domingo, 31 de julho de 2011

Escondidinho de Carne moída

Há tempos vinha querendo uma colaboradora para a parte de "Comidinhas" neste bloguito. 
A Andréa, (minha cunhada), que faz sempre muitas coisinhas gostosas, à partir de hoje vai nos ajudar nesse quesito. 
Isso não é bom pra gente?

Sempre teremos uma receitinha saborosa e fácil. Caso você tenha alguma dúvida ou sugestão sobre a receita que estamos mostrando, pode escrever pra "nóis" que "nóis" responde!
Caso tenha alguma sugestão ou um pedido especial, escreve também que vamos ver se dá pra fazer. Se não der, como esse bloguito é honesto, falaremos também e explicaremos os motivos!

A receitinha de hoje é o famoso escondidinho. Só que a Andréa preferiu fazer de carne moída e com batatas ao invés de mandioca [ou macaxeira, cá pra nós], que é mais comum nas receitas que costumamos ver por aí!

Vamos aos ingredientes:

1/2 kg de carne moída
1 kg de batatas
2 colheres de sopa de manteiga
2 ovos para a massa
1 gema para pincelar o escondidinho
Queijo ralado a gosto
Cebola para refogar a carne
Azeitonas para a carne
2 tomates picados
2 colheres de sopa de extrato de tomate
Sal a gosto

Modo de fazer:
Refogar a carne como você costuma fazer em casa, com cebola, alho, pimenta e tomates.
Acrescentar o extrato de tomate. Não deve ficar muito seca para poder ensopar um pouco a massa de batatas. Reservar.

Após cozinhar as batatas com sal, espremer ou amassar num refratário.
Acrescentar os ovos, a manteiga, o queijo ralado e, se necessário, acerte o sal.
Unte a forma com manteiga e vá arrumando a massa.
Não esqueça dos lados.

Ela vai ficar assim. Não esqueça de deixar um pouco de massa para cobrir a forma

Acrescente o recheio. No nosso caso, a carne moída já refogada

Cubra a carne moída com a massa que você deixou reservada. Não é necessário apertar muito.

Pincele uma gema e decore com o que você quiser.
Nós colocamos umas sementes de linhaça só  pra dar um "tchan".
Pré-aqueça o forno por uns 5 minutos e coloque a forma. Deixe assar por uns 40 min ou até "corar"

Ela vai ficar assim: lindona e gostosona!

Bom, aqui já depois do almoço né? Comemos tuuuudo!!!!
Vale lembrar que as fotos mostradas aqui são de uma receita dobrada, já que tinha muita gente pra almoçar hoje. As fotos são apenas para ilustrar.


Outras dicas:

- Na falta da famosa mandioca ou macaxeira, a batata funciona muito bem. Fica uma massa bem leve.
- Caso a batata não seja muito consistente e depois de amassada fique mole, acrescente 3 colheres de sopa de farinha de trigo na massa.
- O recheio pode ser o que você quiser: carne seca, frango, calabresa...
- A decoração também vai de cada um: pode ser azeitona, queijo ralado, semente de gergelim, etc.
- O tempero da carne e da massa também tem um "quê" muito pessoal. Fique à vontade para acrescentar ou diminuir temperos como sal, extrato de tomate, manteiga, etc.


Espero que gostem, porque eu.... adorei!!!!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Kit Granado para pés cansados


Cheguei em casa e olha esse presentinho super bacana que ganhei do maridão?
Um kit para pés cansados: sachês para escalda pés, gel protetor para calos e bolhas nos pés, gel para pernas cansadas e ainda um polvilho contra chulé da Granado.
A-d-o-r-e-i!!!! 
Granado é uma marca que simpatizo bastante. Acho que é por que é antiga, me lembra anos 50...
Acho charmosa, além de eficaz.
Tenho reclamado muito de dores e cansaço nos pés. Vendo meu suplício diário, maridão quis minimizar as coisas. Um sábio...

A linha pink é nova, mas traz alguns produtos antigos repaginados como o polvilho que é de mil novecentos e bolinha... Achei que o pink dá uma renovada, sabe? Até no armário fica chocante. Gostei muito!
Ah e um detalhe: não vão pensando que ganhei esse polvilho porque tô com um chulé "brabo" não! Foi só pra compor o kit, tá? Tão pensando o que? Hehehe.

Esse produto é novo. Irei experimentar, muito provavelmente...hoje!!!

Esses são ótimos. Já usei bastante e estou gostando.
O gel protetor, no entanto, há sapatos em que não dá pra usá-lo. Como é de silicone, fica liso.
Com meias de algodão ok, mas com meias calças não rolou simbiose...

Agora volte para a foto lá de cima e responda:

Que elemento do presente não faz parte do conjunto?
a) O sofá (   )
b) A sacola (   )
c) Um toblerone desesperadamente delicioso e engordativo (   )
d) N.R.A


Bom dia!

quinta-feira, 28 de julho de 2011

E eu com isso?

Pus uns botõezinhos de reações embaixo de cada postagem.
Poucas pessoas utilizam... :(
Pensei que dessa forma, os ociosos (preguiçosos!) que não deixam comentários, poderiam ali expressar alguma reação às baboseiras que escrevo, mas que nada!
Raríssimas vezes isso acontece!
Resolvi então colocar uma nova opção: "E eu com isso"?
Porque aí você lê, dá de ombros e clica pra ficar registrado, o que acha?
Caso você ache que "E eu com isso"? tanto faz como tanto fez, posso inserir algo como "Grandes bosta"; "Grandes merda"... hehe

Comfort Food_Ovomaltine


Comfort Food você já sabe o que é, pois já falamos sobre esse tema por aqui.
É aquela comida que vem carregada de afetividade. Que remete você a momentos bons...
O Ovomaltine para mim é uma espécie de comida afetiva. 
Basta sentir o gosto do malte, que viajo no tempo e chego até minha infância. Mamis comprava muito, embora fosse sempre mais caro que os famosos concorrentes Toddy e Nescau.
Compramos essa semana e há dois dias tomo no café...
Tem o com chocolate "fino", que é o que compramos e o granulado (mais gostoso!), que inspirou o famoso milk shake do Bob's.
Delícia!

Um ótimo dia aos ociosos mais lindos dessa blogosfera!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sopa Campbell's


Você pode não gostar de sopas.
Pode fazer bico para comida enlatada.
Pode nunca ter ouvido falar em Andy Warhol ou em Pop Art, mas já deve ter visto a imagem das Sopas Campbell's, um dos ícones da comida americana.
Pode nem saber o que de fato é essa latinha, mas a imagem dela deve passar por seu cérebro, mesmo  que rapidamente.



Maridão (colaborador deste bloguito) comprou para experimentarmos, porque claro, nunca tínhamos comido tal iguaria.
Fizemos hoje. Acabamos de comer, na verdade.
É facílima de fazer e (tirando a quantidade de sódio imensa) adoramos!

Não é assim tão fácil ver comida enlatada e não achar que está comendo errado, mas para dias como o de hoje em que o tempo tá escasso e o cansaço abundante, ela funciona bem!
O sabor escolhido foi Creme de Brócolis e existem muitos pedaços de brócolis dentro. Tenho quase certeza (pela quantidade) que são pedaços liofilizados pra poder "caber" na latinha.

Fácil de abrir


E muito concentrada!

A mesma quantidade de leite líquido.

Depois que ferve um pouquinho,fica esse creme aí

Achei leve e saborosa.

Coloquei uma lata de manteiga real ao lado para dar a ideia do tamanho da latinha.
Embora pequena e fina, é super funda.
Uma latinha deu duas boas porções



100 Dicas para viajar melhor



Não, sinceramente não sei como consegui viver até hoje sem ler esse livro.
Pelo andar da carruagem, não devo usar muito em breve para as viagens internacionais, porque ele fala bastante nos destinos clássicos (e de destino clássico eu pretendo fugir um pouco!), mas como é bom saber dessas coisas...
Descobri por exemplo algumas coisas sobre Cuba que me interessaram...

A leitura é leve, é engaçada algumas vezes.
Maridão deu e não paro de ler.
É só ter um tempinho que zap! abro e leio pelo menos um parágrafo.
É do Ricardo Freire, né? Certeza de coisa boa...

Pra você que vai viajar e não sabe pra onde, pra você que está em dúvida em qual "bate volta" fazer em suas próximas férias e pra você que quer saber aonde se hospedar depois que ganhar na mega...  O livro é esse!

Ah, repararam no meu clipão de cup cake?
Não é tudo nessa vida, hehe?

terça-feira, 26 de julho de 2011

Dia da Avó.

A minha vó entrou na minha vida aos 7 anos.
Antes disso ela vivia no interior e longe de onde morávamos.
Quando iniciei minha emancipação (precoce, né?) aos 7 anos, comecei a frequentar a casa da vovó em todas as férias e a minha vida ganhou nova cor.
Grande parte do que sou vem daí. Desde a tabuada, que aprendi com ela me dando uns bolos nas mãos; os bolos de tapioca que ela temperava, deixava descansar e que eu comia escondido; as cocadas especialmente feitas para mim.
Todas as férias eram com ela. As brincadeiras, as dancinhas e as presepadas. Como passava vergonha com vovó me obrigando a sair nas danças bregas dela... Ela sempre foi a agitadora cultural do lugar. Os bailes, os teatros, as comédias, os discursos. Era ela quem agitava tudo.
Estando eu lá, como poderia ficar de fora de uma produção dessas?

Mas foi isso que me tornou uma pessoa plural.
Que respeita os outros, que reconhece a originalidade das manifestações culturais. 
Ela sempre teve uns preconceitos aceitáveis pela idade e pelo ambiente em que vivia, mas eu a fiz romper muitas barreiras.
Abre parênteses[Não se deve esperar muito de alguém que nasceu em 1922 e morou a vida toda num lugar com 5 mil habitantes, não é mesmo?]. Fecha parênteses.
As primeiras mentiras (ou omissões, caso queiram) também foram pra ela. Só depois foram para minha mãe, que é de fato, a verdadeira responsável pelo meu caráter.

Mas a minha vó é muito especial. Não importa as reclamações dos filhos. As incompatibilidades que sempre tem em família e principalmente entre mãe e filhos. Vó é para o neto o que não é para os filhos. Pelo menos a minha é!
A minha vó não teve uma vida fácil e nunca deixou que suas cicatrizes atrapalhassem a sua relação com os netos. Nossa relação foi sempre de cobrança, respeito e de muito amor.

Tanto amor que há uns cinco anos estávamos conversando e ela falou que "tal coisa" era legal! Como assim legal? Vovó falando legal? Nunca tínhamos ouvido tal palavrinha saindo de sua boca, mas para se enturmar com os netos, ela falou "legal". Jamais irei esquecer!
Uma velhinha de cabelinhos brancos, que sempre falou um português correto, sem gírias ou  abreviações falando legal... Demais!!!!

Nunca foi muito com a "cara" dos meus namoradinhos. Sempre tinha um defeitinho que a incomodadva, mas com a do "maridão" foi de primeira! Gostou tanto que sente carinho. Sinto isso.

Não pude vê-la agora no início do mês quando estive em São Luís.
É uma pena. Tão velhinha ela está... Tão frágil e tão carente... A amo muito...

Hoje é o Dia da Avó. Dia de Nossa Senhora Sant'Ana, avó de Jesus.

Vovó deve estar agora se preparando para a procissão que acontece em homenagem à padroeira da cidade o final da tarde. É provável que esteja ansiosa, que não coma direito preocupada com a organização de tudo. Ficará até o final da procissão e depois sentará na praça para ver a bandinha tocar...


segunda-feira, 25 de julho de 2011

Trilha sonora Meia noite em Paris

Estou completamente apaixonada por essa música do filme Meia Noite em Paris.
É possível que você também fique...

Pesadelos

Tive pesadelos a noite toda. 
Acordei meio cansada de tentar me matar (era esse o enredo central do pesadelo), mas ainda bem que não consegui!
Estou aqui vivinha da silva, embora derrotada, como em todas as segundas onde rola uma cervejinha aqui e outra ali.
Não gosto de sonhar com água, mar, barcos... sempre tenho a impressão que alguma coisa ruim vai acontecer. Tenho quase certeza que foi o excesso de informações do final de semana agravado com a notícia da morte de Amy Winehouse no sábado.

Tenho fobia de um monte de coisa associada a água.
Assisti a matéria do fantástico sobre exploração de cavernas, que achei interessante, por sinal, mas que JAMAIS faria, e fiquei pirada, só pode! Acho que o sonho e a tendência suicida vieram daí.
Acho muito razoável a possibilidade de eu ter morrido afogada em alguma outra vida. Não há explicação para a noia que sinto quando vejo gente mergulhando e o fato de não conseguir aprender a nadar.

As informações foram tantas no final de semana e deve ter embaralhado tudo na minha cabeça...


Gostava muito da Amy. Das músicas, da voz...
Escrevi aqui uma vez que se eu fosse uma artista, seria de um tipo entre a Amy e o Zeca Pagodinho, se é que você me entende. Tenho a impressão que ser artista não deve ser fácil e daí a ficar sóbria o tempo todo não é pra todo mundo.
Nem todo mundo nasceu centrado, forte e equilibrado. A graça do mundo está nisso: a diferença!
A perturbação nítida dela só podia acabar nisso.
Que fique em paz ela e sua família...




Por aqui, semana segue firme com friozinho bom.

Uma segunda boazuda pra você!


sábado, 23 de julho de 2011

Meia Noite em Paris


Assisti hoje Meia Noite em Paris, de Woody Allen.
Adorei!
Adorei o roteiro, a fotografia e principalmente, a trilha sonora.
Não sou fã ardorosa de Woody, mas já assisti alguma coisa, embora ainda esteja me devendo um dos mais badalado dele: Noivo neurótico, Noiva nervosa.
O começo do filme é um convite explícito para uma visita à cidade luz. É impossível não ficar com vontade de conhecer.
Alguns amigos que visitaram recentemente a cidade não gostaram muito, e cada um, por um motivo diferente. 
Isso não significa que seja uma tendência, e sim, que as pessoas são muito diferentes e cada uma viaja motivada por algo absolutamente pessoal. Bom, não é preciso dizer que muitas vezes a cidade não corresponde ao que você gostaria.
Cada cidade tem sua dinâmica e é isso que faz cada uma, única.
O filme mostra os melhores ângulos da cidade, com seu modo de vida muito particular, suas várias facetas e algo que sempre me toca muito: o saudosismo.
É. Sinto saudade de algo que não vivi. Lamento algumas coisas terem acontecido antes mesmo de eu nascer. Mas por outro lado, gosto muito de vivenciar o mundo de hoje. Gosto das facilidades, do que a modernidade nos proporciona e mais que tudo, do salto qualitativo que a minha geração deu.
Uma pequena contradição fácil de se conviver. Vivo me questionando...

Ir ao cinema e assistir a um bom filme dá uma energia boa. Faz você refletir. Faz você desejar.
Foi um bom programa para um sábado que garoa e faz frio.


Toca do Coelho_Dica em São Paulo

Toda vez que passava no ônibus ficava de olho nesse boteco.
Era só encontrar o maridão pra eu comentar que queria ir lá!
Adorava quando o  engarrafamento insistia em funcionar bem pertinho da Toca do Coelho. Da janelinha eu ficava com o olho comprido tentando ver o que aquele quadradinho me permitia.

A frente é modesta e praticamente na Rua Teodoro Sampaio em Pinheiros. A calçada é muito pequena, daí o motivo da foto imprensada da frente do boteco.
Ao ver logo de cara uma parede cheia de bebidas "lindas", você se encanta com o local.

A oportunidade veio quando Mamá e Igor estavam aqui.
Paramos lá pra uma cervejinha rápida e ficamos o tempo suficiente pra gostarmos do lugar.
O atendimento não foi grande coisa, mas o cardápio é grande e achei tudo saboroso. 
Não experimentei o prato principal da casa que é o coelho, por motivos óbvios, mas imagino que deva ser bom...
Ainda não voltei por falta de tempo.
Para quem gosta de botecão, deixo a dica!

Rua Teodoro Sampaio, 507, Pinheiros.
São Paulo.
Mais, aqui.


Frente da Toca.

um boteco com wi-fi? Ponto pra Toca!

Parede na entrada.

Mamá na Toca, hehe

Igor e um dos sonhos de consumo dessa vida: um freezer cheinho de cerveja!!!

Salão principal. Dá pra passar uns bons 30 minutos vendo tudo que está na parede...

Mais paredes e mais detalhes.

Essa plaquinha está na frente do banheiro. Um barato!

Ai, essa parede não é tudo?

Por outro ângulo, vai...  

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Sábado passado....

Preparação de tudo.

Amigos queridos são sempre bem vindos por aqui. Reginaldo Rodrigues, do Cazumbá.

Presente. Adoramos!!!!!

Papo furado. Ô coisa boa!

Alana já esperando o café... 

Regi palestrando e polemizando, como sempre.

Uma das razões desse encontro foi poder reencontrar essa querida aí: Wilnete Carvalho.
Três anos sem vê-la... 

Augusto conversando fiado...

Minhoca e família. Tá crescendo tão rápido...

Na hora de ir embora, já viu. Flashes!
Sogra e sogrão na parada!

Despedida. Saudade...

Dia seguinte: aqui jaz um Jack Daniels!

Sagrado e Profano

De dentro do ônibus avistei um sex shop hoje cedo.
Dizia na vitrine: "Dê presentes eróticos". Achei tão interessante...
Pouca gente dá presente nessa linha, né? Acho tão diferente, tão atraente... Eu adoraria ganhar mais.
Minha prima Virgínia e o maridão já deram uns "pra quê isso" algumas vezes e eu achei muito bacana.
Imagino que a hipocrisia da maioria não as deixe entrar num sex shop e comprar "apetrechos" para apimentar a relação dos outros ou mesmo para incrementar a sua.
Vamos combinar que "isso é coisa de gente depravada", já diriam os falsos moralistas.
Bom, eu achei a frase divertida e assim que surgir uma oportunidade, darei de presente sim, obedecendo a frase imperativa e "marketeira" da loja.

Nesse clima erótico, começo mais uma sexta, com meus pensamentos em Humberto de Campos, metrópole "super ultra mega desenvolvida" que fica a 186 Km de São Luís e cuja padroeira é Nossa Senhora Sant'ana, nada mais nada menos, que a vó de Jesus!
Hoje começa o festejo e toda a minha família estará lá.
Barulho, confusão, músicas, shows, missa, leilão, ladainha, amigos de infância, muita birita e alegria é o tom de tudo.
A casa da minha vó fica apertada pra tanta gente. Tem gente que perde a toalha de banho hoje e só acha no domingo. Se vacilar, já viu!
Escova de dente? Bom, é melhor guardar a sua, porque a quantidade de bêbados que entra no banheiro é grande e a chance de uma figura dessa escovar os seus, com a sua, é enorme!
Já deve ter um batalhão de cozinheiras fazendo os quitutes e o calor deve estar de 35 graus à sombra. 
O café da manhã é regado a peixe assado na brasa e caldo de camarão. Com farinha, claro!
Nada de pão com queijo, presunto, manteiga... O que mais se aproxima nesse caso, é o famoso bolo de tapioca e o beiju que com café, formam um dueto perfeito.
As outras refeições, que se arrastam ao longo do dia, obrigando a mesa a ficar montada o dia inteiro, também vão por aí. 
Tudo é uma delícia e sabem o que é o melhor pra mim?
Saber que minha vó ainda está lá pra brigar quando não almoçamos ou quando estamos muito bêbados... Linda ela...
Vai nos buscar no bar algumas vezes e quando consegue trazer, volta brigando, embora saiba que esculhambar bêbado é o mesmo que brigar com um fantasma. 
A festa na praça com shows de bandas locais é hoje e amanhã. A população do município triplica e embora a cidade não esteja preparada pra nada disso, a coisa dá certo no final. Amém.

Que N. Sra. Sant'ana abençoe a todos nós.

Uma sexta sagrada e profana pra você. Porque não?

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Biblioteca Gastronômica

Bom, dei o o maridão deu o pontapé inicial à tão sonhada biblioteca gastronômica!
Cheguei de viagem e olha só o que eu encontrei?

Dois livros novos. Um de sopa e caldos (em espanhol!) e outro com comidas rápidas.
Nem vou falar o que eu fiz na hora, né? Você deve imaginar...

Aí ele juntou aos que estavam ali por perto da cozinha, que são: "1001 comidas para provar antes de morrer", a coleção com saladas light e o livreto com "100 segredos de liquidificador".

Comprou um porta copos no Armarinhos Fernando dessem bem baratinhos

E foi pondo cada livrinho em uma divisória

Olha que capricho? Owunnnn...

Agora é comprar mais livros e mais livros e ir montando a biblioteca mais charmosa que essa blogosfera ainda vai ter!!!! Ôba!!!!