sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Bons tempos aqueles...

Bom mesmo era a época em que comprávamos tudo em mercearias e quitandas e nada vinha embrulhado com rótulos que levam 200 anos para serem absorvidos pelo ambiente (somente os alimentos em fardos vinham em caixas, tonéis, sacos e embrulhos plásticos). Eu comprava 1 copo de óleo pra vovó e já levava o copo; comprava 1/4 de manteiga e vinha embrulhado em papel manteiga, fácil de se decompor; ia buscar uma barra de sabão e vinha envolta a um resto de jornal, também fácil de se escafeder...
Bom devia ser comer alguma coisa e não ficar neurótica com os números de uma tabelinha cretina que diz quanto vamos engordar.
Ainda lembro o quanto era bom comprar refrigerantes em garrafas de vidro, que após o término era só guardar no lugar destinado a ela, sem lixo ou volume.
Ótimo mesmo era antes quando você engordava. Todos elogiavam e estava escrito na sua testa que estava "bem tratada".
O fast food era o pastel da vovó, bolinho de chuva, beiju, mãe benta e pêta...
Maravilhoso é ver as fotos de antigamente... Todo mundo magro!

Ó vida, ó azar.

2 comentários:

Aline disse...

Adorei o texto, principalmente a parte das fotos (todo mundo magro). Mas me diz se não estamos melhores agora?!? rsrsr
Saudades!

Ócio, viagens e gastronomia disse...

Oi lindona.
Ah, gosto de tudo hoje em dia, menos da parte das "coisas engordativas", hehe.
Sim, somos muito melhores hoje em dia, porque quando me vejo de cabelo "estaqueado" chega perto de morrer!!!!
beijos e não esqueci daquele nosso trato.
Vou providenciar respostas. Beijocas