terça-feira, 17 de maio de 2011

Fumacinha

Tive que tirar um edredom do armário.
Com uma previsão de 13 graus não há mantinha que consiga esquentar o corpo.
Acordei muito aquecida, ainda bem. De acordo com o meu consultor para assuntos de frio, vulgo maridão, acordar quente ajuda a dar coragem pra tomar banho e pra enfrentar o dia.
Saí de casa bem cheinha de roupas e num frio desgraçado. Tossi. [Ôpa, uma fumacinha!]
Tossi de novo pra ver se era verdade. [Ôpa, fumacinha de novo!]
Tossi e tossi e tossi, hehe.

A primeira fumacinha a gente nunca esquece!

Bom dia pra você, que fala com fumacinha ou está no calor intrépido do Nordeste!

2 comentários:

Lois disse...

Biaaa,


Hahahahahaha..me identifiquei demais com esse post...hahahha..eu nunca esqueci da primeira vez q vi a fumacinha em campinas...ficava toda hora abrindo a boca sozinha na parada (ops ponto de onibus-rsrsrs) indo para o trampo...hahahha...bj

Ócio, viagens e gastronomia disse...

Kkkkkkkkkkkkkkk ai Louis, cada presepada....