Pular para o conteúdo principal

Enquanto isso, no consultório...

Estive na antessala de um consultório hoje cedo.
Ao acordar, fiquei uns 3 minutos escolhendo qual revista levar para poder ler e relaxar enquanto esperava a minha vez.
Pra quê? Pra nada, pois não deixaram!
As pessoas tiram aquele espaço para botar pra fora tudo que não conversaram no final de semana inteiro.
A velhinha de óculos escuros me perguntou simplesmente umas 8 vezes se o avião desaparecido era da TAM. Respondi as 7 primeiras vezes que não, que era Air France. Na última resolvi mudar de estratégia e disse: "é de uma empresa estrangeira, não é do Brasil. Acho que a senhora não conhece não!"
Acho que a bichinha não tava era entendendo, porque não me perguntou mais nenhuma vez. Bingo!
A dona de um pet shop atendeu o telefone umas 20 vezes e reclamava que tava no celular, pro povo falar rápido. Gritava muito e pareceu que tinha um carinho especial por um vira lata chamado filé.
As grávidas falavam entre si sobre as neuras do parto, dos enjôos e dos exames. Uma virou e me perguntou:
- Já tens quantos?
Eu: - nenhum!
Ela meio decepcionada: - Ah, tá!
E virou pro outro lado me despachando como se não servisse mais pra nada nessa vida!
Quando já tinha me recolhido à minha insignificância por não poder conversar com as grávidas, eis que vi a bebê careca mais lindona do mundo dos últimos tempos. Entrou caladinha, toda enfeitada e de sandália prateada (um luxo!).
A mãe prevendo que todos iam se derreter com aquela coisinha cheirosa, foi logo falando com todo mundo e eu rapiamente peguei ela no colo. Muito linda. Olhando pra mãe, desconfiei que quando crescer vai ser uma peruinha enfeitada...
Nessa altura, vi de novo mais uma reportagem sobre o vôo da Air France (fiquei bem triste), respirei, lamentei comigo mesma e abri minha revista que carinhosamente escolhi para relaxar.
Escuto ao fundo uma afirmação, seguida de várias perguntas:
- Esse celular tem GPS?
- Pega dois chip's?
- Acessa internet?
- Você me desculpa, mas gostei muito de você. Como faço para ser teu amigo?
Sem palavras incialmente, respirei fundo e vomitei:
- Amigo a gente escolhe, não?
- É que tô te vendo e queria uma namorada como você!
Virei para a acompanhante dele pra ter certeza se ele não era doente mental, abilolado, retardado ou similar, mas a tal acompanhante continuava estática e vi que devia ser normal, só que chato e burro!
- Olha amigo, obrigada, mas preciso ler essa revista, que vou fazer um trabalho mais tarde sobre isso. Tudo bem?
- Se você quiser ir num churrasco no meu condomínio, a piscina é só pra você.
- Não, obrigada.
- Me dá seu telefone?
- Não!
- Um jantar, pra gente se conhecer?
- (Eu: silêncio)
- Assim que eu gosto de mulher!
(Mudei de cadeira)
Esses homens endoidaram? Não sabem mais como chegam numa mulher, é isso?
Tsc tsc.
Não é uma ótima maneira de iniciar a semana?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Óleo composto de soja e oliva. Não caia nessa!

Esses óleos compostos que tanto enganam os comensais espalhados por ai foram feitos para cozer, não para derramar em cima do prato pronto! Foram criados como uma alternativa para quem está com o orçamento apertado ou não tem costume de cozinhar com azeite de oliva.  Para um prato refogado, por exemplo, fica muito saboroso. O problema é que pelo fato de ser mais barato, os donos de alguns restaurantes de segunda, terceira, quarta e quinta categoria substituem o tradicional azeite por esse composto e a turma desavisada, derrama com gosto em cima do prato. Uma maldade! Vejo o povo jogando em cima da salada, sendo que em todos os compostos, 95%  é de óleo de soja e apenas 5% é de azeite (não extra-virgem!). Esperteza do restaurante que ganha por um produto de qualidade inferior e lerdeza do consumidor que não lê o que está consumindo. O consumo de azeite no país tem crescido assustadoramente, à proporção que  a gastronomia ganhou status de ciência e o poder aquisitivo da população melhorou.  De…

Patinhas de caranguejo ao molho vinagrete

O vinagrete do jeito que eu gosto...

Ingredientes
1Kg de patinha de caranguejo (de preferência do Maranhão, hehe) 2 tomates maduros 1 cebola 1 pimentão verde (que pode ser o da sua preferência) 1 maço de cheiro verde (se você preferir) ou apenas cebolinha 2 limões Sal Azeite para temperar
Modo de preparar
Afervente as patinhas em água com umas pitadinhas de sal. Veja bem, aferventar não é ferver. Basta abrir fervura e elas começarem a ficar cor de rosa, é pra tirar do fogo. Reserve e deixe esfriar. Se ficarem muito tempo no fogo elas ficam duras e na verdade elas devem ficar macias. Após lavar os legumes, corte em pedaços uniformes e bem pequenos, assim como o tomate (que é uma fruta). Para mim, quanto menor, melhor. Misture todos os legumes cortadinhos num bowl, tempere com o suco do limão, sal e bastante azeite. Acrescente um pouco de água filtrada para dar um pouco mais de molho ao vinagrete. Arrume as patinhas num refratário deixando-as com o "cabinho" pra cima. Dessa forma fica mais f…

Extrato de tomate congelado. Pode sim!

Taí que eu não sabia que podia congelar extrato de tomate, acreditam? Perdi a conta das vezes em que deixei de fazer alguma coisinha porque teria que abrir a lata de extrato de tomate, usar uma colher de sopa e guardar [e estragar] o resto. Para minimizar os prejuízos, não só financeiros, mas de consciência também, passei a comprar aquela latinha "elefante" bem pititica. Mas ainda assim estragava metade... Agora, descobri com nossa consultora Andréa, que podemos usar o que vamos precisar e congelar o resto. Será que só eu não sabia disso? Ai que horror! Acho que dá pra fazer assim: abrir a latinha e já separar umas porções para congelar, como está mostrado na foto acima. Mas Andréa lembra: não é bom deixar muito enrugadinha porque quando você for usar, pode ser que o plástico fique difícil de tirar. Melhor deixar assim mais lisinho.
Agora vai lá fazer um macarrão e contra aqui pra gente como ficou, tá?
Inté,