sábado, 31 de outubro de 2009

Trabalho

Estou a "serviço do trabalho" nesse sábado, portanto, não estou muito gente boa. Não chega perto não, tô avisando...

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Participe!


Os alunos do 5º período de Turismo da FAMA apresentam o 1º Cante FAMA.

O concurso será realizado no intuito de valorizar a produção musical do Maranhão.

Podem se inscrever universitários que saibam e/ou gostem de cantar, sendo que faz-se necessário que sejam devidamente matriculados em uma unidade de ensino superior.

As inscrições já estão abertas e sendo feitas na própria FAMA (Turu) ou nos telefones do folder.


Dia 7 de novembro será a primeira audição com os jurados para decidir quem passa para a próxima fase.

O evento também conta com premiação em dinheiro para o 1º, 2º e 3º lugar (que será divulgada em breve).



PARTICIPE!

twitter

Depois de muito, acessei meu twitter e vi que um monte de amigos também aderiu.
Já tô seguindo todo mundo.
A-D-O-R-O esse troço!
Para quem quiser, @beatriceborges

Inté!

Saudade

A saudade é um troço que dói.
Chega sem dó nem piedade e te dilacera por dentro.
Estou com saudade!
De muita coisa.
De muita gente.

É a vida

Desde o dia 09 de outubro (tirando os dias 25 e 26 de outubro...) estou vivendo sem muito pensar nem programar. Chego em casa para trocar de roupa e sair de novo. Um ritmo de trabalho fora do comum.
Acordei hoje e fiquei observando o apzito... sem cor, bagunçado, vi que minha plantinha morreu, livros que quero ler de um lado, monografias para orientar de outro, provas para corrigir mais do outro lado, roupas espalhadas pelo salão de jogos e bolsas amontoadas em cima de uma cadeira.
Continuo sem entender porque fazemos isso com nossas vidas. Porque tanto sacrifício para o trabalho e pouco para a vida.
Os feriados para mim são gotas de esperança que aparecem pra que eu possa me lembrar que tenho amigos, família e que dá para aproveitar os 10 minutos de soneca que o celular nunca me deixa curtir!
Dos tres dias que tenho pela frente, sábado trabalho e segunda preciso corrigir a papelada descrita acima. Domingo é o dia do descanso e de relax.
Espero que você possa ter esses três dias para você, só para você!
Boa sexta!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Para meu rimão do coração!

Querido rimão,



Que felicidade saber que fazes mais um aniversário!
Já preparei (quer dizer, pedi pra fazerem, ops!) uma lasanha e um bolão de chocolate para que possas saborear esse aniversário do jeitinho que gostas: comendo muita besteira!!!
É isso mesmo! Até hoje não consigo entender como podes viver sem comer peixe e nem cozidos ou guisados. Como assim?!???
Fico impressionada com tuas comidas especiais e principalmente o tempo que mamis gasta fazendo a separação da comida em casa. Eu e Bel somos irmãs bem resolvidas e nunca brigamos, mas bem que podíamos reclamar com mamis por essa discriminação, né?
Continuo te achando sensível, carinhoso, sangue bom e cheiroso (huuuummmm) e só posso te desejar muita saúde, juizo e que Deus te abençoe sempre.
Lembrando agora rapidinho do tanto de perrengue que ja passamos, acho que estamos num boa fase e daqui pra frente, acredito que vais encontrar teu caminho e ser ainda, muito, muito feliz.
Você é uma das minhas porções de felicidade e isso ninguém entende, nem explica e nem tem nada a ver com isso, não é mesmo?
Te amo, mesmo te achando um estado catalão
Vai desculpando aí pelas reclamações e tenho um pedido a fazer. Tá preparado?
Dava pra parar de fumar???

Feliz Aniversário amor e é claro, o presente chega em breve!!!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Dica de Show

Chico Nô e Regional Feitiço da Ilha prestam tributo a Noel Rosa e Gonzaguinha com participações especiais de Josias Sobrinho e Lena Machado.
À frente do Regional Feitiço da Ilha – que já traz no nome explícita citação a Noel Rosa – o cantor e compositor Chico Nô (foto) tem animado as noites de sexta-feira no novo endereço de música, gastronomia e boemia da Praia Grande: o Restaurante Cantinho da Estrela, na Rua do Giz, em frente à Praça Valdelino Cécio – a casa funcionava na rua que lhe batizava, tendo mudado recentemente de endereço.
Nesta sexta, 30, a apresentação já tradicional ganha atrativos extras: Chico Nô prestará homenagens a dois compositores de sua admiração, os cariocas Noel Rosa e Gonzaguinha, no show Onde está a honestidade?
“Vivemos uma época em que os meios de comunicação não param de noticiar escândalos, principalmente políticos. Noel Rosa e Gonzaguinha foram, cada um a seu tempo e de sua maneira, tradutores em música da alma do povo, de seus reclames. Por isso suas obras permanecem tão atuais”, declarou Chico Nô explicando o título de seu espetáculo.
Como convidados, o músico nascido em Imperatriz receberá o compositor Josias Sobrinho e a cantora Lena Machado. Chico Nô completa: “Eles também homenagearão Noel e Gonzaguinha, mas nesse momento a gente deverá cantar também coisas autorais. No disco de Lena, por exemplo, que está por sair, ela gravou coisas minhas e de Josias”.
Além de Chico Nô (voz e violão), o Regional Feitiço da Ilha é formado por Domingos Santos (violão sete cordas), Juca do Cavaco e Vandico (percussão).
SERVIÇO
O quê: Onde está a honestidade? Show com Chico Nô e Regional Feitiço da Ilha com participações especiais de Lena Machado e Josias Sobrinho.Onde: Restaurante Cantinho da Estrela (Rua do Giz, em frente à Praça Valdelino Cécio, Praia Grande).Quando: dia 30 de outubro (sexta-feira), a partir das 19h.Quanto: R$ 5,00 (couvert artístico individual).
Foto: Paulo Socha

Dica de Show


Os Santos da minha vida!

Bastava perder um dos sapatinhos da minha Barbie pra eu já acionar o céu e pedir para São Longuinho (por tudo que tinha de mais sagrado) para trazer de volta aquela peça preciosa da minha amiguinha e eu dar três pulinhos e três gritinhos em agradecimento: “Achei são Longuinho! Achei São Longuinho! Achei São Longuinho!”. Vai dizer que sua mãe não lhe ensinou que esse santo de nome engraçado achava nossas coisas perdidas? Pois é, desde cedo eu já cultuava essa figura.
Fui crescendo e outros santos foram tomando o lugar dele nas minhas invocações, mas não é que mês passado, sem querer entrei numa loja que vende imagens de santos e vi um São Longuinho? E não é que ele existe mesmo? Mal acreditei que era verdade e prometi para mim mesma que vou fazer uma espécie de altar para os santos que sempre estiveram dando, digamos, um auxílio ao longo dessa vida “trabalhosa” que tenho.
São Longuinho tem data comemorativa no Brasil dia 15 de março e estou à procura de pessoas que são devotas desse santo para uma entrevista, pois, de acordo com a vendedora da loja, “esse santo vende bem”!
Fui perdendo algumas coisas, mas achei um namorado bacana que deve ter tido a interferência de Santo Antônio. Só pode ser! Porque o período coincide quando ganhei uma imagem do santo casamenteiro da minha digníssima mãe (será que isso significa alguma coisa?).
Minha família sempre foi devota de Santo Antônio, muito mais pelas festanças associadas a ele que pela graça propriamente dita, mas depois desse episódio comecei a enxergá-lo com outros olhos. É outro que vai para o altarzinho!
Caso Santo Antônio cumpra com sua missão de me casar, será ao som de um cordão de São Gonçalo, cuja harmonia anima qualquer um e desde criança escuto a ladainha e as cantorias, mesmo sem saber se o santo existia mesmo. São Gonçalo é um santo engraçado. Sua imagem é de um senhorzinho segurando uma viola e sua missão era de tentar converter as prostitutas a não “caírem na vida” e por isso também leva a culpa de ser casamenteiro. Fui saber disso há pouco tempo, numa conversa de bar, mas associei na hora seu perfil alegre e animado aos “Cordões de São Gonçalo” que estou acostumada a brincar até de manhã. Por conta da sua coragem em pleno século XI e por suas festas animadas, terá um lugarzinho também nesse altar, que afinal, só terá santos cheios de estilo!
Outros santos que merecem estar nessa cúpula também têm a fama de serem festeiros ou pelo menos, são motivos de muitas festas por essa Ilha do Amor: São João, São Pedro e São Marçal. Onde já se viu uma ludovicense não agradecer a esses três santos por tanta festa e comemoração? Não, por puro agradecimento eles têm lugar cativo em meu altar e também em minhas preces.
Como grande devota que sou da minha avó, não poderia deixar de cultuar a avó de Jesus, que é Nossa Senhora Sant’Ana. Essa sim esteve presente em minha vida inteirinha. Comemorada dia 26 de julho, sei o hino e também sua oração. Sempre está em meu travesseiro junto com o pai-nosso e a ave-maria. A imagem dela, embora feita por diferentes escultores, sempre é de uma senhorinha com cara de “gente boa”, assim como a minha avó. Acho que essa vai ficar no centro do altar!
E para encerrar o texto sacro deste mês, quero também deixar um lugar reservado para Santa Clara, que muito representa na minha família. Sempre que as coisas estão ficando difíceis, grito logo: “Santa Clara clareai e traz a luz”, e as coisas vão tomando o rumo que tem que tomar, não é claro, antes de eu pedir uma mãozinha para Santo Expedito, que a propósito, tem urgência em resolver tudo. E problema, sabe como é, não é bom deixar pra resolver amanhã. Esse também tem um lugar garantido!
Coluna Ócio, viagens e gastronomia - Jornal Cazumbá - out/09

domingo, 25 de outubro de 2009

Bike no Rio_parte2

Aqui, eu!
Direção e voz do vídeo amador: namoradão!
video

Bike no Rio_parte1

Fomos dar uma volta de bicicleta pela orla do Rio.
Cada um alugou uma hora de bike e nos misturamos aos inúmeros ciclistas que estavam por lá.
Saímos de Copacabana e fomos até o Leblon.
O vídeo amador abaixo é o namoradão esportista. Direção e voz, eu, claro!!!!
video

Pedido de casamento

Tubaína, mortadela e pão

Vi essa banda se apresentando na feira. Gostei bastantão.
O nome é "Pneurai" embora eu não tenha a noção de como se escreve nem tampouco de onde saiu essa invenção, mas minha informante de merda também não sabia me dizer nada além de pronunciar esse nome.
Bom, vejam aí e curtam. Depois procuro mais informações.
O bom é ficar com o refrão da música o dia todinho na cabeça "tubaina, mortadela e pão tubaina mortadela e pão"

video

Rio de Janeiro

E a vida vai que é uma belezura... Eu e namoradão curtindo todas em horário de verão. Saimos da praia lá pelas seis e pouco e o sol ainda brilhava... ô delícia.
Estamos num apart lindão, mas essa, depois eu conto. Por enquanto, vamos aos registros.

Uma das grandes invenções do século 21. O carrinho de chopp!


Horário quadrado e decoração redonda


Dá pra ver a calçada, né?

Mate Gelado com limão, heim???

Ó o vendedor lá atrás. Só é bacana se for do tambor!

O namoradão também mandando um mate gelado. Lindão, hehe.

Visão geral da calçada e adivinhem quem tá logo ali???
Post com a colaboração preciosa do namoradão!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Outros momentos...

Amigos do Ceará. Brito (SEBRAE-Ce), Ugo Covin (Boa Vista Resort) e Flor de Liz Romeiro (Secretária de Turismo de Caucaia-Ce)


Sandra realizando um dos sonhos da vida: dançando tambor de crioula e comendo biscoito globo!!!

Show do Skank

Fomos ao Show do Skank ontem. Foi bem legal embora eu tenha lá minhas resistências com essa banda. Depois de Jack Tequila a banda nunca mais foi mesma, as entre mortos e feridos amanhecemos todos ferrados.
Eu e minha companheira de cachaça (Sandra - Sacada) passamos baque e só levantamos depois de duas neosas...
Vejam abaixo alguns momentos...
Samuel Rosa do Skank. É. Ele é feio mesmo!

A meta dos garçons: embriagar tudo e todos. Deu certo!!!!

Maurício (SEBRAE-Barreirinhas), Maria Luiza (Encantes do Nordeste), Virlene (Tropical Adventure), Isabel e Vilmar (Cia do Cerrado e Pousada Lajes - Carolina/Ma) e Sandra (Sacada)


Um quebra-queixo pra quem adivinhar quem são...

Sandra (Sacada Turismo) entre Marco Aurélio e meu queridíssimo França (ambos B.R.T Repasse)




Virlene (Tropical Adventure) e Maria Luiza (Encantes do Nordeste e Bambaê)



Maurício (SEBRAE) e Luis (Maracá Turismo)

Isabel e Vilmar (Cia do Cerrado e Pousada Lajes, Carolina)

Carlos (Pousada do Buriti)

Adriana (ABAV-MA), eu (do bloguito mais honesto desse país varonil) e Sandra (Sacada)

Carlos (Pousada Buriti), Maria Luiza (Encantes), Eliane (On Tour Turismo) e Virlene (Tropical Adventure)



A galera toda

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Convite Salão Maranhense de Turismo


Rápidas da Feira das Américas

Passando pra rápido pra contar algumas...

-Eu vi o Ricardo Freire!!!!! Já falei que quero ser igual a ele quando crescer, não?
- O estande da Bahia é tão metido que enjoa! Tem um telão tão grandão que aff...
- O de São Paulo enjoa mesmo. Tem um peão narrando rodeio o dia inteiro que atrapalha demais meus treinamentos. Vou contar...
- O de Pernambuco tá tão colorido.... uma gracinha!
- O nosso, bem, sou supeita pra falar!
- O do Ceará, nada demais...
- O do Piauí, uma animação só....
Feira é isso...
Você maroca, maroca e maroca....

Feira das Américas_Piauí

Em homenagem aos meus grandes amigos do Piauí, vejam que maravilha de vídeo.
A-M-E-I e fiquei parada mexendo os ombros horas a fio no estande do Piauí na feira... Que coisa mais bacana meu Deus!
Fala aí se não deu vontade de pegar no braço do artista e sair dançando pelo salão agorinha mesmo?
Ai Piauí querido...

video

Vista_quarto de hotel

Estou num hotel muto ruim. Ruim mesmo!
Localização péssima, camas capengas, café da manhã fraco e estrutura deficiente.
Quando tudo parecia perdido, abri a janela e me deparei com essa belezura de paisagem.
Puro deleite...



P.S. acabei de ganhar asas...

Feira das Américas_estande

Vejam o estande do Maranhão na Feira das Américas. Achei muito funcional e singelo. Dentro da réplica do casarão da foto tem uma sala de treinamentos que estamos utilizando para fazer treinamentos de" Como vender o Maranhão" para agentes de viagens de todo o Brasil.








quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Comida de evento

Gente do céu, não tava lembrando que em eventos como a Feira das Américas o povo aranca teu couro!
Primeiro que você nunca come no horário que é acostumado a comer, sempre come com umas quatro horas de retardo, quando come (!!!) e aí já está com tanta fome que não tem jeito. Come o que tem pela frente sem muito pestanejar.
Tomei três águas hoje. Deu R$ 10,50. Tomei uma coca (se não ninguem segura o rojão) e foi R$ 4,00. Aí sem querer nada, tomei um chá com um crepe num "almoço jantarado" como diz mamis. Quanto, quanto??? Chuta aí! R$ 19,00! O povo perde a noção meu Deus.
Saldo do dia só no evento: R$ 33,50
Não tem necessariamente que ser assim, tem???

Feira das Américas

Bom, meu povo, saí de Maceió ontem as 14h e cheguei no Rio às 21h. Nao, você não leu errado, é isso mesmo: 17 horas na ida e 8 na volta. Para chegar no hotel aqui no Rio, levei mais três horas e enfim estava junto de Morfeu, por volta da 1 da manhã.
Do amanhecer até agora, só trabalho!
Depois de alguns treinamentos, pude visitar meus amigos do Piauí e do Ceará. Quanta saudade dos cheiros e sabores do Piauí meu Deus!!!! Aproveitei para tomar uma cajuína e comer umas balas de "ovos". Ai ai ai... (suspiros).
A Feira das Américas está bombando. Os estandes estão lindos, muita gente e muitos brindes, como sempre.
O estande do Maranhão tá tão "fofucho" que nem sei... fui pegando o cabo para passar as fotos e mostrar pra todo mundo, descubro que esqueci no hotel(dãããã)! Então pra reparar a lerdeza, boto a noite pra todo...
Ah, detalhe: a vista do meu quarto no hotel é tuuuuuudddoooooo!!! Tuuuudddooooo!!!!
Também ponho aqui mais tarde.
Agora, vou tomar um relaxante muscular pra segurar o rojão!!!!

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Doença do Viajante

Por aqui, o assunto do momento é a "doença do viajante". Várias mesas, paineis e posters tratando desse assunto.
Acho muito oportuno esse tema. Englobam as doenças bacterianas, virais e dermatológicas. Quanse nunca temos essa preocupação antes de viajar, mas isso pode ser muito grave se você é vítima de uma doença dessa em meio à tão sonhada viagem... Cruz credo, não quero nem pensar nisso!!!
Tomara que o assunto tome proporções bem grandes para que possamos incluir em nossas discussões turísticas.
Gostei.
Vou procurar me informar mais sobre o tema.
Inté,

E o mundo gay se supera a cada dia mais...

Em meio ao Congresso de Infectologia, vejo uma rodinha de meninas. Estão em frente a um estande de laboratório chiqueretésimo cheio de cestas de frutas. Passo bem próximo e escuto...

Menina 1 - Nossa, esse laboratório tá tuuudo.
Menna 2 - Ihhhh... tem um monte de frutas... É só pegar e pronto???
Menino que se sente menina falando com uma voz melosa- "acho que é uma coisa assim, tipo suco"...

domingo, 18 de outubro de 2009

Pés inchados

Após dezoito horas de viagem, cheguei!
Do Rio para Recife foram duas horas e vinte e dormi bastante. Primeira classe de novo!
Chegar em Recife é uma festa, sempre! Somos recebidos por dançarinos de frevo e o clima é animador, pelo menos sinto isso nos mínimos detalhes.
Dei uma andada pelo aeroporto e vi peças de artesanato lindas, modernas, chiques. Fiquei apaixonada e claro, com vontade de comprar tudo!
Fui ao terminal rodoviário para embarcar para a capital alagoana e rodoviária é rodoviária... Sujas, sombrias, feias e deprimentes, mas cheguei depois de cinco horas numa cadeira dormindo e acordando, dormindo e acordando.
É claro que depois de tudo isso, resumo-me com o título desse post!
Ah, estou num hotel muito bacana. Amanhã conto mais! Agora o que me resta é dormir de pernas pra cima!!!
Boa semana meu povo!

Conexão Rio-Maceió

Pois é, não pude embarcar para Maceió.
O problema é que tenho que estar lá segunda de manhã sem falta e o que me restou foi embarcar para Recife e de lá ir de busão para as Alagoas (eita que pobre sofre!).
Então estou eu aqui no Rio de Janeiro esperando minha conexão para o "Ricife", porque já falamos neste bloguito que a malha aérea do nosso país não favorece os pequenos (lembre aqui) e chegar a trechos com pouca demanda é um problema.
Pois bem, tomei um chocolate quente e comi um pão de queijo e agora tô por aqui "marocando" o povo que não sabe se vai ou se fica na minha frente (vocês lembram desse refrão de alguma música baiana "das antiga"? Ai meu Deus de onde eu tir essas coisas???).
Ah, meu vôo veio vazio e tive as duas poltronas ao meu lado vazias... me senti de primeira classe toda esparramada. Torta, mas esparramada!!!
Estou até bem embora com os olhos ardendo.

Bom domingão meu povo!!!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Cotidiano

Quando você tem um Blog e atualiza de vez em quando, tudo bem.
Quando você tem um Blog e ama esse troço e atualiza diariamente, você entra num percentual de pessoas que não são normais e passa a ter compromisso com o "virtual" e com um monte de pessoas que você não conhece e o melhor, a-d-o-ra!
Aí você sabe que não é normal, mas vive tranquilamente atualizando o bloguito à noite, quando chega em casa.
Mas aí chega um momento que você se dá conta de que além de anormal, você também não tem mais tempo pra pipoca nenhuma (nem pra dormir), deixa o bloguito desatualizado e fica assim, tristonha da vida porque não tá conseguindo... snif snif!
Tô triste sim. Porque tô muito sem tempo e muito cansada, mas amahã, antes de viajar, passo aqui para deixar algumas "poucas & boas".
No feriadão não deu pra parar o "siricutico" e postar. Foram muitos compromissos e muita diversão. Até aí tudo muito bom, tudo muito bem... Chegou terça e entrei numa semana louca de preparação de viagem e captação de eventos, dei aula ás noites e hoje tenho que fazer uma super mala, tarefa difícil diante da minha mania de levar todos os potinhos, creminhos, livrinhos e mais um monte de coisinhas desnecessárias!!!
Embarco amanhã para Maceió (quer dizer, não tem vaga em nenum vôo meu Deus e estou em lista) e de lá vou ao Rio para a Feira das Américas, só retonando a este torrão no próximo dia 26.
Não, não e não! Pode parar de pensar "que chiiiiique", porque é só o que ouço quando falo que vou viajar. Vou viajar a trabalho e viajar a trabalho é, digamos, viajar a trabalho, ok?
Os posts a partir de domingo serão desses lugares aí.
Bom dia a todos e até breve! Obrigada gente, pelas visitas.
Ah, mas no próximo final de semana .... ahááá.... eu não vou trabalhar, tá???? Agora pode pensar, "que chiiiiique"!!!! hehe

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

De volta

Meu povo!!!!!

Correria e lá estou eu de volta à labuta.
Sei que nosso bloguito tá pobrinho de news, mas juro que hoje a noite ponho os papos e os babados em dia.
Aguardem!!!!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Apesar da crise, Brasil tem recorde de viagens em 2009

Os prazos longos de financiamento e a guerra tarifária entre as companhias aéreas estão fazendo com o que o setor de turismo já comemore o ano de 2009. Mesmo com a crise e a queda do dólar, as viagens domésticas devem crescer 10% este ano, enquanto as internacionais cairão 5%, segundo previsão da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav).
Dados do Ministério do Turismo mostram que o número de brasileiros transportados este ano é recorde. De janeiro a agosto, foram 35 milhões viajando dentro do País, 20% mais que o mesmo período de 2008 e o melhor resultado dos últimos 40 anos.
A CVC, maior operadora de viagens do Brasil, prevê alcançar a marca de 2 milhões de turistas transportados em 2009 - 300 mil a mais que no ano passado. A movimentação deve fazer a companhia ter o melhor faturamento de sua história, 16% acima do registrado em 2008. Para o presidente da CVC, Valter Patriani, o segundo semestre aquecido compensou o primeiro, quando a insegurança trazida pela crise global atrapalhou o setor.
"O dólar baixo barateou as viagens internacionais e atiçou o mercado doméstico. Ninguém quer perder mercado." Ou seja, para competir com os destinos internacionais, hotéis e agências de viagens tiveram de reduzir suas tarifas.
Ao mesmo tempo, a disputa entre as empresas aéreas esquentou, com novatas como Azul e WebJet tentando conquistar mercado. O resultado foram promoções e descontos em todas as companhias. Na Ocean Air, por exemplo, é possível comprar passagens para cidades do Nordeste e o Rio de Janeiro em 12 parcelas de R$ 5 a R$ 10. A Gol também apostou no financiamento - está oferecendo pagamento em 10 vezes, sem juros - e a Azul tem pacotes especiais, como o que permite viajar, pagando R$ 499, para o máximo de cidades possíveis no prazo de 30 dias.
Para o diretor de Assuntos Internacionais da Abav, Leonel Rossi Júnior, a guerra das tarifas foi um dos motivos que animou os turistas a viajar pelo Brasil. Ele estima que os preços das passagens aéreas nacionais tenham caído 20% este ano, em relação a 2008. Além disso, a gripe suína, que acabou desestimulando passeios para destinos populares entre brasileiros, como Argentina e Chile, e a grande quantidade de feriados no ano também ajudaram o setor. "Quando as viagens internacionais começaram a se recuperar da subida do dólar, no início do ano, veio a gripe", explica. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: estadao.com.br

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Rápidas II

* Não aguento mais ouvir Lula falar: "nunca houve ha história desse país...";
* Fiz promessa, negociata e vendi a alma tentando receber meu imposto de renda. Não adiantou! "Minha declaração continua na base de dados da Receita Federal";
* Tô com saudade da minha amiga Mamá;
* Tô inaugurando a minha mesinha de café para a cama. Muito bacana!!!

Rápidas

*Obama ganhou o Nobel da paz. Agora falta eu ganhar o de paciência! Por um milhão eu viraria santa...
*Terei um final de semana de paz e de celular só para amigos e família. O namoradão tá chegando...
*Queria ser fotógrafa, porque é uma coisa fantástica. Tira a foto e te vende por um tempo determinado. Venceu o prazo, cobra mais e vai te deixando refém dele. Que porra isso!
* Enfim tive tempo para consertar o cano da pia do banheiro;
*Almocei hoje;
* Tive reunião ontem no Fran's café até a meia-noite;
*Tive muita dor de cabeça essa semana;
* Não assisti tv essa semana;
* Vou à praia.

Laurinha



Essa coisinha linda da foto é Laura, filha dos amigos queridos Mariano e Vanessa!
É claro que ainda não tinha visto essa lindeza, não fui ao chá de bebê e nem dei presente! Coisas de Beatrice...
Mas hoje sem querer, flagrei essa bebezinha linda no restaurante de Dadá em meio às loucuras de gente grande. É uma loucura de linda.
Nos apresentamos e acho que ainda vamos ser boas amiguinhas.
Coisa mais lindona!!!!
Mariano e Vanessa foram meus alunos há algum tempo e se transformaram em amigos queridos (coisa comum nessa minha vida, amém!). Adoro ambos e já bebemos umas boas cervejinhas juntos!
Parabéns queridos, vocês acertaram na fôrma!!!

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Com que roupa eu vou?

Levantei da cama e abri a agenda. Dia tranquilo, pensei.
Nenhuma visita ilustre no escritório tampouco uma reunião externa.
Após o banho pus uma calça velhinha e uma blusa mais velha ainda e o pior, nenhum pouco elegante. Amanheci naqueles dias em que a gente não tem vontade de botar a melhor roupa e nem vontade de fazer a maquiagem da revista.
Pois bem, ontem seria um dia tranquilo, de acordo com minhas convicções... erradas, diga-se de passagem.
Aos exatos quinze minutos passados das dez da matina, recebo a informação de que a audiência com o Reitor da Universidade Federal havia se confirmado e que seria dali há cinco horas.
Como assim, eles ligam em cima da hora? Perguntei.
Liguei para o meu Diretor e fiz uma singela perguta:
- Posso não ir a essa reunião?
- Por quê?
- Porque estou com uma roupa que tu não vais acreditar!!!
- Hummmm. Tens duas opções: ou vais com essa roupa ou vais trocar!
- Ok, obrigada por me dar opções!
- Até lá.
- Até.
E usei o horário de almoço para comprar uma blusa que combinasse com meu astral, minha calça e com os participantes da reunião.
Cheguei na reunião e ainda bem que troquei de roupa. Tanta gente conhecida... tantos ilustres de terno confirmando a importância da reunião que valeu não ter almoçado.
Dia tranquilo né? Pois é.
Sobrevivi a mais esse dia!

domingo, 4 de outubro de 2009

Fórum Acadêmico


Da esquerda para a direita, Profª Leuda (SENAC), Profª Josilene Campos (Fac. São Luís), Eu (SLC&VB), Prof. Ms. e gato Anderson Miranda (UFMA) e a Pop Star Profª Ms. Graça Cardoso (UFMa).

Sexta-feira tivemos uma reunião com o crème de la crème da academia turística de São Luís.
A foto é só pra homenagear meus queridos amigos e excelentes profissionais. Teremos reunião em breve para montarmos o piloto do nosso Fórum Acadêmico. Obrigada pela presença em nosso humilde, mas honesto escritório!!!

No detalhe, Nan falando e falando...

Equipe aniversariou!!!

Os aniversariantes. Olha a cara de "safado" de Luis Fernando, hehe

Geral da mesa. Viram os acepipes???


Aqui, Luzianne (ex colaboradora), Delízia, Luis Fernando, eu e Márcia

Semana retrasada foi Delízia, uma das nossas estagiárias.

Sexta foi Márcia, minha colaboradora mais financeira!

Nessa semana é Luis, meu colaborador mais "faz tudo"!

Com tanto aniversário, como não fazer uma festinha??? Claro que fizemos!

Foi na Dadá e tivemos direito a ex-colaboradores, família de aniversariante, bolo de chocolate e salgadinhos quentinhos!!!!

Foi uma delícia reunir todo mundo e descontrair sem estar no escritório.

Parabéns equipe. Muito sucesso e vamos que vamos!

Mega Promo Paty

Paty soprando as velinhas. Até queimou o dedo!

Eu, Paty e Marcelle (ALUMAR)

Vera (Planet Tour), Paty (Ouzadia Fashion (hehe) e Tam Viagens) e Ariadne (Tam Linhas Aéreas)



Como pude esquecer de por aqui as fotos da amiga mais mega promo que existe???

Quinta dia 01/10 foi aniversário de Paty Arantes. Bunchen para os íntimos! Fomos pro Feijão de corda bater um papo e foi bem divertido! Como ela tava linda gente! Pecisavam ver... Aproveitamos e botamos os papos turísticos em dia e a conversa rolou solta!!!

O foda é todo mundo arrumadinho, banhadinho e eu com cara de escritório, mas valeu a pena.

Parabéns Paty!!!! Que sejas muito feliz, muito mais alegre, divertida e cada vez mais ouzadia fashion!!!! Hahahah

Valsa de uma cidade, por Ricardo Freire

Que eu sou fã do Ricardo Freire, todo mundo sabe.
Que eu quero ser igual a ele quando crescer, isso também todo mundo tá careca de saber, mas que eu viajo na viagem todo domingo, isso vc fica sabendo agora!
O texto abaixo é do Ricardo Freire e como é uma homenagem ao Rio de Janeiro, resolvi publicá-lo aproveitando o clima "olimpíadas-feira das américas" no ar...
Leia e veja como nem precisa de fotos para ilustrar. Tá tudo registrado em nossas mentes...
-------------------------------------------------------------
Se algum dia me perguntarem por que eu viajo, eu vou responder: para ver se encontro algum lugar mais encantador que o Rio de Janeiro.
Até hoje, não encontrei. Outras cidades podem ser muito superiores em um ou outro aspecto, mas levam nota baixa em tantos quesitos — tipo ala das baianas, empolgação e alegorias de cabeça — que na média acaba dando o Rio, longe.

Se você fizer questão de padrões internacionais de julgamento, tudo bem, lá vai: o Rio é Oscar de cenário, direção de arte, casting, (falta de) figurino, roteiro e trilha sonora original. Em que outro canto do planeta você encontra praia, vida cultural de primeira, gastronomia, compras e um povo exótico (nós mesmos!), tudo num lugar só, e em qualquer época do ano?
Para começar — eu adoro dizer isso, porque consigo injuriar paulistas e cariocas numa mesma frase — o Rio é a melhor coisa de São Paulo.
A própria ponte aérea já é uma grande idéia — uma invenção made in Brazil, imagine só, fruto da aliança entre o capital e a vontade de fugir do trabalho. O embarque é lindo: sempre tem três ou quatro engravatados correndo e atropelando os outros na pista para poder sentar numa janelinha do lado direito. (A dica do lado direito garante as melhores vistas tanto na ida, quanto na volta. Vale a pena: eu sempre sou um dos três ou quatro que correm e atropelam, e não fico nem vermelho de admitir). O vôo inteiro é lindo. Com tempo bom, são pelo menos 30 minutos ininterruptos de litoral sendo traçado ao vivo embaixo do seu nariz: a Ilhabela, a baía de Ilha Grande, a restinga da Marambaia. A aterrissagem é mais linda ainda. O avião mergulha perigosamente em direção a um centrinho manhattóide — mas quando você desce a escada, o bafo, o cheiro da maresia e a visão do Pão de Açúcar no canto esquerdo da tela dissipam quaisquer dúvidas e dão as boas-vindas à Guanabara. Que Hong Kong que nada: não existe pouso como no Santos Dumont.
Depois de ser intensamente disputado por três ou quatro mulheres que aliciam você ao mesmo tempo, usando a mesma frase provocante (“Táxi, senhor? Táxi?”), você entra num cootramo ou coopertáxi e desliza pelo gramado pré-brasiliense do Aterro, o dinheiro velho da praia do Flamengo te olhando de um lado, o Pão de Açúcar ficando cada vez mais próximo do outro, e o conjunto da obra dando a certeza de que o Brasil um dia já teve um projeto estético mais bacana.
Mais um pouco, você atravessa o túnel e chega a Copacabana, o RG extraviado do país, espelho quebrado da nossa alma, um bairro chamado 200 (desisto. Nada vai ser melhor que “purgatório da beleza e do caos”, © Fausto Fawcett, ou “Notre Dame d’Avenue”, © Eduardo Dusek).

Se o Brasil fosse fazer um tratamento ortomolecular e tivesse que arrancar um fio de cabelo como amostra, este fio de cabelo (originalmente pichaim, depois alisado) seria Copacabana. Estamos todos lá: milionários falidos e favelados emergentes, latifundiários e sem-teto, aposentados e boys, classe média alta, classe média baixa, classe média gorda, classe média magra, gente de todos os fatores de proteção solar e de uma profusão incatalogável de sexos dividindo um quarto-e-sala de 6 postos. Copacabana não vive: se expõe. Poder andar descalço e de roupa de banho (meninas, não esqueçam a canga) pela avenida Nossa Senhora de Copacabana, na hora do rush, revela mais sobre a nossa cultura do que 5 anos de sociologia na PUC.
Adoro, mas muito obrigado. Prefiro assistir a Copacabana de uma distância segura — em Ipanema ou no Leblon. É mais bonito, você pode ir à churrascaria Plataforma invocando a memória de Tom Jobim quando na verdade é pelo ar condicionado depois da praia, e sempre dá para responder “Pela Lagoa”, não importa qual seja a pergunta do taxista. Mais para lá do que isso só se deve ir (e voltar correndo) à praia do Lokau, ao Quinta, à Tia Palmira ou muito excepcionalmente a um show no Metropolitan. Ou seja: pule a Barra. Por enquanto, a Barra não diz respeito a forasteiros como você e eu. Viver na Barra parece ser uma espécie de programa espacial colocado à disposição do contribuinte carioca. A Barra da Tijuca é a Lua de Copacabana.
(A propósito: não acredite que para ir à praia você precisa ir à Barra. É verdade que as praias da Barra são incomparavelmente mais limpas e menos cheias que as da Zona Sul, mas se você quer praias incomparavelmente mais limpas e menos cheias as da Zona Sul, não vá ao Rio. O aspecto natural mais interessante das praias do Rio é a fauna. Não compensa enfrentar as agruras do trânsito apenas por um pouco de contato com o reino mineral.)

O que faz do Rio um lugar fora de série para passar férias é que lá o turista nunca é intruso. O turista apenas está compartilhando das férias da população local. Não é preconceito, não: é que tudo o que é feito ao ar livre no Rio de Janeiro tem aparência, gosto, textura e consistência de férias. Eles provavelmente nem se dão conta, mas fazer jogging na beira da praia às 6 da manhã é como sair um pouquinho de férias todos os dias. Tomar um chopp na saída do trabalho (nem que seja depois de um serão nipônico) é férias. Num domingo ensolarado, a sua cidade pára — mas o Rio de Janeiro entra em férias. É um prazer incomparável poder passar as férias num lugar tão bem equipado para as férias dos seus próprios habitantes.

Mas claro que você não vai perceber nada disso, se passar dia e noite surtado pela síndrome da paranóia adquirida.

Eu sei, é mais forte do que você. Foram anos e anos de briga em rede nacional, às 8 da noite, entre seu Brizola e dona TV Globo, e fica difícil você captar o encanto quando o seu radar só está programado para detectar arrastão. Mas veja bem: se o Rio fosse tão perigoso assim, como pode tanta gente estar na rua o tempo todo, tomando seu chopinho de pé na esquina, andando no calçadão de relógio, indo a Ipanema no domingo? (Domingo é o dia Mundial do Arrastão.) Como se explicam os grupos de velhinhas que vão ao teatro? (Você já viu velhinhas saírem em grupo em São Paulo?) Muito mais perigosas são as cidades que fazem a gente ficar plantado no sofá com 3 controles remotos na mão por total falta do que fazer na rua.
(E agora tem a questão das balas perdidas. Se eu morasse com vista para um foco de brigas de traficantes, eu também dormiria embaixo da cama todas as noites. Agora: daí a achar que eu vou sair da avenida Angélica, tomar a ponte aérea, me hospedar no Marina Palace, pegar um táxi numa hora determinada e para um trajeto tal, de modo que a incidência de sinais verdes e vermelhos, associada à disposição do taxista em ultrapassar ou não os amarelos, faça com que a gente intercepte uma infeliz de uma bala perdida, é, realmente, muita pretensão. Se eu me considerasse estatisticamente tão importante assim, jogaria na loteria três vezes por semana.)
Você já pensou em riscar Roma do seu caderninho só porque lá eles têm trombadinhas de Vespa, que engancham o guidão na bolsa dos turistas e saem na boa? Miami por acaso chegou a sair das suas cogitações depois que a polícia mandou trocar as placas dos carros alugados devido às gangues que perseguiam (assaltavam e às vezes assassinavam) turistas? Duvido que você tenha esperado o prefeito Giuliani baixar a taxa de criminalidade para só então viajar a Nova York.
O maior crime atualmente em cartaz no Rio de Janeiro é tanta gente esquecer que a cidade mais interessante da galáxia está a menos horas de vôo de casa do que as horas de fila no consulado americano.

Mas ir ao Rio não tem nada a ver com civismo — e tudo a ver com prazer. Vá. Vá. Vá. Aproveite a escassez de gringos (eles não sabem o que estão perdendo) e faça todos os programas de turista que você sempre achou bregas. Suba ao Pão de Açúcar e ao Corcovado, assista a um jogo do Flamengo, desfile numa escola de samba — e constate enfim que virar clichê não é para qualquer um. Descubra na Revista de Domingo qual é a musa do verão, do alto verão, do inverno, do feriadão ou dos próximos 15 minutos. Aproveite e embarque numa dessas modinhas que pegam no Rio como febre e que duram menos do que gripe. Tome um chá na Confeitaria Colombo (só em dias de semana), assista a um show no Rival (é mais engraçado que no Canecão, que por sua vez é muito mais legal que o Palace), faça recenseamento de globais no Antiquarius, ande de tênis e meia na pista fechada da Vieira Souto no domingo, coma um sanduíche de pernil com abacaxi no Cervantes, inicie um movimento para incluir o caldinho de feijão do Bracarense na lista da Unesco de patrimônios da humanidade, e, na dúvida, responda sempre “Pela Lagoa” a qualquer pergunta de taxista.

Na volta, fique feliz por não morar lá — assim você pode sentir muito mais vezes a emoção jobiniana de aterrissar na Guanabara.
EU:
Ai, ai ai... (suspiros)

Feira das Américas

Está confirmado! Vou para a feira das américas a trabalho.
A Feira das Américas é o maior evento que temos na América do Sul e é sempre uma boa experiência para quem trabalha na área.
Ficarei de 17 a 26 fora da Ilha, mas trarei boas novas, tenho certeza.
Vejam mais informações sobre esse grandioso evento aqui

sábado, 3 de outubro de 2009

E vejo flores em você

O alecrim
Crisântemo

Acordei por volta das 8h30 e tirei o dia para assuntos de família, que praticamente se resumem a supermercado, um pastelzinho na feira e conversas em dia.

Meu espírito estava sem pressa e me deu uma vontade de comprar uma planta, ou melhor, de ter uma planta aqui no apzito que anda solitário, branco e sem brilho.

Passei na banquinha, comprei um vasinho de crisântemo branco para combinar com meu astral de paz e de quebra comprei um pé de alecrim pra perfumar a casa.
Pensa que é só comprar a plantinha e pronto? Nã nã ni nã não! Tive que passar noutra loja pra comprar dois jarros maiores, terra preta e estrume, além dos pratinhos que ficam embaixo do jarro e a super ultra mega mamis entrou em ação me ensinando a transplantar meus mais novos amiguinhos de um jarro pro outro.
Ufa! Adorei!
"comprei um pé de alecrim
um pé de alecrim para perfumar
a nossa linda casinha
tão simplezinha que dá gosto olhar"
Ary Barroso

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Parceria de Sucesso.

Esse saquinho retrô, embora seja horroroso, a-d-o-r-o!
Tem doce e salgado. Estes são salgados.

Abaixo, adivinhem? A Minhoca se apoderando dos biscoitos...
O Rio de Janeiro é um Estado tão emblemático que a gente até se confunde com tantas marcas registradas.
Dentre as muitas, o Biscoito Globo é uma coisinha que acho fantástica!!! Acho até mais interessante que o chá mate vendido no tambor, acreditam?
É impossível estar na praia e não ver um vendedor gritando biscoito grôbo, biscoito grôbo... e não comprar um pacotinho.
Dá vontade de trazer pra dar de lembrança pro povo!
O namoradão estava trabalhando no Rio esta semana, não resistiu e comprou uns pacotinhos (porque ele também trabalha a serviço deste bloguito)!!! Tirou umas fotos e prometeu que traz junto com ele na semana que vem o meu quinhão.
Em pesquisas sobre o biscoito vi que eles nunca fizeram propaganda, não tem um garoto propaganda famoso nem tampouco mudaram a embalagem ao longo dos cinquenta e poucos anos. A embalagem continua sendo horrorosa, a venda continua sendo na sede por meio de vendedores ambulantes (eles se amontoam na porta para comprar um saco com 50 unidades) e o preço também colabora para o sucesso nas vendas.
Um sucesso sem fim.
O Biscoito Globo vende o Rio de Janeiro e o Rio de Janeiro vende o biscoito e fica todo mundo bem, obrigada!
Isso é que eu chamo de parceira de sucesso!!


quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Precisa-se de estagiário

Preciso de estagiário para agência de viagens com ou sem experiência!!!

Passar contatos e curriculos para beatrice.borges@hotmail.com.

URGENTE!

Prioridade para Turismólogos ou aspirantes...