sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Absurdo!


Embratur quer recolher guia que chama cariocas de 'máquinas de sexo'

"Rio for Parties" divide mulheres em quatro tipos - dentre eles, "popuzudas".Responsável diz que ainda não tomou conhecimento da ação.
Do G1, no Rio
A Advogacia-Geral da União (AGU) encaminhou à Justiça Federal, a pedido da Embratur, ação para retirar de circulação o guia “Rio for Parties” (Rio para festeiros), sob o argumento de que ele estimula o turismo sexual e "expõe o povo brasileiro a situação vexatória". A AGU pede o recolhimento imediato da publicação. Em caso de descumprimento, os responsáveis deverão pagar multa diária de R$10 mil.Ao apresentar o estilo das cariocas, o guia as divide em quatro tipos. Um grupo seria o das “popozudas”, que, de acordo com o texto, são “máquinas de sexo" com "grande bunda”, e sugere: “Bom investimento, já que o motel é sempre uma possibilidade com estas gatas... se você também é sarado”. A informação saiu nesta sexta-feira (9) na "Folha de S. Paulo". O G1 entrou em contato a Editora Solcat, citada na ação da AGU, que indicou o responsável pela “Rio for parties”. Este, identificado como Cristiano Nogueira, disse não ter nada a comentar:“Não estou sabendo deste processo”, se limitou a dizer Nogueira.

Com base no artigo 12 da Lei da Imprensa, que estabelece que “aqueles que, através dos meios de informação e divulgação, praticarem abusos no exercício da liberdade de manifestação do pensamento e informação ficarão sujeito às penas desta lei”, o procurador federal Marco Di Iulio sustenta que o guia, além de estimular a prática de exploração sexual, usa na capa, sem autorização, o selo Brasil Sensational, do Ministério do Turismo, criado para divulgar a imagem do turismo no país. O informe da AGU destaca que, para o procurador Di Iulio, “a publicação viola a dignidade humana e expõe o povo brasileiro à situação vexatória”.

Os estilos das cariocas, segundo o guia
O texto recomenda que o turista não “tente pegar sua brasileira na praia", principalmente no fim de semana, bem como ele não deve tentar a abordagem na rua. Recomenda: “Tente derretê-la com uma aproximação suave”. E ainda: “Tente começar a beijar o mais rápido possível”. Outra recomendação: o turista não deve insistir para ir à casa dela, e sim sugerir um passeio por onde estão os melhores motéis. “Rio for parties” descreve os quatro tipos de cariocas: a “Britneys Spears” é “linda” e “filhinha de papai”, “normalmente são metidas. Esqueça elas”, recomenda o guia. Para a publicação, as “hippie/raver” são “mais divertidas, fáceis de se chegar, boas de papo, difícil de beijar, fácil de beber e se divertir com elas”; De acordo com o texto, “As com mais de 30 anos” gostam “de se divertir, dançar, beber e beijar. Trate ela com uma dama e elas o tratarão como um rei, talvez não esta noite, mas amanhã com certeza”. As “popozudas” são “máquinas de sexo. Elas malham, vestem calças apertadas que entra no bumbum, pintam o cabelo de louro e fazem de tudo para ficarem lindas. Bom investimento, já que o motel é sempre uma possibilidade com estas gatas...se você também é sarado
Dá pra acreditar nisso???

3 comentários:

Flávia Nadler disse...

Milhares de coisas boas e interessantes para se escrever sobre este mundo de Deus e vem alguém e perde o precioso tempo denegrindo a imagem do país alheio. É triste!

Anônimo disse...

TURISMO SEXUAL É REALIDADE!
TRISTE MAS O BRASIL É ASSIM!
O NORDESTE É ASSIM!
AFETA PRINCIPALMENTE AS CLASSES MENOS FAVORECIDAS.
DENIGRE A IMAÁGEM DO PAÍS E PIOR DO QUE ISSO, IMPULSINA QUASE QUE INEVITAVELMENTE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À PERVERSIDADE .
O BLOQUEIO DOS SONHOS DE CRIANÇA É CONSEQUENCIA.
NÃO SABEMOS NEM DA METADE DA METADE DO QUE SE PASSA NAS RUAS.
E ISSO É PROBLEMA DE QUEM?
BOM,ISSO É PROBLEMA MUNDIAL.
SÓ EXISTE UM SER QUE PODE RESOLVER ISSO.
EU SOU CONTRA À ESSA APELAÇÃO DA MÍDIA.

(WYNAIARA LIMA)

Márcia disse...

Ai mas que exagero, na boa...O guia não tem nada demais, é voltado pra gente jovem, festeira...é descontraído.
Ja li, achei super legal e não tem nenhum tom de turismo sexual na "descrição" das mulheres...
Na minha opinião é má interpretação, tradução mal feita e tentativa de tapar o sol com a peneira, de culpar um guia turístico pelo Turismo Sexual que é um problema real, sério e vai muito além disso.