o mesmo, mesmo não sabendo quem é... hehehe