quinta-feira, 5 de março de 2009

Beleza não é nada

Ruas de paralelepípedos emolduradas por calçadas pessimamente cuidadas, carros estacionados em lugares impróprios, camelôs e muitas escadas e ladeiras. Assim é o Centro Histórico de São Luís. Local onde trabalho atualmente.
Associado a isso, nunca fui muito com a cara de sandálias rasteirinhas. Sinto-me deselegante e desarrumada.
Meus fantásticos 1,59 (1,60, vai..) se acentuam e sinceramente não gosto de trabalhar assim. Acontece que a cada dia que passa, o nível de complexidade dos meus trabalhos também se acentua, assim como minha mobilidade precária!
Como não ligo muito para os que as pessoas acham sobre eu não ter carro, resolvi seguir o conselho do namorado e vou trabalhar de havaiana e troco por um sapato na minha sala. Aparentemente resolvido né?
Nada!
Não há um só dia em que não encontro um conhecido antes de chegar no prédio. No próprio Centro Histórico. Aff, "disconjuro"!
- Meu Deus, uma Superintendente de blazer e havaianas? - Disse uma ex-aluna hoje!
- Tu estas muito engraçada com esses pés não combinando com nada! - Semana passada me abordou um jornalista "socialite"...

Hoje, sem muita paciência pra gente pequena, resolvi ir com um sapatinho de salto.
Choveu o mundo; Tive que correr o Centro inteiro atrás de um carregador pro celular;
Fui ao banco; Fui autenticar uns documentos e reconhecer firma de outros; Me ferrei!

Em meio às andanças, o que pensei?
Por que em cidades com ruas cheias de ladeiras não são instituídos uniformes cujo sapatinho é um Crocs??
Tudo bem, não preciso usar uniforme, mas um crocs funcionaria como ferramenta de trabalho, não??
É feinho, né????
Nem ligo mais!!!!


obs: é claro que a Croc's não me pagou nada por isso.
Infelizmente!

Nenhum comentário: