quarta-feira, 9 de março de 2011

Quaresma, tempo de sacrifícios!

Chocolates, frituras, gorduras e álcool. Nada disso poderei degustar nos próximos 40 dias. Irei passar por um processo de desintoxicação, dieta e abstinência etílica que, Deus ajude, me farão um bem danado.

Para o “mundo das maravilhas”, acrescento no quarteto aí de cima o sexo, que como não sou besta nem nada, tirei da promessa. Pelo contrário, para compensar o sacrifício, irei praticar com mais afinco e mais dedicação, rá!
O aumento de peso associado a alguns avisos que o corpo está dando foram o suficiente para eu tomar essa decisão.
Quando eu já estava decidida a fazer isso, veio o médico e propôs um tratamento de 40 dias sem álcool. Pronto! Querendo arranjar uma desculpa para tudo, considerei isso um sinal divino e à partir de amanhã, nada de besteiras.
Isso é o que eu chamo de Quaresma no sentido literal da coisa: momento de reflexão e de aproximação com Deus. Achei tudo a ver minha abstinência etílica com esse período, nénão?
Tentarei diminuir a carne vermelha e também a ingestão de refrigerantes, que convenhamos, além do prazer do arroto, não representam nada mais, além de xixi e celulite.
Confesso que já sinto falta de tudo isso.
E a proibição dá uma vontade... Faz você pecar sem querer, só pra dizer que infringiu as regras. O ser humano tem disso, né? Não gosta de cumprir normas, um horror!
Após o carnaval a gente repensa mais uma vez a vida, acredita que o ano começa de fato e de certa forma, cria um recomeço interessante.
 Agora estou cá pensando na minha cervejinha de final de semana e sinto uma “tristezinha”, mas como pretendo no sábado de aleluia tomar um porre de felicidade, irei me resguardar para tal.


Valendo!

2 comentários:

Lúcia Adélia Balata disse...

Ótimo Bia, ameiiiiiiiiii!
E pra vc toda minha torcida, valeu?
Bjossssssssssss e saudades de vc...

Ócio, viagens e gastronomia disse...

Obrigada Lucinha... beijos e saudades também!