sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Custa caro

Em São Paulo come-se muito bem, tendo ou não tendo muito dinheiro.
Com muito dinheiro você pode se dar ao luxo de comer diariamente pratos personalizados com ingredientes importados, orgânicos ou com redução de calorias nos restaurantes mais estrelados do mundo. Em toda esquina tem um. Há guias e mais guias na cidade.
Com pouco dinheiro, no entanto, você não passa fome! As famosas padarias ou “padocas” (como são conhecidas) espalhadas por toda a cidade, são equipadas com os cozinheiros nordestinos mais “invocados” do país e servem pratos comerciais muito interessantes entre R$ 6,00 e R$ 17,00.
Quase todos os dias como em uma.
Os pratos mais baratos são os PF’s, mas muito honestos pelo preço e pelo sabor. Tem contra-filé, peito de frango, omeletes, fígado, virado à paulista e muitos outros, todos acompanhados de arroz, feijão e fritas. Vejo diariamente todo tipo de gente comendo: de operários aos "engomadinhos" de terno.
No que considero meio termo, estão os pratos entre R$ 12,00 a R$ 17,00. Gosto muito desses. Sabem porque?
Porque engordam mais, é claro!
Nesse rolo estão os pratos à milanesa, parmegiana, à cubana e os “à brasileira”. Todos, claro, com muitos legumes, arroz, feijão, queijos, presuntos, bananas, ovos e fritas. Não necessariamente tudo junto, é óbvio.
Acontece que para você manter uma dieta sem arroz ou mesmo sem exagero de carboidratos e frituras, a coisa começa a aumentar de preço. 
Hoje estava a fim de uma boa salada e de um prato quente diferente, mas nada exagerado. Comi uma salada muito saudável, de tamanho certo e com chá mate gelado. Me saiu R$ 24,90.
Fiz uma conta básica de pelo menos almoçando 15 dias a esse preço e realmente não dá.
Manter a dieta sem escorregar custa caro! 

Um comentário:

Anônimo disse...

Gente, o que é "virado à paulista"??, pelo nome deve ser alguma coisa tipo farofa de ovo, cheia de coisinhas engordativas, uma delícia! Acertei?

bjos,

Josi