Pular para o conteúdo principal

Absurdo!


Embratur quer recolher guia que chama cariocas de 'máquinas de sexo'

"Rio for Parties" divide mulheres em quatro tipos - dentre eles, "popuzudas".Responsável diz que ainda não tomou conhecimento da ação.
Do G1, no Rio
A Advogacia-Geral da União (AGU) encaminhou à Justiça Federal, a pedido da Embratur, ação para retirar de circulação o guia “Rio for Parties” (Rio para festeiros), sob o argumento de que ele estimula o turismo sexual e "expõe o povo brasileiro a situação vexatória". A AGU pede o recolhimento imediato da publicação. Em caso de descumprimento, os responsáveis deverão pagar multa diária de R$10 mil.Ao apresentar o estilo das cariocas, o guia as divide em quatro tipos. Um grupo seria o das “popozudas”, que, de acordo com o texto, são “máquinas de sexo" com "grande bunda”, e sugere: “Bom investimento, já que o motel é sempre uma possibilidade com estas gatas... se você também é sarado”. A informação saiu nesta sexta-feira (9) na "Folha de S. Paulo". O G1 entrou em contato a Editora Solcat, citada na ação da AGU, que indicou o responsável pela “Rio for parties”. Este, identificado como Cristiano Nogueira, disse não ter nada a comentar:“Não estou sabendo deste processo”, se limitou a dizer Nogueira.

Com base no artigo 12 da Lei da Imprensa, que estabelece que “aqueles que, através dos meios de informação e divulgação, praticarem abusos no exercício da liberdade de manifestação do pensamento e informação ficarão sujeito às penas desta lei”, o procurador federal Marco Di Iulio sustenta que o guia, além de estimular a prática de exploração sexual, usa na capa, sem autorização, o selo Brasil Sensational, do Ministério do Turismo, criado para divulgar a imagem do turismo no país. O informe da AGU destaca que, para o procurador Di Iulio, “a publicação viola a dignidade humana e expõe o povo brasileiro à situação vexatória”.

Os estilos das cariocas, segundo o guia
O texto recomenda que o turista não “tente pegar sua brasileira na praia", principalmente no fim de semana, bem como ele não deve tentar a abordagem na rua. Recomenda: “Tente derretê-la com uma aproximação suave”. E ainda: “Tente começar a beijar o mais rápido possível”. Outra recomendação: o turista não deve insistir para ir à casa dela, e sim sugerir um passeio por onde estão os melhores motéis. “Rio for parties” descreve os quatro tipos de cariocas: a “Britneys Spears” é “linda” e “filhinha de papai”, “normalmente são metidas. Esqueça elas”, recomenda o guia. Para a publicação, as “hippie/raver” são “mais divertidas, fáceis de se chegar, boas de papo, difícil de beijar, fácil de beber e se divertir com elas”; De acordo com o texto, “As com mais de 30 anos” gostam “de se divertir, dançar, beber e beijar. Trate ela com uma dama e elas o tratarão como um rei, talvez não esta noite, mas amanhã com certeza”. As “popozudas” são “máquinas de sexo. Elas malham, vestem calças apertadas que entra no bumbum, pintam o cabelo de louro e fazem de tudo para ficarem lindas. Bom investimento, já que o motel é sempre uma possibilidade com estas gatas...se você também é sarado
Dá pra acreditar nisso???

Comentários

Flávia Nadler disse…
Milhares de coisas boas e interessantes para se escrever sobre este mundo de Deus e vem alguém e perde o precioso tempo denegrindo a imagem do país alheio. É triste!
Anônimo disse…
TURISMO SEXUAL É REALIDADE!
TRISTE MAS O BRASIL É ASSIM!
O NORDESTE É ASSIM!
AFETA PRINCIPALMENTE AS CLASSES MENOS FAVORECIDAS.
DENIGRE A IMAÁGEM DO PAÍS E PIOR DO QUE ISSO, IMPULSINA QUASE QUE INEVITAVELMENTE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À PERVERSIDADE .
O BLOQUEIO DOS SONHOS DE CRIANÇA É CONSEQUENCIA.
NÃO SABEMOS NEM DA METADE DA METADE DO QUE SE PASSA NAS RUAS.
E ISSO É PROBLEMA DE QUEM?
BOM,ISSO É PROBLEMA MUNDIAL.
SÓ EXISTE UM SER QUE PODE RESOLVER ISSO.
EU SOU CONTRA À ESSA APELAÇÃO DA MÍDIA.

(WYNAIARA LIMA)
Márcia disse…
Ai mas que exagero, na boa...O guia não tem nada demais, é voltado pra gente jovem, festeira...é descontraído.
Ja li, achei super legal e não tem nenhum tom de turismo sexual na "descrição" das mulheres...
Na minha opinião é má interpretação, tradução mal feita e tentativa de tapar o sol com a peneira, de culpar um guia turístico pelo Turismo Sexual que é um problema real, sério e vai muito além disso.

Postagens mais visitadas deste blog

Patinhas de caranguejo ao molho vinagrete

O vinagrete do jeito que eu gosto...

Ingredientes
1Kg de patinha de caranguejo (de preferência do Maranhão, hehe) 2 tomates maduros 1 cebola 1 pimentão verde (que pode ser o da sua preferência) 1 maço de cheiro verde (se você preferir) ou apenas cebolinha 2 limões Sal Azeite para temperar
Modo de preparar
Afervente as patinhas em água com umas pitadinhas de sal. Veja bem, aferventar não é ferver. Basta abrir fervura e elas começarem a ficar cor de rosa, é pra tirar do fogo. Reserve e deixe esfriar. Se ficarem muito tempo no fogo elas ficam duras e na verdade elas devem ficar macias. Após lavar os legumes, corte em pedaços uniformes e bem pequenos, assim como o tomate (que é uma fruta). Para mim, quanto menor, melhor. Misture todos os legumes cortadinhos num bowl, tempere com o suco do limão, sal e bastante azeite. Acrescente um pouco de água filtrada para dar um pouco mais de molho ao vinagrete. Arrume as patinhas num refratário deixando-as com o "cabinho" pra cima. Dessa forma fica mais f…

Raposa, MA - passeio náutico que vale a pena!

Em meio às férias, resolvemos passear de barco pela Raposa, município da área metropolitana da Ilha de São Luís.
O município é pequeno. Grosso modo, deve ter por volta de 35 mil habitantes no máximo.
Tem uma cultura pesqueira muito interessante e também é um polo rendeiro de destaque em São Luís.

A cidade em si, não é muito atraente. São ruas estreitas, com casas, em sua maioria, de madeira, que lembram palafitas, no sentindo mais geral do termo.
Percebe-se a falta de saneamento básico na cidade e uma certa desordem urbana. Basta para isso, percorrer suas ruas para entender do que estou falando. Banheiros improvisados próximos aos mangues e muito lixo acumulado nas ruas e entre as casas é um dos retratos mais gritantes ao darmos uma volta perímetro urbano.

A Raposa surgiu como uma colônia de pescadores, com início na década de 40 do século passado, por pescadores vindos do Ceará e rapidamente tornou-se um reduto cearense, com as mulheres rendeiras desenvolvendo seu trabalho e os pesc…

Óleo composto de soja e oliva. Não caia nessa!

Esses óleos compostos que tanto enganam os comensais espalhados por ai foram feitos para cozer, não para derramar em cima do prato pronto! Foram criados como uma alternativa para quem está com o orçamento apertado ou não tem costume de cozinhar com azeite de oliva.  Para um prato refogado, por exemplo, fica muito saboroso. O problema é que pelo fato de ser mais barato, os donos de alguns restaurantes de segunda, terceira, quarta e quinta categoria substituem o tradicional azeite por esse composto e a turma desavisada, derrama com gosto em cima do prato. Uma maldade! Vejo o povo jogando em cima da salada, sendo que em todos os compostos, 95%  é de óleo de soja e apenas 5% é de azeite (não extra-virgem!). Esperteza do restaurante que ganha por um produto de qualidade inferior e lerdeza do consumidor que não lê o que está consumindo. O consumo de azeite no país tem crescido assustadoramente, à proporção que  a gastronomia ganhou status de ciência e o poder aquisitivo da população melhorou.  De…