sexta-feira, 27 de julho de 2012

A preguiça, o domingo e as atividades domésticas!

A preguiça é um pecado capital feio, muito feio.
Vez ou outra ela nos ronda e por vezes, demora a sair...
É uma coisa generalizada, ou seja, todo mundo um dia ou outro sente preguiça, não é privilégio deste ou daquele ser.
Existem aquelas pessoas com preguiça crônica, mas nesse caso, acho que podem ser enquadradas na categoria "indolentes" e não apenas preguiçosas. A indolência é uma coisa muito mais grave.
A preguiça, em seu sentido mais literal, é um "estado momentâneo". É uma coisa que dá e passa...
É bom não confundir preguiça com ócio, como muitos costumam fazer. Ócio é uma outra categoria, é tempo livre, é escolha individual e livre arbítrio.
A preguiça nos laça de uma maneira que é muito difícil nos livrarmos dela, mas pensando bem, os vícios e os pecados capitais tem esse poder, não é mesmo? 
Um domingo à tarde em casa, por exemplo, como se livrar daquela "lezêra" que dá depois do almoço? Não, meu caro ocioso, não é fácil mesmo.
Ficar esparramado no sofá assistindo qualquer coisa na TV ou lendo um livro é bom demais. Não tem concorrência pra isso!
Você só consegue se livrar da danada da preguiça, se num rompante de energia, você pular do sofá rapidamente e começar a fazer o que tem que fazer sem se deixar levar pelo seu instinto preguiçoso. 
E isso é sério.
Acontece que existem algumas atividades domésticas que me matam de preguiça e nesse caso, não sei como me livrar dela, agravadas pelo fato de que sempre, num domingo, tenho que fazê-las!

Quem por aí, acha que lavar o copo de um liquidificador é super bacanão? E secar, então?
Bom, eu morro de preguiça!

E lavar panela de pressão? Quem inventou aquele formato de panela com aquela tampa insuportável, não foi Deus não, certeza!

Encher litro d'água. Tem coisa mais sem futuro? Tem sim: aspirar embaixo da mesa de jantar e ter que tirar todas as cadeiras do lugar e depois devolver todas para o mesminho lugar!

O domingo já não é um dia comum, tadinho. É um dia carregado de preguiça, energia pesada e rancor (volta ao trabalho depois do Fantástico, ham?) e ainda tem de quebra, a realização de atividades domésticas chatas. Não, não há dia que resista a tanta maldição.

Ainda bem que hoje é sexta e estou feliz.
Atividades domésticas chatas? Só no domingo!



Nenhum comentário: