segunda-feira, 13 de junho de 2011

Para Santo Antônio

Prezado Santo Antônio,

Inicialmente gostaria de agradecer pelo senhor ter dado uma forcinha pra eu arranjar um maridão (e que maridão!) e ao mesmo tempo pedir desculpa por ter deixado o senhor de castigo, mas como foi um presente de mamãe e isso estava no manual das encalhadas, eu fiz! Não me entenda mal. Não foi nada pessoal, por favor...

Hoje em grande parte do Brasil é uma comemoração só. O senhor faz o dia ficar mais feliz e este ano, o fato de ser numa segunda-feira, dia não muito animado para esta que vos escreve, achei que tem um charme especial, embora eu more num lugar que parece que esses dias comemorativos não existem.

Bom, mas estou escrevendo mesmo para dizer que dessa vez a encalhada é minha mãe e que quem vai comprar um santo e dar de presente, sou eu!
Estou apenas adiantando para o senhor já ir se preparando e escolhendo uma “namoradinho” bem legal para a “coroa”, que está precisando de um companheiro. Sabe aqueles jovens senhores legais? Pois é. Se não fosse pedir muito, queria que o senhor desse essa “forcinha” pra minha mãe arranjar alguém. Ela merece!
Nada parecido com meu pai, heim? Nem tampouco com meu ex- padrasto, que embora pessoas incríveis, como maridos não foram lá muito amigáveis. Não, o momento é outro!

Ela é muito alegre, muito alegre mesmo! É também muito disposta, é desprovida de preconceitos, muito vaidosa, sabe cozinhar bem e faz um mocotó de comer rezando...
Adora uma festa e tudo que vem agregado a ela (a festa!) como músicas, bebidas, comidinhas e enfeites em geral (ah sim, muitos enfeites!). Tem que ser alguém que goste de andar enfeitado com chapéus, gravatas coloridas e fantasias no carnaval, que saiba dançar pra ela passar a noite todinha dançando, que goste de tocar matraca no São João e que tenha paciência quando ela beber um pouquinho mais e começar a repetir as coisas....

Seria interessante um companheiro que gostasse dessas mesmas coisas e que tivesse saúde para que ambos pudessem curtir ainda muito a vida. Se desse pra ele não fumar, eu iria agradecer também, porque aí forçaria ela a parar de fumar também, né? Faríamos duas boas ações de uma só vez, ham?

Sei que por agora o senhor está muito ocupado, mas deixe essa vaguinha pra ela, que já estou indo ali comprar uma miniatura do senhor pra ela poder por de castigo. De novo, seu Santo Antônio, nada pessoal....

Nenhum comentário: