Pular para o conteúdo principal

Livros sobre viagem - Dicas para presente de Natal

Que tal dar livros de presente de Natal? Acho muito charmoso isso.
Andei pesquisando alguns títulos sobre viagens e tenho 5 ótimas dicas.
Vamos a elas:


Título: Confissões de um turista profissional
Editora: Novo Conceito
Autor: Kiko Nogueira
Sinopse: Quem gosta de viajar, e viaja mesmo (isto é, não faz turismo pra inglês ver), sente uma vontade danada de falar a verdade sobre os lugares que visitou. Coisas como: vale a pena todo aquele trabalho no Louvre para não ver a Monalisa? Existe algum lugar mais insalubre do que uma barraca de praia no Nordeste? Ou ainda: por que o Brasil precisa de mais uma obra de Oscar Niemeyer, o veterano arquiteto que deixa um rastro de concreto aonde quer que vá? Mas falar essas coisas é, no mínimo, tornar-se um chato. Pois Jota Pinto Fernandes, alter ego de Kiko Nogueira, é o chato que vive em cada viajante. Corajoso e desbocado o suficiente para dizer o que as agências e seu amigo que acabou de chegar de Nova York nunca falarão. Escrito pelo ex-diretor da revista Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas, da Editora Abril, Confissões de um Turista Profissional é uma leitura para quem quer olhar as lindas fotinhos no celular, na volta daquele pacote inesquecível, e pensar: “E não é que era isso mesmo...?”



Título: Terramarear - peripécias de dois turistas culturais
Editora: Cia das Letras
Autor: Ruy Castro


Sinopse: Ruy Castro e Heloisa Seixas são dois grandes viajantes. Nas últimas décadas, têm rodado o mundo, levados por vários motivos, inclusive profissionais. Mas eles não são meros turistas. Quando viajam, buscam sempre o espírito dos lugares — a cultura das ruas pelas quais passeiam e suas relações com a história, a arquitetura, a música, o cinema, a gastronomia. Com isso, descobrem os roteiros mais surpreendentes, em Nova York, Paris, Roma, Veneza, Madri, Barcelona, Sevilha, Havana, Moscou, Saint-Tropez, Rio — e que, agora, eles nos revelam em Terramarear.






Título: sozinha mundo afora
Editora: Verus
Autora: Mari Campos


Sinopse: Sozinha mundo afora traz dicas da jornalista e viajante profissional Mari Campos para qualquer mulher que queira desbravar o mundo sem companhia, com depoimentos de viajantes de diferentes idades e perfis que já tiveram essa oportunidade.Com sua extensa experiência em viagens solo – ela já saiu sozinha pelo mundo mais de 25 vezes –, Mari Campos conta tudo que você precisa saber para fazer as malas e sair por aí em sua própria companhia.







Título: Me leva mundão
Editora: Globo
Autor: Maurício Kubrusly


Sinopse: Depois de percorrer o Brasil durante vários anos em busca de casos curiosos e personagens diferentes, todos apresentados em seu quadro semanal no Fantástico, o jornalista Maurício Kubrusly ampliou sua área de atuação e foi procurar relatos peculiares e impressões inusitadas fora das fronteiras nacionais. O resultado está no livro Me Leva Mundão, um saboroso conjunto de crônicas divertidas e temperadas pelo olhar bem brasileiro do experiente repórter.





Título: Acordei em Woodstock - Viagem, Memórias, Perplexidades
Editora: Global
Autor: Inácio Loyola Brandão


Sinopse: A cidade de Woodstock, sede do condado de Windsor, no estado de Vermont, é uma localidade aprazível, como os viajantes verificaram. Foram dias de fascínio e encantamento, imaginando cada lugar onde tinha ocorrido o famoso festival de 1969. Eles "viram e ouviram" os maiores ídolos da música rock e pop do século e tiveram uma enorme surpresa, um impacto, diante de uma revelação surpreendente e divertida.Ao longo das duas semanas de excursão, o escritor viajou também na memória, na mistura de fantasia e imaginação, em reflexões íntimas, numa experiência existencial rica e complexa que lhe permitiu, mais de uma década depois, compor não exatamente um romance, nem propriamente um livro de viagem, também não apenas o registro de memórias, mas tudo isso junto. Ao acordar em Woodstock, Ignácio de Loyola Brandão produziu simplesmente literatura de alta qualidade.


Caso o clima natalino amoleça seu coração e você queira mandar qualquer um desses pra mim, eu vou adorar, rá!


Importante: as sinopses foram copiadas na internet - vários sites.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Óleo composto de soja e oliva. Não caia nessa!

Esses óleos compostos que tanto enganam os comensais espalhados por ai foram feitos para cozer, não para derramar em cima do prato pronto! Foram criados como uma alternativa para quem está com o orçamento apertado ou não tem costume de cozinhar com azeite de oliva.  Para um prato refogado, por exemplo, fica muito saboroso. O problema é que pelo fato de ser mais barato, os donos de alguns restaurantes de segunda, terceira, quarta e quinta categoria substituem o tradicional azeite por esse composto e a turma desavisada, derrama com gosto em cima do prato. Uma maldade! Vejo o povo jogando em cima da salada, sendo que em todos os compostos, 95%  é de óleo de soja e apenas 5% é de azeite (não extra-virgem!). Esperteza do restaurante que ganha por um produto de qualidade inferior e lerdeza do consumidor que não lê o que está consumindo. O consumo de azeite no país tem crescido assustadoramente, à proporção que  a gastronomia ganhou status de ciência e o poder aquisitivo da população melhorou.  De…

Patinhas de caranguejo ao molho vinagrete

O vinagrete do jeito que eu gosto...

Ingredientes
1Kg de patinha de caranguejo (de preferência do Maranhão, hehe) 2 tomates maduros 1 cebola 1 pimentão verde (que pode ser o da sua preferência) 1 maço de cheiro verde (se você preferir) ou apenas cebolinha 2 limões Sal Azeite para temperar
Modo de preparar
Afervente as patinhas em água com umas pitadinhas de sal. Veja bem, aferventar não é ferver. Basta abrir fervura e elas começarem a ficar cor de rosa, é pra tirar do fogo. Reserve e deixe esfriar. Se ficarem muito tempo no fogo elas ficam duras e na verdade elas devem ficar macias. Após lavar os legumes, corte em pedaços uniformes e bem pequenos, assim como o tomate (que é uma fruta). Para mim, quanto menor, melhor. Misture todos os legumes cortadinhos num bowl, tempere com o suco do limão, sal e bastante azeite. Acrescente um pouco de água filtrada para dar um pouco mais de molho ao vinagrete. Arrume as patinhas num refratário deixando-as com o "cabinho" pra cima. Dessa forma fica mais f…

Extrato de tomate congelado. Pode sim!

Taí que eu não sabia que podia congelar extrato de tomate, acreditam? Perdi a conta das vezes em que deixei de fazer alguma coisinha porque teria que abrir a lata de extrato de tomate, usar uma colher de sopa e guardar [e estragar] o resto. Para minimizar os prejuízos, não só financeiros, mas de consciência também, passei a comprar aquela latinha "elefante" bem pititica. Mas ainda assim estragava metade... Agora, descobri com nossa consultora Andréa, que podemos usar o que vamos precisar e congelar o resto. Será que só eu não sabia disso? Ai que horror! Acho que dá pra fazer assim: abrir a latinha e já separar umas porções para congelar, como está mostrado na foto acima. Mas Andréa lembra: não é bom deixar muito enrugadinha porque quando você for usar, pode ser que o plástico fique difícil de tirar. Melhor deixar assim mais lisinho.
Agora vai lá fazer um macarrão e contra aqui pra gente como ficou, tá?
Inté,