terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Cuba Iconográfica

Cuba não é uma ilha, como muitos pensam, é um arquipélago. Muitas ilhas, ilhotas e cayos formam um dos países mais singulares do mundo. 
São muitos os símbolos que representam o país. Antes mesmo de conhecê-lo de perto, o mundo se encarrega de trazer até você muitas figuras e imagens que retratam bem o que acontece por ali.
La Habana, capital do país, possui quase a totalidade dos ícones de Cuba e por isso mesmo, uma visita a ela é obrigatória.
Bastam poucos dias para você perceber como funciona a vida por lá.
Foram tantos os casos e acasos que aconteceram em Havana, que ainda tenho muito o que contar. Muitas surpresas, descobertas, alegrias e até chateações foram suficientes para que pudéssemos nos divertir e nos apaixonar por cada beco da cidade que tem Che Guevara como seu maior mártir.

Destaquei aqui algumas imagens que farão o papel de uma introdução sobre o Destino. Vamos lá?

A arquitetura cubana impressiona! Os prédios são colossais e mesmo com muitos em estado de abandono, é muito fácil ficar de papo pra cima tentando descobrir os detalhes dos prédios e suas influências.
O destaque aqui é o Capitólio, imponente prédio no centro de Havana, que "imita" o capitólio americano. É possível vê-lo de vários lugares da cidade. Está fechado para reforma.

Acho que nunca tinha visto cédulas tão lindas...
O famoso CUC, ou peso convertible, funciona como um universo paralelo dentro da cidade.
É preciso algumas boas horas pra você entender que em todos os lugares, absolutamente em todos os lugares que você vai frequentar, é ele que você vai usar. No começo da viagem, ainda um pouco ingênua, cheguei a perguntar se o preço era em cuc ou em peso cubano.  Chegamos a pensar em trocar alguns euros por peso cubano para comprar algumas coisas na rua, mas logo na chegada descobrimos que até os nativos o usam para tudo. Ainda falaremos mais sobre isso.
Não sou apreciadora de charutos. Por mim, eles talvez nem existissem, mas realmente eles representam muito na vida dos cubanos. Há em todos lugares vendedores ambulantes, vendedores chatos, vendedores legais, casas de souvenirs e gente fumando... Só não imaginava que eram tão caros. Uma caixa com 25 charutos Cohiba, ditos os melhores, custa mais de 130 Cucs, ou seja, mais de R$ 260,00. 


Os carros antigos de Cuba são um sucesso! Como é divertido ficar olhando os modelos passarem por nós  e tentando adivinhar de que ano são e até sorrindo dos remendos que todos tem.
O que não é divertido, no entanto, é a fumaça preta que sai de todos os escapamentos, fazendo com que a cidade cheire a querosene queimado e tenha uma nuvem de poluição nada agradável.

Mesmo conhecendo um pouco da história política de Cuba, jamais pensei que a cidade fosse tão ufanista.
Não só a cidade, mas seus cidadãos! Não foram poucas as frases que vimos nas ruas, em muros, em prédios públicos e em monumentos fazendo alusão à Revolución, a Che, a Fidel, etc.

Ah, o Rum cubano... Artigo muito apreciado por todos as moradores e visitantes. Formam-se filas em vários lugares para comprá-los. Não são caros. O Havana Club é o mais popular e também um dos mais bem conceituados. Pena só ser permitido trazer duas garrafas por pessoa. O branco é o principal insumo para o famoso Mojito (cabe um post especial!) e o escuro, com suas várias cartas e selos, bebe-se sozinho ou em outros drinks, como a famosa cuba libre.

Os mártires de Cuba estão em toda parte.
Viva La Revolución!
(Lá pelos últimos dias, a revolução cansa um pouco, hehe.)

É essa belezura de mar do caribe que banha as principais praias e cayos de Cuba.
Não há comparação nem tampouco descrição. É ver e suspirar!

Iniciamos aqui nossa série sobre Cuba.
Aguardem novos posts ao longo das próximas duas semanas.
Pra você que chegou agora, seja bem vindo!
Nossa viagem a Cuba durou 12 dias  em janeiro de 2012 e nos dividimos entre La Habana e Cayo Largo del Sur.

Fotos: Italo Genovesi

2 comentários:

Aline disse...

Me encantei pela cor do mar só de ver as fotos! Fiquei com inveja dos seus olhos que puderam ver "pessoalmente" tudo isso! rs
Seja bem-vindo aos ares tupiniquins!

Ócio, viagens e gastronomia disse...

Linda, quem sabe você não faça essa viagem também, heim? Ares tupiniquins já bem introduzidos, hehe.