Pular para o conteúdo principal

Chá super "do bem"


Imagino que você já deva me conhecer um pouquinho. Se passa pelo bloguito de vez em quando, sabe que minha bebida preferida é chá mate gelado.

Tá bom, o chá gelado disputa ali bem de pertinho com uma cervejinha, mas se eu puder escolher, fico com meu refrescante mate, sem sombra de dúvida!

Já perdi as contas das vezes em que falei da bebida aqui, mas hoje trouxe uma novidade super "do bem"!
Acordamos cedo e aproveitamos a caminhada para conhecer um mercado novo que inaugurou recentemente perto de casa.
Bom, o supermercado é super bacana, novinho (achei um pouco caro!), e tem um ar de novidade e cuidado com os produtos que me deixaram muito feliz! Todos os produtos são cuidadosamente colocados nas prateleiras e é tudo muito arrumado, cheirando a novo.

O diferencial dele começa por algumas marcas, que não são facilmente encontradas nos outros supermercados. Descobrimos muita coisa diferente e compramos umas cositas pra animar a semana de dieta. A "do bem" foi uma dessas gratas surpresas gastronômicas que eu adoro.

Ao ver que era chá mate, o maridão já veio me mostrar, sabendo que eu iria querer experimentar. Vi a caixinha com muito cuidado, li a proposta da marca (isso me atrai) e fiquei apaixonada pela ideia da "do bem" de fazer chá mate parecido com aqueles vendidos no Rio "no tambor". Até o desenho na caixa é de um tambor. Ai, gente, não aguento tanto mimo!

Os mates vendidos no tambor tem um sabor único. Nada no mundo se parece. Tenho a impressão que são mais refrescantes que qualquer outra bebida.

Acreditei no que os marketeiros da "do bem" disseram na caixinha e na hora quis comprar um monte delas.
Comecei a ver os outros produtos da marca e novamente me apaixonei. Dessa vez, pela limonada! Trouxe então um de cada para experimentar, com o pacto com o maridão que se fosse bom, voltaríamos lá pra comprar 1 tonelada, hehe.
Adorei o chá! Muito mesmo.

Tomo chás de todas as marcas possíveis. De todos os sabores, de qualquer região. Procuro tudo em todo supermercado. Como esse, ainda não tinha visto!
Não chega a ser o mesmo sabor que tem  "o do tambor", mas lembra bem. É igualmente refrescante e posso dizer que fiquei bem satisfeita com o sabor. Acho apenas que perde para o que faço em casa, que tanto os amigos dizem pra eu envazar e vender, hehe.

Já terminamos o litro hoje mesmo :(
Vou iniciar a limonada e falo depois, tá? :)

Comentários

Do bem disse…
Olá!
Que bom que você gostou do nosso mate com limão do bem.

Nós temos uma sugestão para deixar nosso mate mais parecido com o da praia: coloque 4 pedras de gelo e encha o copo inteiro com o nosso mate. Se achar que tem pouco limão, é só colocar alguns dedos da nossa limonada. E pronto. Nhami!

Postagens mais visitadas deste blog

Patinhas de caranguejo ao molho vinagrete

O vinagrete do jeito que eu gosto...

Ingredientes
1Kg de patinha de caranguejo (de preferência do Maranhão, hehe) 2 tomates maduros 1 cebola 1 pimentão verde (que pode ser o da sua preferência) 1 maço de cheiro verde (se você preferir) ou apenas cebolinha 2 limões Sal Azeite para temperar
Modo de preparar
Afervente as patinhas em água com umas pitadinhas de sal. Veja bem, aferventar não é ferver. Basta abrir fervura e elas começarem a ficar cor de rosa, é pra tirar do fogo. Reserve e deixe esfriar. Se ficarem muito tempo no fogo elas ficam duras e na verdade elas devem ficar macias. Após lavar os legumes, corte em pedaços uniformes e bem pequenos, assim como o tomate (que é uma fruta). Para mim, quanto menor, melhor. Misture todos os legumes cortadinhos num bowl, tempere com o suco do limão, sal e bastante azeite. Acrescente um pouco de água filtrada para dar um pouco mais de molho ao vinagrete. Arrume as patinhas num refratário deixando-as com o "cabinho" pra cima. Dessa forma fica mais f…

Óleo composto de soja e oliva. Não caia nessa!

Esses óleos compostos que tanto enganam os comensais espalhados por ai foram feitos para cozer, não para derramar em cima do prato pronto! Foram criados como uma alternativa para quem está com o orçamento apertado ou não tem costume de cozinhar com azeite de oliva.  Para um prato refogado, por exemplo, fica muito saboroso. O problema é que pelo fato de ser mais barato, os donos de alguns restaurantes de segunda, terceira, quarta e quinta categoria substituem o tradicional azeite por esse composto e a turma desavisada, derrama com gosto em cima do prato. Uma maldade! Vejo o povo jogando em cima da salada, sendo que em todos os compostos, 95%  é de óleo de soja e apenas 5% é de azeite (não extra-virgem!). Esperteza do restaurante que ganha por um produto de qualidade inferior e lerdeza do consumidor que não lê o que está consumindo. O consumo de azeite no país tem crescido assustadoramente, à proporção que  a gastronomia ganhou status de ciência e o poder aquisitivo da população melhorou.  De…

Extrato de tomate congelado. Pode sim!

Taí que eu não sabia que podia congelar extrato de tomate, acreditam? Perdi a conta das vezes em que deixei de fazer alguma coisinha porque teria que abrir a lata de extrato de tomate, usar uma colher de sopa e guardar [e estragar] o resto. Para minimizar os prejuízos, não só financeiros, mas de consciência também, passei a comprar aquela latinha "elefante" bem pititica. Mas ainda assim estragava metade... Agora, descobri com nossa consultora Andréa, que podemos usar o que vamos precisar e congelar o resto. Será que só eu não sabia disso? Ai que horror! Acho que dá pra fazer assim: abrir a latinha e já separar umas porções para congelar, como está mostrado na foto acima. Mas Andréa lembra: não é bom deixar muito enrugadinha porque quando você for usar, pode ser que o plástico fique difícil de tirar. Melhor deixar assim mais lisinho.
Agora vai lá fazer um macarrão e contra aqui pra gente como ficou, tá?
Inté,