sexta-feira, 30 de julho de 2010

II LENÇÓIS JAZZ E BLUES FESTIVAL

Com os patrocínios do SEBRAE, GRUPO SOLARE, DUVEL, DON IRDARA RESTAURANTE e co-patrocínios de TORY BRINDES, CURSO WELLINGTON, ÓTICAS DINIZ E LOCK CENTER será ralizado nos dias 13 e 14 de agosto, o II LENÇÓIS JAZZ E BLUES FESTIVAl, no Gran Solare Lençóis Resort, em Barreirinhas a 260 km da capital, São Luís. Na programação da segunda edição do festival, músicos nacionais consagrados no Brasil e no exterior, prometem apresentar o melhor do jazz e do blues para quem curte boa música e o contato com a natureza.

ARTUR MENEZES, o eletrizante menino prodígio do blues, é integrante da banda Blues Label. Além de cantar, o jovem cearense é um show também como guitarrista. O carioca JEFFERSON GONÇALVES, fundador da banda Baseado em Blues e do trio acústico Blues Etc, é considerado um dos mais completos gaitistas do país. Entre os talentos maranhenses estão o percussionista LUIZ CLAUDIO FARIAS e o violonista LUÍS JÚNIOR que formam a Banda Duo Sound, o guitarrista Pedro Araújo e o instrumentista e compositor Nosly.

No dia 13/08, as 21 h, Pedro Araújo e Trio abrem a programação da sexta-feira. Em seguida, as 22:30 h, Artur Menezes e Trio sobem ao palco. No dia 14/08, segunda e última noite de festival, Luiz Cláudio e Luís Jr Show Duo, abrem a programação, as 21h. As 22:30h se apresentam Nosly e Trio. As 23:30h é a vez de Jefferson Gonçalves e banda fazerem o show de encerramento, mas isso não quer dizer que a folia termina aí.

JAMS SESSIONS

Além de grandes shows o II LENÇÓIS JAZZ E BLUES FESTIVAL vai contar com as tradicionais jams sessions. Esses encontros musicais marcam a troca de experiências entre os músicos enquanto o público se delicia com as “canjas” improvisadas.

A grande novidade do festival esse ano é o local que propicia um clima aconchegante e um maior contato do público com a natureza. A segunda edição do II LENÇÓIS JAZZ E BLUES FESTIVAL será realizada no bar flutuante do Gran Solare Lençóis Resort, as margens do Rio Preguiças, em meio a dezenas de pés de buriti. Cenário e programação imperdíveis.

SERVIÇÃO:

Data: 13 e 14 de outubro Horário: a partir das 21:30h

Local: Gran Solare Lençóis Resort- Lençóis Maranhenses, Estrada de São Domingos, s/nº, Povoado Boa Vista, Barreirinhas/MA, Tel.: (55 98) 3349-6000

E-mail:reservas.lencois@gruposolare.com.br


Preço do Ingresso: R$ 30,00
Venda antecipada de ingressos: Uimar Jr Turismo, Av. Colares Moreira, nº10, Ed. Multiempresarial, loja 7, Renascença II, São Luís. Fone: 3227-2369 e no Gran Solare Lençóis Resort, Estrada de São Domingos, s/nº, Povoado Boa Vista, Barreirinhas/MA, Tel.: (55 98) 3349-6000

Venda de ingressos nos dias do festival: somente no Gran Solare Lençóis Resort, Estrada de São Domingos, s/nº, Povoado Boa Vista, Barreirinhas/MA, Tel.: (55 98) 3349-6000


Eventos movimentam turismo de São Luís

Com o apoio do São Luís Convention & Visitors Bureau, eventos atrairão em agosto e setembro cerca de 5 mil pessoas a São Luís.

O turismo de eventos em São Luís atrairá aproximadamente 5.000 mil pessoas em agosto e setembro, segundo dados do São Luís Convention & Visitors Bureau - entidade voltada à captação e ao desenvolvimento do turismo de eventos na cidade.

Com o apoio e suporte institucional do São Luís Convention, a entidade registra um calendário de cinco eventos de grande e médio porte para o próximo mês, com a estimativa de movimentação financeira próxima a R$ 1.600.000,00 (um milhão e seiscentos mil reais) com gastos locais.

“Este resultado mostra como é importante o trabalho do São Luís Convention & Visitors Bureau, que estimula a realização de eventos na cidade com o objetivo de incrementar a economia local. Os eventos trazem turistas mais propensos a gastar do que os turistas de lazer, e ainda fazem com que ele volte depois com a família”, destaca o presidente da entidade, Nan Souza.

Os cálculos são realizados com base em uma pesquisa feita pelo São Luís Convention & Visitors Bureau em 2008 que indica um gasto médio de R$ 150,00 por dia em hospedagem, transporte local, alimentação, lazer (passeios) e compras. A estimativa também considera a média de permanência de 5,6 dias. A média nacional é de 3,5 dias.


Apoio

Nan Souza ressalta, ainda, que “a entidade se comprometeu em auxiliar na divulgação dos eventos e no intercâmbio com prestadores de serviços (hotéis, restaurantes, espaços para eventos, entre outros), favorecendo toda a cadeia produtiva de eventos e promovendo o turismo”.


Novos eventos

O São Luís Convention & Visitors Bureau também comemora os resultados deste primeiro semestre em apoio à captação de eventos.
São sete eventos captados para São Luís nos últimos seis meses, sendo quatro internacionais. Eles acontecerão nos próximos quatro anos e trarão mais de 10 mil turistas. A estimativa é que os turistas destes eventos deixem aproximadamente R$ 22 milhões de reais no período.


Eventos Internacionais

Entre os eventos apoiados ou captados pelo São Luís CVB estão o 5ª EXPO ESI AMLAT (de 09 a 14 de agosto), VIII Congresso Luso Brasileiro de História da Educação (de 22 a 25 de agosto) e IV Congresso Pan-americano de Agronomia para setembro de 2011 com duas mil pessoas.


São Luís receberá, também, o I Congresso Internacional de Dialetologia e Sociolingüística, de 17 a 21 de outubro deste ano, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Com estes eventos, São Luís entra definitivamente no circuito dos eventos internacionais, a exemplo de São Paulo e Rio de Janeiro - os principais realizadores de eventos nessa categoria.


“A inserção de São Luís no circuito de eventos internacionais nos dá outra energia e também nos anima a captar cada vez mais eventos, sempre com a preocupação da preparação da cidade para receber bem todos que aqui chegam”, afirma a superintendente da entidade, Beatrice Borges.

Mais eventos

Além do mês de agosto teremos também uma boa movimentação em setembro e outubro quando acontecerão ainda mais quatro eventos com expectativa de 4.500 participantes. São eles: XVI Congresso Nacional de Águas Subterrâneas/ XVII Encontro de Perfuradores de Poços da Fenágua (de 31 de agosto a 03 de setembro), Nordeste Criativo (de 09 a 12 de setembro) e I Congresso de Direito Civil e Processual Civil do Maranhão (de 16 a 18 de setembro). Para 2011, temos cinco eventos em captação no segundo semestre com grandes chances de virem para São Luís, sem contar os sete já captados.


--------------------------------------------------

Fonte: ASCOM SLCVB

quinta-feira, 29 de julho de 2010

São Luis de Virada

Ótima programação para a Ilha de hoje até 31.
São Luis de virada


Engana-se quem pensa que São Luís não representa palco da arte colaborativa. Bem parecido do que acontece em São Paulo, o movimento de arte urbana tem conseguido cada vez mais espaço na cidade, formando redes artísticas preocupadas em criar novas artes de rua. Prova disso é a realização do primeiro São Luís de Virada, que começará nesta quinta-feira, 29, e prossegue até sábado, 31, das 18h à 0h, na Rua do Giz (Praia Grande).


Inspirado na Virada Cultural paulista, que acontece todos os anos e reúne diversos tipos de manifestações artísticas, o São Luís de Virada surge com a proposta inovadora de fazer transformação social por meio de mobilização na arte. De acordo com um dos idealizadores do evento, o “imaginauta” (como prefere ser chamado) Gustavo Távora, o público poderá contemplar um processo de criação contínua, em que fotografias e vídeo-instalações se cruzam entre a estrutura arquitetônica de uma das ruas mais movimentadas do Centro Histórico.

Um dos destaques do movimento de rua é o “Hora Blogs”, que reunirá blogueiros interessados em compartilhar suas criações no universo virtual em projeções abertas ao público. “É um processo capaz de gerar agrupamento a partir da informática e um espaço para as pessoas mostrarem seus blogs e dividirem suas idéias”, explica Gustavo. As inscrições para participar do “Hora Blogs” poderão ser feitas amanhã, com um dos organizadores do evento.
Para os grafiteiros de São Luís, o “Graffiti in the Rain”, outra performance da manifestação, traz a proposta de “vestir” o ser humano com a cultura urbana. Uma pessoa, do público ou não, vai se vestir com uma capa de chuva e segurar um guarda-chuva enquanto será grafitado ao som de música ambiente. No campo da sétima arte, o público vai poder conferir a Mostra “Cidades Invisíveis” (MG), produzida pela ONG Contato, com exibição de curtas de 30 segundos. Além disso, haverá o lançamento da proposta do “Cine Pororoca”, que prevê a exibição de 50 vídeos de 50 segundos sobre temas livres, causando uma “enxurrada” de idéias produzidas por maranhenses.

Nem mesmo os banheiros dos restaurantes Cantinho da Estrela e Don Francisco escaparam da criatividade dos mobilizadores e acabaram funcionando como espaço para exposição das obras artísticas. Segundo Gustavo, a idéia é construir ateliês de criatividade e inovar em locais em que a cultura não é pensada e vivida.

Vale lembrar que não apenas artistas envolvidos no projeto poderão mostrar ao público suas criações. “As artes serão expostas na rua, portanto, quem quiser liberar suas artes enclausuradas fique à vontade, nosso movimento é colaborativo e independente de recursos financeiros”, convida Gustavo. O público também poderá interagir com as obras, escolhendo o que fazer e com quem falar nas diversas atividades realizadas nos três dias de evento.

Imaginautas – A rede de arte colaborativa realizadora do São Luís de Virada surgiu para referenciar um grupo de pessoas que transforma a fotografia em um processo de criação artística e não a vê como um produto estritamente comercial. Com grupos fixos em Recife (PE), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Ouro Branco (MG) São Luís (MA), Alcântara (MA) e Curitiba (PR), os imaginautas trabalham com a linguagem e a comunicação a partir da imagem e do espaço urbano.

Atuantes na cultura de rua desde 2007, os imaginautas participaram da Vira Cultural 2010, em São Paulo, e puderam vivenciar 24 horas de criação contínua improvisada. “Nós utilizamos um material simples, à base de fitas adesivas e objetos de instalação, nada que agrida ou modifique a estrutura original urbana”, explica Gustavo Távora. Dentre os principais imaginautas maranhenses estão os artistas Jonilson Bruzzaca, Carol Aragão, Paulo do Vale e Marcos Gatinho.


quarta-feira, 28 de julho de 2010

contagem regressiva

Assim como no começo  de 2009, irei mudar novamente.
Mudar de região, de trabalho, de casa e agora de estado civil também!!! Uma completa loucura, admito.
Explicando: loucura por ser muitas mudanças ao mesmo tempo, diria que quase todas possíveis nessa vida, mas para mim as coisas são assim mesmo: intensas!
Tudo é over. Sempre trabalho muito, sempre amo muito, bebo muito, brigo muito, estudo muito e assim por diante.
Estou ansiosa e quase não conseguindo arrumar tantas coisas, principalmente porque continuo trabalhando e pra resolver tudo, somente no almoço e à noite.
Somado a isso, tem os amigos que querem sair pra despedir, pra contar coisas, perguntar e compartilhar...
Tem a família que quer ficar perto e eu também.
Estou feliz com a mudança, mas a cada novo dia, vou ficando nervosa e querendo aproveitar tudo da minha cidade... Hoje resolvi chupar um sorvete de casquinha e comprar uma blusinha da cidade. Ontem comi farofa de ovo na Dadá só pra aproveitar a farinha d'água hehe.
Agora estou sem sono querendo organizar coisas pra aproveitar o tempo, embora saiba que é humanamente impossível não dormir.
Vou tentar e amanhã volto com os temas pertinentes ao nosso bloguito!

terça-feira, 27 de julho de 2010

São Paulo

Meu povo!!!!

Agora é de verdade. Tô mudando pra São Paulo daqui há duas semaninhas!!!
A loucura tá tão grande que estou sem tempo de escrever por aqui, mas sei que vou conseguir atualizar tudinho da silva.
O Blog vai continuar desse jeitinho, quer dizer, um tantinho melhor (garanto!), assim como irei continuar escrevendo no Jornal Cazumbá contando algumas peripécias envolvendo os três temas mais bacanas do mundo: ócio, viagens e gastronomia.
Volto à noite de casa! Inté.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Pé Sujo


O termo pé sujo normalmente refere-se a alguma coisa "menor".
Boteco "pé sujo" por exemplo, diz que é um boteco pequeninico, sem luxo ou até mesmo cheio de bêbados.
Já falei em outro momento que tenho um pé na favela e que um boteco pé sujo é a minha perdição. Talvez por isso goste tanto de brincar, me divertir, bebericar e de sorrir.
A foto que ilustra esse post são dois pares de pés sujos muito queridos. Pés cansados de dançar, pular, gritar e sorrir. Exatamente o que fizemos no final de semana.
Hoje, Dia do Amigo, desejo que todos os meus amigos fiquem com os pés sujos, desse jeitinho aí, mas de brincar e de ser feliz.
Feliz Dia do Amigo.


Valendo um picolé de pitomba quem acertar de quem são esses pés bem sujinhos....


Dia do Amigo

Para os amigos de vinte, dez, cinco anos atrás e os de agora.




A lista

Faça uma lista de grandes amigos

Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Um tal guaraná cor-de-rosa do Maranhão...


Uma anedota maranhense afirma que, no Estado, o primeiro significado da palavra Jesus é um refrigerante. A brincadeira reflete um fenômeno que começou local, tornou-se famoso no Brasil e agora se apresenta ao mundo: o guaraná Jesus, segundo refrigerante mais consumido no Maranhão (atrás apenas da líder global Coca-Cola). A folclórica bebida cor-de-rosa ganhou a medalha de ouro de melhor estratégia de marketing no Prêmio Internacional de Excelência em Design, o Idea, a maior premiação mundial de design. A campanha vencedora ocorreu no fim de 2008 para renovar o visual da lata. A tarefa não era simples, já que a bebida angariou, ao longo de décadas, fãs entusiasmados.

O guaraná Jesus, criado em 1920, enraizou-se no gosto maranhense. Com pouquíssima propaganda, tornou-se quase um símbolo cultural do Estado. Ele deu origem a um subsegmento, o guaraná rosado, comum também no Piauí e Pará. Nos últimos anos, seu nome engraçado e sua cor fascinante ganharam simpatia Brasil afora. Há centenas de comunidades bem-humoradas a seu respeito no Facebook e no Orkut. Vídeos no YouTube brincam com o refrigerante em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Curitiba e outras cidades espalhadas pelo país – o tipo de tratamento espontâneo e alegre que empresas gastam milhões para conseguir. Há muito mais gente que fala sobre a bebida do que gente que já experimentou mesmo seu sabor muito doce, com traços de cravo e canela (a fórmula exata tem uma aura de mistério), mas os apreciadores reais não só existem, como se organizam para “importar” as latinhas do Maranhão. Por isso, renovar a lata sem incomodar os fãs seria um trabalho delicado. “Em marcas que são ícones, como o Jesus é no Maranhão, o desafio é manter a ligação emocional com os consumidores”, diz Leonardo Lanzetta, diretor executivo da agência de publicidade Dia, que montou a estratégia de marketing premiada. Em outras palavras: uma mudança desastrada faria com que o bebedor de Jesus não reconhecesse mais o produto que lembra sua infância, adolescência e tempos felizes.

Os publicitários fizeram uma campanha estadual com três propostas de novos desenhos para a lata e pediram votos dos fãs. Usaram a internet e mensagens por celular. Três pessoas fantasiadas de latinha – uma de cada opção – passearam por São Luís, brincaram com os passantes, visitaram colégios e entraram em casamentos, sempre recebidas com festa. O modelo vencedor lembra outro símbolo do Estado, os azulejos coloniais portugueses de São Luís. A Coca-Cola, que havia comprado a marca em 2001, esperou para fazer mudanças sem quebrar a ligação nostálgica dos bebedores com Jesus. “Foi um grande mérito da campanha. Os consumidores sentiram que a marca pertence a eles, e não à Coca-Cola”, afirma Júlio Moreira, professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing e especialista em marcas. Desde a campanha, as vendas do refrigerante cresceram 17%, segundo a consultoria Nielsen.

O resultado certamente teria agradado ao criador da bebida, o farmacêutico Jesus Norberto Gomes – que era ateu, foi excomungado e morreu em 1963. O guaraná resultou de uma tentativa frustrada de fabricar um remédio. Deu errado, mas os netos do farmacêutico adoraram o xarope. Nascia um produto vitorioso

Fonte: Revista Época

Programação Cantinho

Vejam no blog do Cantinho a programação desta quinta.
Boa!
http://www.cantinhodaestrelama.blogspot.com/

domingo, 18 de julho de 2010

O valor da amizade

Amizade verdadeira não tem preço.
Não há dinheiro no mundo que pague o que uma amizade pode proporcionar: respeito, carinho, calor, conforto, amor.
Ontem recebi o carinho de muitos amigos na casa de Edu. Foi um dia especialmente emotivo pra mim. Estavam reunidas algumas das pessoas que participam ou participaram ativamente da minha vida em diversos momentos e que ontem puderam demonstrar isso de várias formas.
Edu, Mamá, Dadá e Lu reuniram-se e demonstraram o carinho e o valor de uma amizade organizando essa festinha de arromba.
Como é bom ter amigos...
Como vale a pena fazer o bem, sorrir, amar, se preocupar e retribuir o amor das pessoas. Assim, tudo volta em dobro e a vida parece que tem mais sentido.
Pude rever pessoas queridas que há muito não via e ver aquelas de sempre, o que pra mim foi um enorme prazer.
Muito obrigada aos que se dispuseram a ir; aos que colaboraram para que todos pudessem se divertir e um muito obrigada também àqueles que me falaram gracinhas sem graças sobre a colaboração!
O valor da amizade está aí, nesse detalhe. Perceber as diferenças e respeitar o tamanho da amizade de cada um.
Senti falta de grandes amigos e me emocionei com os depoimentos dos presentes.
Isso também não tem preço!




Ilha de Drink's. Festa chique benhêê!

O colorido deu o tom da festa

Jorge e Ana, bar tenders responsáveis pelos drink's da festa

Lu e Dudu chegaram cedo

Até Lenar apareceu. Adorei!
Edu e Cândido
Dudu e Mamá
Mamis (claro!) e D. Lourdes, muito querida!

De dia ainda. Sérgio e Cândido

Georgia e Paulinha

Sessão Drinks para fotos: 1)Fábio

2) Paty e o seu

3) Dadá

4) Edu

Matias querido. Deu uma escapulida do trabalho só pra ver o povo.
Sensível...
Paty e Josi

Eu e Tereza

Tínhamos um DJ. Desculpa aê!

Cercada de carinho...

Amor e amor...
Ó mamis lá atrás hehe

Neuzinha.
Antes de conhecer mamis ela tinha certeza que era ela a mais acesa do mundo...

Chegou a noite e o fogo aumentou!
Festa quente...

Divertiram-se como nunca.

Enquanto isso no divã do Edu...

 Odete and me.

 Foi bom ver André bem.


Dadá, Sônia e Armando.

Sessão proibida para menores!!!!


A essa altura, já era noite. Alegria e êxtase!

Muito obrigada mesmo.
Felicidade total!

(?!?!)
Um picolé de pitomba pra quem acertar o que seria isso...
Pra facilitar: Fábio, Dadá, eu e Wendel

Bom, vamos parar por aqui...

sexta-feira, 16 de julho de 2010

SHREK 3D

Eu nunca tinha assistido filme em 3D.
Saí com os irmãos para resolvermos umas coisinhas domésticas e acabamos entrando no cinema para assistir Shrek, embora eu tivesse combinado de assistir com Josi.
Fomos ao novo cine da cidade e achei tudo bacana. Nada de tão diferente, apenas a comodidade da escolha de assento.
Os óculos são horrorosos e todo mundo parece um monte de E.T mas a diversão começa aí e vai até o final do filme.
Adorei o filme e adorei a ideia de 3D. Quanta diferença!
Ainda vai chegar o dia em que na compra do bilhete você vai poder escolher que papel é o seu no filme. Já ando pensando nisso...
Quero beijar o Tom Cruise e o George Clooney.
Quero dar uns pegas (de leve) no Javier Barden e no Gerard Butler;
E dar unas tapas do Russel Crowe e no Ewan Mcgregor, que acho ambos podres (e nunca me fizeram nada, hahahaha)!
Acho melhor parar por aqui, porque comecei a pensar nas opções do namoradão. Ai ai ai!
Agora fudeu! Só quero assisitir assim...

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Programa Club Gourmet



Fui gravar o Programa Club Gourmet hoje no horário do almoço. Parece que foi ontem, mas tá fazendo um ano que gravei o primeiro programa.
O clima da gravação como sempre, é uma delícia e tanto a apresentadora, quanto a produtora (agora com o mascotinho na barriga) e o diretor fazem tudo parecer um divertimento.
O clima foi descontraído demais e quase que não acabamos de gravar de tão engraçado.
Na receita do dia fiz "Brusquettas Club Gourmet" juntando os ingredientes que  me vieram  na mente. Todos comeram e acharam bem saboroso. Adorei!!!

Vai ao ar nesse sábado (17/07) às 14:30h na afiliada RedeTV com reprise no domingo (18/07) às 12:30h.
À produção do Club Gourmet e toda à equipe, muito obrigada!

Receitinha para quem quer experimentar:


Ingredientes:


Pão italiano ou semi italiano
Tomate fresco cortado em cubos sem semente
Mozarella ralada ou em lascas / parmesão ralado em lascas
Azeitonas pretas sem caroço
Azeite a gosto
Sal quanto baste
Pimenta do reino
Manjericão fresco



Preparação:

Ligue o forno e regule-o para 180ºC.
Corte o pão em fatias diagonais, o tomate limpo de sementes aos cubinhos, e corte as azeitonas descaroçadas em rodelas.
Ponha o pão num tabuleiro ou prato que vá ao forno e polvilhe a pimenta do reino, o sal e regue com um fio de azeite. Leve ao forno até o pão dourar.
Retire do forno e coloque o tomate em cubos e o queijo ralado. Leve novamente ao forno até o queijo derreter e começar a ficar tostado.
Disponha as azeitonas por cima do queijo derretido e coloque uma folhinha de manjericão fresco.
Servir ainda quentes!

Aí vocês devem estar perguntando porque essa foto aí de cima, não é mesmo?
Explico: o programa é gravado no Emporium Forte do Pescado (a sacolinha, tá?) e lá só vende temperos, bebidas e ervas importaderésimas.
Karen pediu um suco de uva e chegou essa coisinha fofa aí. Pequetitica e para nossa surpresa e deleite, vem com uvinhas dentro (dá pra ver?). Não é tudo???
São uvas sem pele e que desmancham na boca. A tecnologia a serviço da felicidade... Ai ai ai...

Pra fazer um turista feliz

Foto: Paulinha Alcoforado

Falamos muito sobre o que é necessário para atrair turistas, o que nossa cidade precisa para deixar o turista satisfeito e o que se está fazendo para que entremos de fato na “Era dos destinos turísticos de primeira”.
As indagações e as conjecturas para se chegar às fórmulas mágicas são as mais variadas possíveis e percebe-se que na realidade, ainda há muito por fazer. Muito por fazer em infraestrutura, hospitalidade, melhoria de produtos, oferta de atrativos e organização da cadeia produtiva. Se fôssemos elencar, poderíamos passar alguns bons minutos só focando nesses itens, mas nesse São João percebi que para um turista se sentir feliz é preciso muito pouco!
Os itens citados acima são de vital importância para captarmos turistas ao redor do mundo e para que nos destaquemos como um destino preparado e consolidado.
Acontece que existem turistas que chegam aqui mesmo sem estarmos nas prateleiras das principais operadoras do Brasil e do mundo. Chegam em excursões rodoviárias, aportam aqui pelos mais variados motivos, retornam à nossa cidade após vários anos, vem à trabalho ou mesmo participando de eventos e de fato não foram atraídos pelo que não temos, e sim, motivados por um leque de situações que independem da organização da cidade.
Jamais apagarei da lembrança a imagem de uma turista esperneando e dando saltinhos de alegria por ter ganhado uma matraca personalizada, uma sacola com uma paisagem do Maranhão, um DVD sobre o São João e uma camiseta fazendo alusão aos festejos juninos! Naquele instante refleti sobre o pouquinho que estava dando e a grandeza do resultado daquele gesto.
Os souvenirs em questão não apagavam a imagem que aquela turista iria levar de um centro histórico sujo e mal cuidado ou mesmo de uma Fonte do Ribeirão cheia de lixo e fezes, mas bastou aquilo para que o coração não só dela, mas de todo o grupo, amolecesse e todos compartilhassem conosco dos lamentos pela situação de tais atrativos e principalmente se alegrassem com a festa mais colorida e animada do País.
Nos dois principais arraiais da cidade existiam espaços especialmente criados para turistas e o resultado foi maravilhoso! Todos que chegavam até nós e eram recebidos com brindes, sucos, refrigerantes, cervejas e petiscos, agradeciam com uma alegria no rosto difícil de conseguir em outros momentos. Conversavam de uma forma muito espontânea e levaram consigo lembranças da nossa hospitalidade.
Imagino que daqui pra frente não seja mais possível um São João sem essa ferramenta de relacionamento. Não é possível retrocedermos a esse ponto!
As Secretarias de turismo investiram em espaços decorados, arejados e com grande acolhimento, coisas básicas para se tratar um visitante/turista.
Em nosso espaço, apenas nos primeiros seis dias e em parceria com o Sindicato de Guias, atendemos mais de 900 turistas que nos deixaram suas impressões sobre a cidade, que tenho certeza, em alguns casos, foram amenizadas pela nossa recepção e também pela interação entre eles a equipe.
Penso que é sempre hora de planejar o futuro e desenvolver uma política focada em quem queremos que venha conhecer São Luís e o Maranhão, mas jamais esquecerei a importância que é tratar os turistas que aqui já estão e que por um motivo ou outro, vieram beber na nossa fonte e espalhar nossa hospitalidade por onde quer que andem!


Jornal Cazumbá, julho, 2010

terça-feira, 13 de julho de 2010

Araçagy

Fui à Praia do Araçagy no último sábado.
É uma praia muito diferente das outras daqui da região.
Além de muito popular, é longe (geograficamente pertence à São José de Ribamar, municipio da grande São Luís) e os carros ficam na faixa de areia, quase atropelando tudo e todos. O namoradão ainda não conhecia e adorou.
Fomos para o finalzinho da praia e me senti muito livre por lá. Mesmo!

a extensão de terra é muito grande. Os carros ficam do ladinho das barraquinhas.
O chato é ter que ouvir a música (sempre brega) do vizinho...


a chuva do outro lado da praia estava forte.
 Onde estávamos não choveu, o que pode ser considerado um milagre!


quando o sol se põe o mar fica prateado... lindo!


o mar avança muito nessa praia. Bem ali nas criancinhas os carros estavam estacionados (foto 01).
questão de 10 minutos para trocarmos de mesa umas três vezes.

Por do Sol me dá vontade de ser mais feliz ainda...


Saímos da praia às 18:30h.
Tomamos mais três latinhas do mercadinho do bairro.
Eu, namoradão, mamis, Dadá e Bel.
Noite/Cansaço/Relax/Bebedeira/Felicidade/Desprendimento.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Folga na sexta

Não, eu não abandonei o barco!
Nem pulei do viaduto!
Nem entrei num avião com destino à Africa do Sul para ver a final da copa!
Fui só ali resolver umas coisinhas e me dei ao luxo de ter sexta, sabado e domingo de folga!
Estou atravessando uma fase diferente, com muitas mudanças pela frente e a mudaça no emprego é uma delas.
Negociei com big boss e estou tendo uns dias de folga para compensar o estress de 15 meses...


O encontro de miolos de boi foi na sexta e demos uma passada por lá pra ver como tava tudo.
Estava lindo, é claro!

Detalhe da saiota de um dos bois.

Muita gente visitando...

Coisa boa é ter amigos com folga em plena sexta...
Aqui Ivo, Augusto, namoradão e Dadá

Vandico, um dos mestres do samba da cidade

namoradão no calor da feira...

Dadá, Vandico e Serrinha
Samba de roda na feira...

Na cadência do samba...

Na palma da mão...

Performances, performances...

Na feira dá até pra encontrar amigo "das antiga": Juan

Momento "auge do calor"!

Momento "auge da bebedeira"!