Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

São Vicente, Santos e Guarujá Express

No feriado de Corpus Christi fomos a São Vicente, Santos e ao Guarujá. A sogrona, com dó de mim [abre aspas - longe da praia e branca feito uma vela - fecha aspas], teve a ideia e eu adorei! Acordamos cedo e descemos pela Anchieta que foi a estrada mais tranquila que alguém pode ter. Chegamos super cedo por lá e senti o cheiro de mar logo na chegada. Delícia! O tempo estava xôxo, não fez sol e ao final do dia já estava um friozinho gostoso, mas deu pra ter uma noção da cidade. Gostei bem. Tinha uma ideia bem parecida com o que de fato é a região, só que achei que Santos fosse um pouco maior. Mas nada que comprometa a cidade, muito pelo contrário. Passamos em São Vicente meio rápido, só pra dar um "rolé" e fomos logo pra Santos. A avenida em frente às praias é aquela coisa bem Brasil e muito semelhante à Beira-Mar de Fortaleza. Muito mesmo! Uma das principais atrações da cidade, é o Aquário Municipal. Demos uma passada lá. Ótimo para crianças, precisa de uma recauchutada e também de…

Dia de São Pedro

Hoje é Dia de São Pedro e tadinho dele por essas bandas.... Ninguém lembra nem fala. Só é popular no Nordeste... Nem lembrava desse detalhe, acreditam? Deve estar a maior festa pelos estados mais quentes do Brasil. Deve ter boi, quadrilha, tambor de crioula, banda de pífanos e muito forró. Uma explosão de alegria!
Ano passado escrevi uma carta para ele pedindo ajuda. Alguns planos já foram realizados, mas ainda tem muitos aqui na cachola. Vou reforçar e postar de novo. Vai que dá certo, né?
______________________________________________


Excelentíssimo São Pedro, Desculpe se utilizei o pronome de tratamento errado, mas nunca tinha escrito para santos antes. Não para um assim, como o senhor, importante! É que queria fazer um pedido bem especial e tinha que ser para o Senhor, que afinal de contas, tem a chave do céu e pode dar uma "conversada" mais de perto com Nosso Senhor... Queria pedir pro Senhor dar "uma mãozinha" aí e me ajudar a realizar alguns planinhos que estão na cab…

Quero essa mesa!

Imaginem uma cozinha super ultra mega fofa com todos as suas rebimbocas das parafusetas culinárias. Sim, aí imaginem que no meio dessa cozinha bacana tem essa mesa. Não é tudo na vida de uma pessoa? Ela tem corte simples, sabe? Mas, ó, foi olhar e apaixonar! Não é owunnnn?

Ai, o colorido faz a gente ficar mais alegre, né?
Já imagino com minha fruteira em forma de xícara bem aí no meio....
Sério mesmo. Amei essa mesa e todas as possibilidades dela numa cozinha. [suspiros...]

Lenha para Lareira

Hoje tá um dia bem frio. Em dias como o de hoje, as pessoas poderiam ter o direito de ficar em casa bem agasalhadas, com uma boa companhia bem em frente a uma lareira... Para completar, um chocolate quente. Ai, ai ai...
Bom, a companhia eu tenho, o chocolate é fácil de fazer, o agasalho a gente dá um jeito e a lenha eu sei onde comprar...hehe. Falta a lareira e o direito à folga!

O "bem longe" melhor bolo de chocolate do mundo.

Estava passando pelo Shopping Paulista e de repente uma placa me chamou a atenção. A placa afirma categoricamente que é "O melhor bolo de chocolate do mundo". Curiosa que sou, puxei o maridão pra ir ver de perto o que era aquilo. Um quiosque bem simpático, com uma atendente não tão simpática assim e com um bolo bem longe de ser o mais gostoso do mundo e sem dúvida o mais caro do planeta. Paguei R$ 8,90 por uma fatia. Comemos tudo porque afinal, dinheiro não nasce em árvore queridos, não é mesmo?

A placa que me fascinou
A vitrine também não deixa a desejar...
Preços para quem interessar
Quando o bolo chegou, vi que não tinha consistência de bolo. É um suspiro achocolatado que faz a base.
Tem duas camadas de recheio. Pedimos de chocolate meio amargo. Não achei nada amargo, na verdade!
Cara de consumidor enganado!

Comidinha de mãe

Outro dia escrevei que quando você se torna mãe, deve cair um pozinho do céu dando o poder de fazer tudo ficar gostoso. Porque comida de mãe não tem igual. Pode ser apenas um prato, um detalhe. Tem coisas que só a mãe da gente sabe fazer. A comida que nossa mãe faz, traz à tona uma questão emocional importante. É a típica comida afetiva, hoje conhecida como Comfort Food.
Cada vez que o mundo fica mais agitado, mais incoerente e mais selvagem, o homem cria alternativas para sair desse sufoco e aumentar sua expectativa de vida com fatos quase sempre associados à alma e ao coração. Assim surgiu a terminologia Comfort Food, trabalhada pelos famosos Chef’s e que desperta sensações agradáveis e remete geralmente à infância ou a algum momento particular muito bom. A terminologia tem sido utilizada para contrabalancear a racionalidade das comidas funcionais, que geralmente são ingeridas pelos benefícios à saúde e à já tão desgastada e “achincalhada” Fast Food, que nada mais é que aquela comida co…

Algodão doce em pote. Buááááááá

Sou do tempo que algodão doce era privilégio de parque de diversões ou então nos arraiais durante os festejos juninos. Esses eram os locais e os momentos de se lambuzar de algodão doce. Ver o senhorzinho fazendo o algodão doce também era uma sensação. Como poderia uma coisa tão gostosa ir se formando diante dos nossos olhos assim, tão rápido e ir ficando grande, grande e bem grandão como num passe de mágica?
Ah, a cor do algodão doce... linda!
Agora algodão doce perdeu a graça. Vende em pote, como na foto abaixo! Além disso tem sabor de tutti frutti e uva e não sabor de algodão doce... Buáááááááá.
Saudade de comer algodão doce no palito! Buáááááááááá.

Ficou mais saudável é verdade, mas também um pouco metido a besta: feito com açúcar orgânico
Vem lacrado com uma tampinha de alumínio para conservar mais. Bacana isso. Dá pra guardar.
35g nesse pote devem equivaler ao palito que eu costumava consumir na minha infância. [Acho!]

O fabricante é esse aqui. O que tem de bom: não tem glúten e aí mais gen…

Como escrevem sobre comidas e bebidas

Sempre achei as descrições que os "entendidos" fazem sobre comidas e bebidas um grande barato. Os termos utilizados, o requinte de crueldade com que falam dos ingredientes me deixa boquiaberta. A coisa só não é mais prolixa porque não dá tempo. Abri um caderno de gastronomia hoje e leio isso:
"Trata-se de uma boa India Pale Ale, com notas frutadas, herbais e cítricas como destaque. No paladar, o malte aparece com notas carameladas, muito bem escoltado pelo amargor pronunciado do lúpulo. Seus 7,5% de teor alcoólico são bem inseridos, não deixando com que o álcool se sobreponha"


Agora me digam: É ou não é uma poesia enquadrada na escola "Prolixismo"?

Almoço de hoje

Arroz com aletria Quibe de forno Cuscuz marroquino Chuchu refogado Almocei aqui!

O milagre de um sorriso

Recebi as fotos que animam esse post do sogrão ontem. São inúmeras. Ele tirou da sua máquina e eu ainda não tinha visto. Só pude ver nesse instante. Elas irradiam alegria, reparem só?
As fotos em geral trazem de volta um tempo que não volta mais. Registram um milésimo de segundo muito importante em nossas vidas. Basta vê-las que tudo reacende em nossa memória... Assim passamos o dia de ontem: vendo fotos antigas e relembrando um tempo bom.  Ver os detalhes das roupas, dos cabelos, das poses, dos costumes, das comidas, bebidas... Ver fotos antigas é como estar numa aula de história ilustrada. Você sai da aula se sentindo mais rico, mais conhecedor do país.
Gosto de coisas antigas e nem sei explicar o por quê. Gosto porque gosto!
Separei umas fotos da família do maridão, para montar parte da minha parede de memórias, projeto que tenho em mente já há algum tempo. Vou recolher as minhas e fazer um mosaico retrô. Queria contar para a minha próxima geração como eram as gerações passadas, como os a…

Monarco na Mooca

Mauro Diniz, euzinha e Monarco
Inaugurou pertinho de casa o Templo - Bar de Fé, nova casa de samba da cidade. O local é único. A decoração faz você ficar grande parte do tempo feito louco olhando pra cima. Quer dizer, pra cima, pros lados, pra baixo e pra trás! A proposta é o sincretismo religioso associado a alguns fatores mundanos muito bacanas: a música, a bebedeira e a comilança, hehe. São vários os símbolos da religião católica, budista, do candomblé, da macumba e por aí vai. Os garçons foram muito simpáticos e o preço foi meio justo. Pagamos R$ 25,00 de couvert por pessoa, além das bebidas e da nossa porção de pastel, que detalhe, estava ótima! Como fomos para conhecer pra só depois convidar os amigos, chegamos as 20h meio sem saber o que estava rolando e eis que soubemos do samba e claro, fomos ficando!

Ficamos muito próximos dessa imagem. Me encantei com o efeito dos espelhos no ambiente.
Hehe
Geral da nossa mesa
Esse teto me é familiar... [mamis adora fazer isso no terraço de casa...]
O …