domingo, 7 de novembro de 2010

Paulinha e a carpa

Paulinha é uma amiga querida. Muito, muito querida. Morro de saudade dela.
É grandalhona, enorme, grandona e na mesma proporção, é meiga, suave e tímida.
Só pra contrariar minhas palavras e para alguns, "chocar", ela se apresenta com 11 tatuagens! Tem golfinho, bonequinhos, ideograma chinês, notas musicais, mais uma caralhada de coisas e agora uma carpa.
Uma carpa gigante!
Pega a perna toda e fiquei impressionada com o tamanho e as cores. Como ela é branquinha (europeia, como costuma dizer), as tatoos parecem de ploc (lembram daquelas coloridas que vinham no ploc?).
Como esse espaço é democrático e trata de ócio, adivinhem o que Paulinha mais faz em seus momentos livres? Isso mesmo: tatoos.
Como ando numa fase crítica de saudade, expor meus amigos aqui atenua um pouco esse sentimento...

a carpa na primeira fase: preta ainda.Gostei mais assim...

Tirando o uniforme rubro-negro (ridículo!), esse estúdio me é familiar. Fui várias vezes.
Algumas para KAN fazer em mim e outras, acompanhando Paulinha!

Agora sim, sem uniforme. Carpa pintada...
Não parece de ploc?

Um comentário:

Paulinha disse...

huahauhua...enorme é boa...sou de estatura mediana (1,80m) , o pro é que as maranhenses (como eu) são muuuuuuuuuiiito baixinhas....
Qdo eu fui morrendo de medo fazer minha primeira tattoo há 7 anos atrás (um singelo golfinho com cara de mau e que realmente parece de ploc)nunca imaginei que chegaria a marca de 10 tattoos (quero mais e mais) pra montar essa carpa foram 2 sessões de quase 6 horas (somando as duas e ainda falta 1)essa doeu pra caraóóó mas já estou pensando na 11ª afinal não podemos ter um número par.
A saudade é enormeeeeeeeeee mesmo.

PS- vascaína não tem direito de comentar nada de futebol, já começou torcendo para o time errado. heheheheheh