quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Final de ano: tempo diferente!

O "final de ano" tem um quê de diferente mesmo.
Em que outra época do ano você acha normal se encontrar com amigos todos os dias da semana e acordar cansada, quase morrendo e achar que é natural?
E ver todo mundo cheio de cestas de natal nas mãos? É caixinha, é bolsinha, é sacola. Tudo tem cara de cesta de Natal! Basta ver um ponto de ônibus ou uma estação de metrô. Tá todo mundo com um "trambolho" nas mãos.
Que outra época, você acha que "quase" todos que estão à sua volta merecem uma lembrancinha?
Pois é. Esse período é muito engraçado. Parece que as pessoas vão sumir, se pirulitar, mudar de planeta e você nunca mais vai vê-las. Tudo até dia 24.12. 
O fato é que no meio dessa correria toda, tenho exagerado um pouco nas comemorações. Estou me sentindo eternamente de ressaca. Parece que as horinhas dedicadas ao sono não tem valido de nada.
Como estou tomando muitos remédios, imagino que essa combinação com pouco sono e muita birita esteja me fazendo mal. Estou fisicamente cansada.
Mas talvez seja a droga da idade mesmo! Estou à beira de mudar a idade (e de um ataque de nervos!) e acho que é necessário lembrar que o corpo sente e fala, quando as coisas não estão bem.
Divaguei hoje cedo das inúmeras vezes em que cheguei da farra às 5h e fui trabalhar direto. Como meu corpo aguentava sem reclamar, como eu conseguia ainda trabalhar normalmente...
Ontem fomos ao "1º ButecOffice Law", ou melhor explicando, à inauguração de um escritório de um amigo querido. O "regabofe" foi divertidíssimo e voltei sorrindo um pouco mais que o normal, mas tive uma noite ruim. Não dormi direito e o resultado é esse aqui agora: vista turva, pensamento longe e o estômago torcendo pra se transformar em outro órgão, tadinho!

E essa semana, heim? Não vai acabar mais?

Nenhum comentário: