quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Branco

Reveillòn é a mesma coisa todo ano.
Pra onde vou? Com que roupa? Como vamos? Quem vai? Quer horas?
Afffffffff!!!!!!
Este ano de início de muitas mudanças, vou ficar na casa de mamis bebendo cerveja pra variar, de chinelo, sem maquiagem e com muito pensamento positivo. Pronto!
Ah, sexta feira quero me vestir toda de branco para homeangear os meus orixás e cultuar a paz.
É meu aniversário e estou de coração aberto.
Branco puro!
Branco paz!
Branco amor!
Branco prosperidade!

Sal Grosso

Quis vir hoje mais cedo pra casa para poder repensar alguns pontos importantes antes de entrar o último dia do ano.
Acredito muito na força dos pensamentos e amanhã, aos primeiros raios do sol irei agradecer por tudo.
Pela vida, pela meu apzito, pela casa da minha mãe, pela minha vó linda, por ter uma ótima relação com meu pai, pelos meus irmãos, amigos e pelo amor, que em mais um ano consecutivo invadiu a minha vida e lavou a minha alma.
Não ouso reclamar dos acontecimentos. Nem das lágrmas. Foram necessárias!
Quanto ao novo ano, estou cheia de planos, mudanças e  perspectivas, embora acredite que será um ano de plantio e não de colheita, contradizendo a previsão dos astrólogos (alguém ainda acredita na mãe Dinah???).
Desejo a todos os leitores desse bloguito que tanto amo um 2010 absolutamente fantástico, cheio de grandes realizações.
Que o ano novo chegue com força, zerado, enérgico.
O ano é ímpar, que adoro.
O ano do horóscopo chinês é do Tigre. Pura raça, pura garra, ousadia. Bingo!

Tome um banho de sal grosso para tirar a zica que ainda resta e siga em frente e fique com Deus!

Feliz 2010!

Bom Senso

Assistindo aos jornais esses dias a palavra que mais me chamou atenção foi bom senso.
Uma famosa apresentadora de telejornal utilzou a sugestão de bom senso para o "look" de Reveillòn;
Já uma matéria que tratava da febre twitter (ah, o meu é @beatriceborges, tá?) ao longo do ano também aborda a necessidade de se ter bom senso ao utilizar a ferramenta;
Em um das retrospectivas, o caso Uniban apareceu e claro a tal da Geyse apareceu de novo e os sociólogos de plantão confabularam sobre o bom senso das roupas em ambientes de estudo e/ou trabalho.
Aí fiquei cá com meus botões avaliando essa expressãozinha curiosa. O que é bom senso pra mim pode não ser pra você, nénão?
Exemplo prático: o uso do msn no trabalho. Não tem coisa mais irritante e difícil de gerenciar. Tenta fazer uma reunião com todo mundo e pede bom senso pra você ver...
Para uma imatura apaixonada, bom senso é falar com o namorado quando chega no trabalho, no meio da manhã, na hora que vai almoçar, quando volta, no meio da tarde, antes de ir embora e também a qualquer hora que der aquela vontade de mandar um emoticon com um coração pulsando. Com muito bom senso alguém também pode discutir a relação, discutir um trabalho de faculdade, falar mal dos outros e o pior: programar todo o final de semana pelo msn em pleno horário de trabalho e isso tudo depois de uma conversa sobre bom senso.
Responder a todos os e-mail's da sua caixa de entrada, além de educação também manda o bom senso. Agradecer a um presente e retribuir também...
Já que o bom senso é algo jogado no ar e cada um utiliza como quer, poderíamos ter umas doses do famoso "semancol" sempre à mão, que tal??

Semancol é o novo...rs!



Agenda 2010

Hoje enfim comprei minha agenda 2010. Capa preta, clássica, mas funcional e barata. Pra falar a verdade nunca comprei uma agenda tão barata. Aproveitei e comprei uma para minha rimã do coração, só que menorzinha. Ela precisa aprender a usar e a se programar. Presente de ano novo!
Também comprei umas barrinhas de sal grosso para minha equipe e distribuí para que todos possamos chegar no escritório dia 04 de alma lavada e com bons fluidos. Oxalá!!!
Foi um ano muito especial: voltei pra minha terra, conheci muitas pessoas e mal conheci a cultura da minha gente. Vendo agora minha agenda recheada de atividades, não sei o que teve mais: trabalho ou apendizado!
Trabalhei muito para me superar a cada dia e reforcei a teoria de que cada novo dia é um bom dia para se aprender e se descobrir.
E como descobri coisas. E como desconheci pessoas. E como cresci profissionalmente...
Senti cansaço, ira, frustração, vaidade, cobiça, alegria, sucesso, amor e paz como qualquer pessoa desse mundo.
Agora, passando alguns dados da agenda antiga para a nova e já  anotando alguns compromissos para 2010, fico em dúvida sobre o futuro e um misto de otimismo e ceticismo pairam no ar.
É a vida.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Comidinhas de Natal


Não há nada mais parecido com Natal que rabanada. Não, não é o peru! O peru para mim é um mero coadjuvante que só consta em nossa ceia por causa dos membros mais conservadores da família! Peru tem a carne meio adocicada e demora horas pra assar. Na minha leiga opinião, uma iguaria difícil de fazer. Não, não sou “de toda amiga do peru de Natal”!


Comidinhas de ceia de natal tem a mesma cara e o mesmo cheiro desde que “me entendo por gente”. Melhor que saber a cara e o cheiro é ter a certeza que você vai almoçar no dia seguinte o que sobrou. Não tem jeito!

Não se sabe ao certo a origem da rabanada. O fato é que desembarcou no Brasil com os portugueses (as matronas descobriram um destino para as sobras de pão) e se tornou uma tradição na ceia de Natal. É feita à base de pão envolvido por uma crosta de açúcar e canela. É daqueles pratos que você ama ou odeia!

É de minha inteira responsabilidade nos natais da minha família. O cheiro de canela se espalhando pela casa é algo encantador. É típica do Natal e disputa com o peru e o salpicão o centro das mesas da maioria dos maranhenses.

A velha farofa e o arroz com passas também são figurinhas fáceis de encontrar, assim como as aves assadas e/ou guisadas (por acaso, no “Manual das Ceias de Natal”, tem um capítulo obrigando as pessoas a preferirem as aves no Natal?).

O Natal é um evento totalmente gastronômico em que o principal objetivo é a ceia e as comilanças em geral. Passa-se o dia inteiro na cozinha preparando tudo para que à meia noite todos possam degustar e, na maioria das vezes, dormir na sequência, pois não há corpo que aguente tamanha batalha!

Nos últimos tempos o peru tem tido a concorrência do Chester e do Fiesta e sai perdendo por causa do preço muito mais elevado. Esses dois citados agora, a propósito, são aves da novíssima geração gastronômica, já que nunca ninguém viu nenhum dos dois ciscando por aí pelos quintais.

Na pirâmide social dos galináceos, estão acima da galinha e abaixo do peru e faisão, aves nobres e cheias de glamour.

As saladas sempre aparecem e nessa categoria a “maionese” tira o primeiro lugar. Basta ir, por exemplo, ao vizinho, que lá vem alguém com um punhadinho no prato. Esta, para o dia seguinte não é uma boa pedida.

Reza-se o pai-nosso, a ave-maria e estoura-se um espumante barato quando não, uma cidra. Quanto mais alto for o estouro, mais felizes todos ficam e assim a ceia de natal vai ficando ali ao lado sem ninguém comer mais nada. Só vamos lembrar dela na hora de guardar tudo para o almoço do dia seguinte, quiçá para o jantar...

As minhas rabanadas sempre sobram e se transformam na sobremesa mais disputada do dia 25. Há quem diga que rabanada boa mesmo é “dormida”, quando fica mais macia e molhadinha. Nesse quesito os natais mais tradicionais são cheios de pudins, mousses e sorvetes.

E a noite de Natal vai acontecendo. Muitas cervejas consumidas e quando mal nos damos conta, lá chegou o Reveillon e a ceia da virada não é lá muito importante.

Importante mesmo é a festa e o primeiro grito de carnaval, em que há uma regra muito clara: pode-se comer de tudo, menos aves, pois ciscam pra trás e nada nesse mundo pode influenciar no pensamento para um ano melhor.

E para você que acompanha mês a mês as minhas peripécias por aqui, muito obrigada por sua companhia. Desejo um ano novo repleto de coisas boas, cheio de ócio, viagens e gastronomia!

Para fazer seu Natal mais gostoso, vamos à receita da rabanada:

Ingredientes

30 fatias de pão dormido (baguete, massa grossa ou o próprio pra rabanada);

01 l de leite líquido;

01 lata de leite condensado;

01 kg de açúcar;

100 gr de canela em pó;

01 l de óleo para fritar;

06 ovos batidos (não precisa ser em clara).

Modo de fazer

Adoce o leite com leite condensado e reserve. Disponha as fatias de pão numa travessa e “regue” com o leite. Deixe descansar uns 20 min. Vire se necessário para molhar mais um pouco.
Bata os ovos e reserve. Misture num recipiente grande o açúcar e a canela e reserve.
Passe as fatias de pão molhadas no ovo e frite em óleo bem quente virando o pão para dourar de um lado e outro. A fritura é bem rápida. Ao tirar o pão da frigideira, passe pelo açúcar e canela e deixe descansar em papel toalha por uns 20 min.
Arrume em uma travessa e coloque num lugar de destaque na mesa do Natal!

 
Arroto:
Tudo bem, tudo bem, era pra postar antes do Natal...
Jornal Cazumbá, dez/2009

Hotel Luzeiros São Luis

Ganhamos uma noite no Hotel Luzeiros, o mais novo empreendimento hoteleiro de São Luis.
No dia do aniversário de namoro, lá fomos nós experimentar tudo. Não deu pra fazer muita coisa no hotel porque tínhamos muitas outras coisa pra resolver fora de lá em véspera de natal, mas vida de hotel é coisa boa e se tivesse dinheiro não pouparia para passar outras noites como essa.
O fato de estar muito novo o faz ganhar muitos pontos, embora eu tenha gostado muito de tudo. Apenas a piscina me decepcionou um pouco, mas como não costumo usufruir de piscina de hotel, tô no lucro. O vento que faz na piscina e o sol que não bate à tarde deixa o ambiente isolado e quase inóspito. O namoradão aproveitou tudo e eu, só tomando umas cervejinhas pra relaxar...
De tudo que vi e usufrui, não há nada mais fantástico que o chuveiro do hotel. Divino. Maravilhoso. Na medida certa. Perfeito. Momumental. Notável e todos os sinônimos que traduzam a perfeição.
Quero um pra mim. Quero quero e quero!!!
Agradecimentos ao hotel e toda a equipe!!!


o quarto com vista para o mar


a vista para o mar e para a casa de praia do governo do estado (detalhe!)


no banheiro, há persianas na altura dos olhos permitindo que você veja o mar ou assista tv enquanto toma banho no chuveiro mais perfeito desse mundo. Caba não mundããããooooo!!!


banquete para dois. Ai ai ai (suspiros)...



impossível mostrar o chuveiro como tem que ser, mas é ele sim. A perfeição!


vista do quarto para a piscina (de cima)

Para maiores detalhes: http://www.luzeirossaoluis.com.br/

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Natal

Na semana passada fui aos Lençóis levar o sogrão e a sogrona para conhecerem tudo.
Como nunca tinham vindo ao Nordeste, creio que gostaram de quase tudo, excetuando o calor insuportável que faz nessa terra. Parêntese: Reflito sempre se é o aquecimento global que já está fazendo efeito por aqui ou se eu era uma acéfala convicta que não sentia calor, porque quero morrer pretinha como antes eu juro que não fazia esse calor de agora, cruz credo! Fecha parêntese.
Barreirinhas é aquilo mesmo. Só Deus pra ter piedade e mandar alguém que arrume tudo. A entrada desanima e os serviços são de matar. Ainda bem que o parque nos dá a sensação de graça e compensa qualquer coisa. Eles se valem disso...
As lagoas embora secas, dão uma amostra grátis do que vem a ser aquilo em período de cheias: absolutamente fantástico!
Nossa toyota quebrou na volta e uma forcinha foi preciso. Rimos tanto que mal dava para empurrar, mas chegamos todos bem, embora exaustos.
O turismo tem muitas controvérsias e em meio à diversão, conheci Geovani, um condutor mirim de Mandacaru (comunidade de pescadores que tem como principal atração turística o farol de 160 degraus cuja vista vale a pena), que decorou tudo tão certinho que se você der um empurrãozinho ele tem que voltar o disco do começo. Um barato! Perguntei se ele estava estudando e disse que sim, mas que tinha ficado de prova final em ciências. Briguei com ele, é lógico. Arranjou tantos clientes que no final do passeio nem sabia mais de quem cobrar. Ficou confuso. Morremos de rir.
O passeio de barco como sempre revigorante. O vento no rosto é muito bom. Muito mesmo!
A surpresa foi a pizza do Restaurante Barlavento (antigo restaurante do Carlão) que estava muito boa. Deu pra repetir.
Família reunida, mãe e sogra trocando figurinhas e fomos vencendo mais uma etapa...

 Vamos às fotos:

Pousada do Buriti - felicidade...

Mamis (sexy) e a sogrona (comportada)



Travessia de balsa para o Parque dos Lençóis. Detalhe: as latinhas de cerveja, é claro!


O protagonista da vaigem



Registrando tudo....


Quem disse que o namoradão também não é fortão???



Lindo, não? Palmeiras em meio ao Rio Preguiças


Adivinhem? Geovani!



Olhem o Geovani recitando um poema de Gonçalves Dias para o meu poeta preferido!
Vejam no detalhe, o Farol de Mandacaru.




E se foi mais um Natal...

Cheguei e já tô saindo

Estou de volta e já estou pedindo pra ir embora.
É que comi cinco rodelinhas de linguiça ontem e é claro que a amiga diarréia apareceu para cumprimentar.
Estou sentindo febre e uma sensação de demaio horrorosa.
Vou pra casa descansar e talvez volte mais tarde pra contar do Natal e falar um pouco do Reveillòn.

Fui!

sábado, 19 de dezembro de 2009

Recesso de Natal

Ainda estou acordadinha da silva pondo as coisas no apzito em ordem.
Saio de recesso segunda e de volta ao batente só dia 28/12 se assim  Deus permitir.
Família reunida e paz de espírito...

Aos que ficam, apareço por aqui diretamente dos Lençóis lá pelo meio da semana.

E pra adiantar, um Natal incrível recheado de fraternidade e muito amor.

Volto logo,

Inté!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Lenda Viva!

- É, do Boi da Fé em Deus.
- Do Boi da Fé em Deus???
- Sim, somos.
- Gente, o boi mais lindo que eu vi nesse Sao João!
- A senhora tá falando verdade?
- Claro, deixa eu procurar aqui no blog pra mostar pro senhor o que eu escrevi, perai.
- Tá bom.
- Ah, tá demorando muito. Não tô achando, mas poxa parabéns pelo seu trabalho. Gosto demais.
- Obrigada minha filha
- Como é seu nome?
- Zé Olhinho.
- O quê????? Estou falando com o senhor e não sabia??? Peraí que preciso dar um abraço no senhor! Adoro suas músicas!!!

E dei um abração bem apertado....
(...) até agora estou boba porque conheci Zé Olhinho aqui no escritório. Ele é uma lenda vida e de uma humildade tão grande, que chego a emocionar. É o cantador do Boi da Fé em Deus e falei deles aqui em junho. Vejam aqui.
Falou que trabalha o ano inteiro pra ouvir isso das pessoas...
Fiquei realmente emocionada. Ganhei o dia!
Amanhã vou tirar foto, já que ele vem aqui de novo, hehe!!!

Alice no país das maravilhas

Vi no Querido Leitor, meu blog preferido!




Vejam que primor. Não é o máximo?
Tinha que ser Tim Burton e claro, Johnny Depp!

Modo slow

À proporção que você vai se liberando das obrigações, o seu corpo vai seguindo o mesmo ritmo.
Estou em marcha lenta hoje. Muito esquisita...
Estou pensando devagar, andando devagar e querendo pro tempo correr. Alguma coisa está fora da ordem, fora da nova ordem mundial! Hehe
Já quero pro ano acabar. Costumo ser paciente, espero as coisas acontecerem no seu ritmo, mas estou muito estranha.
Andando com passos de cágado to indo almoçar.
Até a volta!

Esforço máximo

Hoje consegui encerrar minhas turmas na faculdade.
Nao foi um período fácil. Fiz o impossível esforço de tentar contribuir com aquelas alminhas queridas e entre mortos e feridos salvaram-se todos.
Fiz uma campanha ruim, eu sei. Fui ausente e estressada e não consegui terminar o periodo como eu gostaria, mas refletindo agora sobre tudo isso, entendo bem o motivo.
A amadurecimento e as responsabilidades no trabalho fazem voce ficar mais exigente, absolutamente sem tempo e isso indubitavelmente se reflete em todas as frentes.
Estou mais exigente comigo e com todos e como não consegui ser a professora que sempre fui, fiquei mal e senti vontade de largar tudo. No final das contas, não pude cobrar dos alunos o que não ofereci!
Mas me preocupei em dar as dicas de sobrevivênca no mercado.
Acho que não resolveu muito, mas fiz minha parte. Em relação a isso, estou tranquila.
Aos alunos aprovados, sucesso na carreira. Aos reprovados, incluindo os que espalharam que irão fazer macumba para eu dar errado (?!), desculpem, mas vou avisando que tenho o corpo fechado e não há nada maior nessa vida que a minha vontade de dar certo! Logo, com a ajuda de sempre do nosso maior regente, imagino que vocês perderão essa batalha. O conselho da hora é que vocês procurem estudar. E muito!

Semestre que vem estarei de licença novamente, dando um tempo para o meu corpo e para a minha alma. À partir de agora, festas natalinas, família reunida e muito trabalho, só pra variar.
Inté!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Pensata Natalina

Vai dar aula? Bobagem! Deixe para se estressar ano que vem;
Realizar um grande evento? Só se for de confraternização;
Reunião pra tratar de coisas sérias? A primeira semana de janeiro é uma boa pedida;
Aquele projeto antigo? É, melhor deixar para quando as pessoas estiverem pensando em algo que não seja presentes, panetones e amigos secretos;
Dieta? Entre janeiro e o carnaval!
Alguma coisa além disso?
Sim! O Carnaval já tá chegando....

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Ócio criativo

Tenho pensamentos demais.
Ações de menos é verdade, confesso, mas vivo pensando e inventando possibilidades.
Amanheci hoje que não me aguento!
Já me desloquei até Fernando de Noronha num simples piscar de olhos de 3 milésimos de segundo, só pra fazerem ideia.
Continuo com mil ideias e duas mil vontades de deixar o que estou fazendo agora e fazer algo realmente produtivo: ficar de pernas pro ar sem compromisso com ninguém a não ser comigo mesma!
Já refleti sobre o que é liberdade e a importância de ser livre. Isso me valeu uma decisão importante!
Liberdade tem muito a ver com o ócio ou o inverso?Quero liberdade para tudo.

Preciso de ócio!

Inté

Presente para afilhados

Tenho uma filhada adolescente e outra já quase adulta. Duas lindonas que amo demais!
A quase adulta já lê um pouco e também gosta de revistas de variedades. Irei dar de presente um livro para iniciá-la no movimento dos leitores compulsivos. Já fui várias vezes à livraria e estou em dúvida. Não quero dar um best seller desses que vendem milhões (fico desconfiada sempre!) e não quero dar um também muito denso... estou a escolher ainda. 
A outra, a adolescente, descobriu agora a Thalita Rebouças. Amei ela ter feito essa descoberta, pois nessa fase, na minha época, não tínhamos quem se preocupasse com nossos anseios e dúvidas. Agora sim, já encontramos uma literatura apropriada e isso me deixa muito, muito feliz.
Vou escolher dois temas interessantes e vou comprar. Para conhcer a Thalita Rebouças, clique aqui.
Ainda tenho Gustavo, um afilhado que mora em Humberto de Campos (a maior metrópole maranhense, claro!), mas pra ele é mais fácil. É homem, criança e um brinquedo o deixa bem feliz...
Crianças... sempre mais fáceis.À medida que vão crescendo, vão complicnado tudo. Incrível!

 

Inté,

Alegria de pobre dura pouco!

Vocês não tem noção da minha alegria quando cheguei sexta passada na cadeira da minha dentista e a danadinha me disse que eu ia tirar o aparelho. Fiquei rosa pink de alegria. Saltitei tanto na cadeira que proporcionei gargalhadas em todas as assistentes dela.
Na mesma hora surgiram balõezinhos em cima da minha cabeça com pensamentos gastronômicos inevitáveis: goiaba, maçã verde, milho cozido...
Como alegria de pobre dura muito pouco, meus balõezinhos estouraram quando ouvi dela: vamos ter que por uma contenção aqui atrás e você vai te que usar por 10 anos!
Como assim contenção? Tirar o aparelho não significa tirar o aparelho???? Não poderei fazer o festival do milho cozido???
Resmungos à parte, me resignei depois de uma explicação óssea e fiquei quase quarenta minutos de boca aberta tirando os malditos brackets. Sensação louca depois de tirar aquilo, meu Deus, é inexplicavel! A boca fica tão lisa hehe.
Botei a tal da contenção de merda e eis que surgiu a pior das notícias: agora vamos por o aparelho móvel...
(minutos pondo o aparelho...tic tac tic tac)
Pronto. Agora fala!
A sensação de querer morrer depois de muitos saltinhos na cadeira também foi inevitável, já que é impossível falar com uma placa de silicone ou qq coisa aprecida no céu da sua boca!
Taí: o móvel é muito mais chato que o fixo. Nunca pensei que fosse falar isso....
Já tô conseguindo pronunciar uns "sssss" melhorzinhos depois de três dias com um incômodo na boca, mas fazer o que?

Bom foi ver a cara das assistentes da Dra.Cláudia com piedade de mim.... até consegui rir um pouco depois...
Agora uma certeza eu tenho: vou tirar tanto foto por esses dias sem esse tal de aparelho móvel, ah isso vou!!!
Ah, detalhe: ainda fico horas a fio de frente pro espelho tentando me acostumar à minha nova cara sem aparelho... faço careta, rio, canto e choro pra ver como fica... hehehehe

Ser cliente

O conceito de cliente é totalmente errado para alguns prestadores de serviços. Fico muito impressionada com tanto serviço ruim por aí.
Tenho um fornecedor muito legal. Gente boa, alegrinho, me dá uns brindes de vez em quando. Tem preços bons e fornece um material com poucos concorrentes. Estou nas mãos dele faz tempo.
 Levei algumas amigas para conhecê-lo e conhecer seus produtos, que são brindes diversos: bolsas, carteiras, havanianas, necessaires etc. Tudo muito lindo, muito bacana, até eu perder minha alcunha de cliente importante...
Aí é que é o problema desse povo. Para pegar novos clientes, eles esquecem os antigos. Assim acreditam que estão conquistando os novos, já que os velhos já estão conquistados. Que coisa louca, nénão?
Tô pra parir um alienígena de tanta raiva...
Os brindes do Blog estão nesse rolo e por enquanto não posso fazer mais nada. Só esperar e reclamar.
Hunf!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Alegria, alegria

Ontem foi uma tarde de feriado.
Tarde de sol, praia e piscina.
Tarde de drinks coloridos.
Tarde de amigos queridos.
Amém.




o drink do Edu.



Mamá, o drink do Edu (de outra cor), eu e D. Jesus


Edu, eu (de braços abertos) e Mamá


Os tres beberrões da tarde.

A Cabana

Sim, todo mundo falando desse livro pra cima e pra baixo.
Mesmo desconfiada desses best sellers, resolvi ler.
Resolvi ler e também resolvi parar de ler no meio.
Texto chato, uma conversa com Deus super enfadonha.
Não, não gostei de jeito nenhum!

Carta para Paulinha

Querida amiga,


Em primeiro lugar queria te dizer que és uma das grandes surpresas da minha vida. Daquelas que chegam sem pedir licença e que arrebatam tudo, dominam a parada e se instalam de forma definitiva.
Mal acredito que foi dentro de um ônibus que nos aproximamos e por causa da minha boca suja chamando um palavrão. Definitivamente esse detalhe é uma barato. Nos aproximamos por causa de um palavrão... não é o máximo?
De lá pra cá foram muitos outros (meus, claro), muitas aventuras, muitas confidências e muitos trabalhos juntas.
Meu Deus, tu não falas palavrão, né? Acabei de fazer um esforço enorme pra lembrar e nada... sequer unzinho pra contar história. Pensando aqui rapidamente, passa um filme na minha cabeça com tantas aventuras e tantas gargalhadas, mas palavrão que é bom, nadica de nada!
Um cartinha pública para você no dia do seu aniversário é muito pouco diante do que representas num universo de amigos e amigas muito queridos.
Sou muito feliz Paulinha, sabia? Muito feliz por ter amigos que me gostam e de gostar dos meus amigos incondicionalmente. É isso mesmo, gosto de você incondicionalmente e sabes disso.
Sabes tudo que sou capaz de fazer e eu, mais do que ninguém, sei o que já fizeste e podes fazer por mim. Já briguei por ti e brigo quantas vezes for necessário. Te defender? Ah, fácil...
Tem coisa que é só contigo; só tu podes resolver, fazer, dar fim, solucionar, ficar sem dormir, criar, fotografar, ser sócia, chegar, sair, viajar...
És daquelas pessoas que sei que está ali, que posso contar, que basta ligar e você estará prontinha pra resolver. Tem coisa mais bacana que isso? Tem maior prova de amizade?
Como posso dizer que não sou feliz? Tenho que acordar todos os dias e agradecer por Deus me proporcionar amigos tão maravilhosos, tão honestos e tão incríveis.
Sobre nosso último telefonema, achei tão linda tua preocupação... Coisa de amiga mesmo! Passei o dia lembrando e agradecendo por existires.
Muito obrigada Paulinha, por ser assim, tão fofa, tão prestativa, disponível e lindona. É, além de tudo isso, ainda és lindona e grandona. Todo mundo repara, fica olhando e comentando... “Ela é dos Estados Unidos, é?” Lembra??
Pra ilustrar essa cartinha singela, essa nossa foto não reflete nem de longe tua beleza e nem tua nova fase de modelo, mas acho que fomos muito felizes nessa época e é dela que quero lembrar sempre.
Parabéns por mais um ano de vida e que teus sonhos virem realidade.

Eu te amo!






obs: o aniversário de Paulinha foi ontem, mas fiquei off line o dia todo. Nada de internet nem celulares.
Respirei...


segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Dia do Casal

De acordo com minha agenda, que tudo sabe e tudo faz, hoje é o Dia do Casal.


Comemorar o dia do casal tem lá seus encantos, já que meus amigos homossexuais podem comemorar também. Muito bacana isso!



Um casal partilha, divide;

Um casal compactua;

Um casal conversa;

Um casal soma;

Um casal sonha;

Um casal vê;

Idealiza;

Acredita;

Planeja

Faz.

Parabéns a todos os casais felizes desse mundo!!! Quanto aos infelizes que continuam na categoria, não, não devem comemorar. Um casal que permanece casal por um motivo que não seja o amor e o prazer de estar junto não merece comemoração.

Melhor: merece, mas aí é no dia do solteiro!!!

Inté!

domingo, 6 de dezembro de 2009

Obra de arte com explicação



A Minhoca cês lembram, né? É a minha quase sobrinha artista.
Essa obra de arte aí de cima é dela.
Sou eu e o namoradão (achei até bem parecido, sabiam?). Reparem o detalhe do amor se espalhando pelo ar e do meu aparelho.
Uma fofa mesmo.
Ela é uma artista diferente. Não é dessas que nos deixam pensando dias a fio pra tentar entender a obra. Não, ela faz e explica!
Vejam abaixo a explicação.



Inté

Carnaval em Recife

Irei experimentar o carnaval em Recife e Olinda.
Os hoteis ja estão lotados, as pessoas já nos descartam de primeira e e já estou doidinha pra chegar fevereiro...hehe
Alalaô ôôôôô

Cabaré Sound

Na última quinta, a cidade curtiu o Cabaré Sound, a mais nova festa temática do Centro Histórico.
Querem dar uma olhada?
À vontade

Rosa



O nome dela já diz tudo...
O chinelinho já denuncia o estilo...
As perninhas também já anunciam que vai dar um trabalhinho quando crescer...
Esses pezinhos dão da Rosa. Filha de Chico Nô!
Apaixonei pelos pezinhos e pelo chinelinho. Quero um igual!!!

Parabéns Chico.

Outro nível

Gente do céu, fui trabalhar na casa de Josi ontem e eis que minha chiqueza foi total quando ela me disse que tem rede wi fi em sua casa!
Morri, né? Podre de chique é pouco!
Eu, Carol e ela trabalhando na mesma mesa em computdadores diferentes e com rede sem fio! Ai Jesus, é muito chique!
É claro que fiquei o dia todinho falado da chiqueza, né?
Ainda bem, porque se for eu depender dessa meleca de 3G, tô ferrada...

Rede Família Ribeiro Campos é outro nível...

Nova fase

Ok ok vamos esquecer o post anterior.
Continuo amando a vida e também as pessoas.
A revolta foi só em relação a umas criaturinhas indesejáveis que não merecem minha atenção nem a de vocês, garanto!
Desculpem pelo post sórdido, o que sinceramente não combina com esse bloguito, que é totalmente alegre e feliz.
Desculpem de novo!!!
O sumiço por aqui é explicado por muitas atividades, o que é normal nos dezembros, já que temos que por tudo em ordem (relatórios, ações e encaminhamentos) e aí haja São Silvestre para dar tempo para tudo.
Uma loucura deliciosa.
Trabalhei ontem até as 22:30h e hoje estou no mesmo rumo, mas vai dar tudo certo e a semana irá começar com muita coisa boa para todos nós.

Inté



quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Gentileza

Primeiramente eu queria dizer que desde que "me entendo por gente", escuto esse lance de feminismo e que mulheres brigam por direitos iguais, mas que nunquinha eu fui pra rua levantar essa bandeira.
Acho bacana e tal, parabenizo quem já foi presa, espancada e já dormiu ao relento brigando por esses ideais, mas que sentadinha na minha casinha fui vendo as discussões e as batalhas sendo ganhas. Bingo!
Ponto para as feminsitas!
Nessa onda fui crescendo e buscando meu espaço, minha independência, sempre tomei conta das pessoas da minha casa e na ausência de papis, peguei tudo pra mim e me tornei um tanto trabalhadora, um pouco durona, mas nem de longe, feminista!
Digo feminsita no sentido literal da palavra, de brigar pra pagar a conta e não aceitar palpites de homens. Pelo contrário, adoraria ter alguém pra pagar as minhas contas e adoro a opinião do namoradão sobre uns certos exageros meus...
Ia achar bem bacanão ter um homem pra trabalhar enquanto eu estaria na academia, no shopping ou lendo um livro... mas enfim, isso tudinho pra dizer que essa onda de feminismo criou homens mal educados, nsensíveis e grosseiros!
Homens nem um pingo gentis e que passaram a nos ver como uns machos de saia!
Esses mal educados (o namoradão não entra nessa lista graças a Deus!) não levantam mais para sentarmos, não cedem o lugar para uma senhora, não deixam você passar na frente de uma fila nem tampouco te cumprimentam com educação.
Francamente...

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Oasis of the Seas

Vejam no blog do meu queridissimo  Ricardo Freire um resumão da sua experiência do Oasis of the Seas, o maior cruzeiro do mundo!!!!
Dá uma vontade, não da?

Dia do Samba _vídeo

Dia do Samba

Ah o Samba...

O samba me lembra feijoada;
Lembra negritude; terra firme, paixão;
Lembra felicidade, embora cantemos músicas de desamor;
Ziringuindum Telecoteco balacobaco
Alegra meu estado de espírito;
Faz meu dia ou noite passarem rápido;
Vem associado aos bambas da noite;
Tem cara de malandragem;
Ziringuindum Telecoteco balacobaco
Viva D. Ivone Lara, Monarco, Jorge Aragão, Antonio Vieira, Zeca Pagodinho, Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Alcione, Demônios da Garoa, Adoniran Barbosa e Noel.
Viva cada sambista de sapato banco que hoje vai andar por aí como rei;
Viva os mestres salas e porta bandeiras das escolas de samba que tanto alegram nosso carnaval;
Viva o frevo, nossos batuques e blocos tradicionais;
Ziringuindum Telecoteco balacobaco
Viva a casinha da roça com nossa cultura popular e molejo;
E viva e Samba. Viva! Viva!
Ziringuindum Telecoteco balacobaco
Ziringuindum Telecoteco balacobaco
Ziringuindum Telecoteco balacobaco