Pular para o conteúdo principal

Guaraná Jesus vendendo em supermercado em São Paulo - Pode isso?


Meu mundo caiu!
Passei no supermercado St. Marche ontem de manhã e me deparei com essas latas de Guaraná Jesus numa prateleira com a indicação de "Novidade".
A informação, extra-oficial, que rola em São Luís, é que no acordo de compra feito pela Coca-Cola, marca detentora do Guaraná, era vetada a nacionalização do Jesus. Lembro até de uma ampla campanha sobre o assunto na época da compra.
Pelo que vi ontem, essa informação não é verdadeira.
Vi os refrigerantes na prateleira e é como se tivessem me roubado algo muito particular! Parte da minha história estava ali, sendo vendida numa prateleira para qualquer um... Senti-me invadida e não sei até que ponto essa sensação ruim chega a ser egoísta, mas não fiquei confortável com a situação.
Meu marido, que é paulistano, mas gosta do refrigerante, acha que dessa forma, a história que envolve o emblemático guaraná perde o encanto. Ficamos refletindo até algum tempo depois...

O Guaraná Jesus é um patrimônio maranhense! Como assim, vende num supermercado em São Paulo?
Alguém pode me explicar isso e trazer de volta a minha confortável situação de ter um Guaraná exclusivo?


UP DATE:

Foram muitos posts me esculhambando!
Foram muitos xingamentos e muitas gargalhadas da minha parte. Hoje, dois anos depois desse post, queria dizer para aqueles que já deixaram recadinhos maldosos, que continuo achando super chato vender Guaraná Jesus fora do Maranhão. Acho que realmente é um patrimônio nosso e falo com o coração tranquilo: a coisa mais bacana da vida era o contrabando!
Por outro lado, escancaro: já até acostumei com isso e não me incomoda mais tanto quanto antes.
Se você quiser reclamar e me chamar de qualquer coisa, tudo bem, eu publico aquelas esculhambações publicáveis. Aquelas com grosserias impublicáveis, realmente não dá.
Esse espaço é público e democrático, portanto, fique à vontade.




Comentários

Macário Campos disse…
Você ficará mais chocada, quando dentro de alguns meses, ler na lata que ele estará sendo fabricado em Jacarepaguá ou Jacareí....
Nila Michele disse…
A história que rola aqui é que no contrato haveria um tempo pré-determinado algo em torno de 10 anos ou mais não tenho certeza, o fato é que esse prazo já se extiguiu, desde 2010 quando começou a campanha da coca para mudar o rotulo os guaranás foram aos poucos sendo levados para outros lugares só que com um preço maior. Em São Paulo o preço é o mesmo da coca cola?
Ai Macário, nem quero pensar nisso...
Nila, nesse supermercado, tava R$ 4,29. No Tubaína, bar temático, a pequenininha custa R$ 8,00!!!
Anônimo disse…
Meio esgoista da sua parte! Sou Paulista ja experimente e adoro! Acho muito legal dividir algo da cultura maranhense com o resto da país! Aliás o que é bom tem que ser divulgado e apressio muito esse pedacinho de voces! Dividee!
Thiago Joseph disse…
Poxa... nós paulistas também queremos esse delicioso Guaraná *-*

Já parou para pensar como seria se não entrasse nenhum produto paulista no Maranhão? Ruim né?
huranaga disse…
ou talvez o cara comprou la no maranhão o guarana ,.. da até agua na boca de so olhar pra latinha meu.. so quem mora lá ou quem morou em são luiz sabe como o treco é bom...
Anônimo disse…
Sou gaúcha, conheço e adoro o Guaraná Jesus.
Tambem acho egoísmo não querer dividir a história/o produto com o país.
Nós dividimos o chimarrão com todo mundo! 'É só olhar pra ver que é do Sul'!

Não seria lindo viajar pra fora do país e encontrar alguem bebendo Guaraná Jesus?
Anônimo disse…
tenho parentes no Maranhão, e trouxe p/ vender aqui em SP por não ter aqui, caso alguém tenha interesse, estou vendendo a lata por R$ 3.90 levando acima de 6 unidades !! meu contato é marco.boucinhas@ig.com.br , estou próximo da av. Paulista
Anônimo disse…
Me informe aonde fica este supermercado,que irei buscar uma caixa,adorei a ideia.Kkkk.

Anônimo disse…
egoista,
sou obrigado a dividir o zé sarney com vc porque não o guarana jesus.
Ludimila Matos disse…
Eu sou maranhense e acho que vocês têm que vir pra cá para beber Guaraná Jesus e fazer contrabando!!! Hahahaha. O mais legal do Guaraná Jesus sempre foi o contrabando!
Eduardo Pacheco disse…
Então, vamos parar de comer pão de queijo, vamos parar de tomar chimarrão, acabemos com a venda de acarajé ou vatapá... Ou melhor, toda vez que quisermos aquela comida japonesa, vamos para o Japão. Que absurda essa ideia.
Thiago, entendo perfeitamente sua posição e concordo.
Deixe apenas eu registar minha decepção, tá?
Já estou melhor...
Querida gaúcha, seria lindo, muito lindo...
Obrigada pelo conforto...
Bom para essa resposta, coube até um post no facebook!
Adorei mesmo sua resposta. Gosto de divergências!
Eu lamento pelo Sarney. Não tenho a menor culpa dele ainda estar causando pelo país afora... Na verdade, não compactuo em nada com as atitudes dele...
Um grande abraço!
Ah, manda por e-mail seu endereço que mando um jesus pra você!
ah e por incrível que pareça, não sou egoísta não! É só com o Guaraná Jesus....heheh
Não seja assim tão radical, vai!
Quando escrevi o post estava muito impactada com o acontecido...
Agora estou mais conformada...
Mas para completar sua colocação, questiono: será que os mineiros, gaúchos e baianos lá no início do processo, gostaram?

Sucesso!
Anônimo disse…
moro no interior de SP e descobri á exatamente uma hora da existencia desse lindo guaraná cor de rosa *-* estou louca pra tomar ele e vou comprar pela internet...muito egoismo da sua parte não dividir as delicias do Maranhão com a gente ...mas eu entendo o seu ponto de vista
Anônimo disse…
Que podre...
professorquesada disse…
Onde é esse supermercado ? só faltou o endereço dele
Anônimo disse…
tb acho que o que é bom tem que ser dividido.... por que nos deixar sem? é uma delícia e eu quero aqui....
Anônimo disse…
mano, na boa vai se fude! Ficar chocada por causa de um guaraná?!
Fabiana disse…
GENTE A COCA-COLA COMPROU A RECEITA DO GUARANÁ JESUS... MAIS DO QUE JUSTO EXPANDIR PARA TODO O BRASIL, SABEMOS QUE SE TRACA DE ALGO CULTURAL, POR QUE NÃO DIVULGAR PARA O MUNDO, SEMPRE SERÁ VISTO COMO O GUARANÁ DO MARANHÃO.
Oi gente sou maranhense e moro em maringa parana fico muito feliz de ja ter jesus aqui tb so fico triste de nao poder mais pedir pros amigos ei quan vc vi me visitar traz um guarana jesus pra eu mostrar pros meus amigos aqui do sul
Oi gente sou maranhense e moro em maringa parana fico muito feliz de ja ter jesus aqui tb so fico triste de nao poder mais pedir pros amigos ei quan vc vi me visitar traz um guarana jesus pra eu mostrar pros meus amigos aqui do sul
Anônimo disse…
Não tem que gostar! Só tem que partilhar queridinha, dividiiiirrrrr o que é BOM, HAHAHA
A VIDA NÃO É JUSTA MESMO...,. e toma GUARANÁ JESUS!!!! hahahah
Sanderson Carlos disse…
Ele e muito bom. Sou de fortaleza minha esposa do Maranhão ela tinha falado pra mim que era muito bom só acreditei quando minha mãe trouxe uma pra mim de Teresina.
Eu gosto muito só que acho que ele teria que quantinuar sendo vendido so no Maranhão pois a graça de ir ao Maranhão e chegar numa budega lá e comprar um.
E e bom trazer ele pros amigos da gente quando voltar de viagem e dizer trouxe do Maranhão la e bom pra caralho.
Fernando Prado disse…
Nossa fazendo uma pesquisa sobre o guarana Jesus quero muito explementar .
Tem como eu comprar?
Onde fica este mercado?
Será que vem via correio?
Anderson Games disse…
o refrigerante jesus é uns dos melhores que ja tomei sou maranhense i sempre compro jesus mais original msm so do maranhão
Anônimo disse…
não, o guaraná é nosso
Sou do Tocantins meu ex marido trabalha na coca cola la eles revende para os supermercados sempre tomei,aqui em sampa eu nao encontro...
Monica disse…
Oi, te entendo muito bem! Eu sou carioca e moro em SP, se visse vendendo a bala de Tamarindo aqui me sentiria assim também.
Unknown disse…
Nois em São Paulo temos de tudo kkkkk

Postagens mais visitadas deste blog

Patinhas de caranguejo ao molho vinagrete

O vinagrete do jeito que eu gosto...

Ingredientes
1Kg de patinha de caranguejo (de preferência do Maranhão, hehe) 2 tomates maduros 1 cebola 1 pimentão verde (que pode ser o da sua preferência) 1 maço de cheiro verde (se você preferir) ou apenas cebolinha 2 limões Sal Azeite para temperar
Modo de preparar
Afervente as patinhas em água com umas pitadinhas de sal. Veja bem, aferventar não é ferver. Basta abrir fervura e elas começarem a ficar cor de rosa, é pra tirar do fogo. Reserve e deixe esfriar. Se ficarem muito tempo no fogo elas ficam duras e na verdade elas devem ficar macias. Após lavar os legumes, corte em pedaços uniformes e bem pequenos, assim como o tomate (que é uma fruta). Para mim, quanto menor, melhor. Misture todos os legumes cortadinhos num bowl, tempere com o suco do limão, sal e bastante azeite. Acrescente um pouco de água filtrada para dar um pouco mais de molho ao vinagrete. Arrume as patinhas num refratário deixando-as com o "cabinho" pra cima. Dessa forma fica mais f…

Raposa, MA - passeio náutico que vale a pena!

Em meio às férias, resolvemos passear de barco pela Raposa, município da área metropolitana da Ilha de São Luís.
O município é pequeno. Grosso modo, deve ter por volta de 35 mil habitantes no máximo.
Tem uma cultura pesqueira muito interessante e também é um polo rendeiro de destaque em São Luís.

A cidade em si, não é muito atraente. São ruas estreitas, com casas, em sua maioria, de madeira, que lembram palafitas, no sentindo mais geral do termo.
Percebe-se a falta de saneamento básico na cidade e uma certa desordem urbana. Basta para isso, percorrer suas ruas para entender do que estou falando. Banheiros improvisados próximos aos mangues e muito lixo acumulado nas ruas e entre as casas é um dos retratos mais gritantes ao darmos uma volta perímetro urbano.

A Raposa surgiu como uma colônia de pescadores, com início na década de 40 do século passado, por pescadores vindos do Ceará e rapidamente tornou-se um reduto cearense, com as mulheres rendeiras desenvolvendo seu trabalho e os pesc…

Óleo composto de soja e oliva. Não caia nessa!

Esses óleos compostos que tanto enganam os comensais espalhados por ai foram feitos para cozer, não para derramar em cima do prato pronto! Foram criados como uma alternativa para quem está com o orçamento apertado ou não tem costume de cozinhar com azeite de oliva.  Para um prato refogado, por exemplo, fica muito saboroso. O problema é que pelo fato de ser mais barato, os donos de alguns restaurantes de segunda, terceira, quarta e quinta categoria substituem o tradicional azeite por esse composto e a turma desavisada, derrama com gosto em cima do prato. Uma maldade! Vejo o povo jogando em cima da salada, sendo que em todos os compostos, 95%  é de óleo de soja e apenas 5% é de azeite (não extra-virgem!). Esperteza do restaurante que ganha por um produto de qualidade inferior e lerdeza do consumidor que não lê o que está consumindo. O consumo de azeite no país tem crescido assustadoramente, à proporção que  a gastronomia ganhou status de ciência e o poder aquisitivo da população melhorou.  De…