segunda-feira, 12 de abril de 2010

Histórias de amor

Adoro histórias de amor.
Adoro amores avassaladores. Amores que transpassam a razão. Gosto de chorar em filmes e não acho isso feio. Acho bem lindão. Se emocionar é algo tão raro hoje...
Pareço meio durona e segura, mas no fundo d'alma adoro a breguice do amor. Abre parêntese (Exceto as mensagens ao vivo onde geralmente uma pessoa com péssima dicção lê poemas que saem de uma caixa de som acoplada a um carro cheio de balões e fogos de artifício). Fecha parêntese.
Cheguei ao hotel agora e assisti parte da novela Escrito nas Estrelas. Fiquei emocionada com a história. O neto da Maysa é lindinho e realmente é um personagem de novela.
Levantei da cama até meio leve e foi só abrir a janela que entrou o barulho ensurdecedor da banda Calypso que toca animadamente no bar da praia. Dá pra crer nisso?
Depois desse tapa de realidade, voltei ao normal.

Noite no hotel. Nada mais.

Nenhum comentário: