Pular para o conteúdo principal

O fato de ser canhoto...

O mundo é dos destros! Os engenheiros, cientistas, arquitetos e pensadores são destros. É a única explicação para um mundo tão excludente. Você já tinha parado pra pensar nisso?
Licença aí pra falar desse assunto que nada tem a ver com ócio, viagens e gastronomia, mas fiquei bem sensibilizada com isso há um tempinho atrás. Confesso que não tinha noção disso. Nunca convivi com canhotos na família. Nunca tive namorados canhotos nem tampouco amigos. Não que eu lembre!
Hoje convivo com dois amigos. Um bem resolvido e outra sobrevivente, mas incorfomada!
Quando Aline me falou da dificuldade em usar uma simples tesoura não acreditei! O quê? Uma tesourinha? Inofensiva para nós, destros? Pois é, para canhotos é um problema. Parei pra ver na mesma hora e realmente as tesouras têm uma bolinha menor que a outra para melhor se adaptar à nossa mão. Direita, no caso!
O abridor de latas foi de cortar o coração. Pelamordedeus! Já é difícil aprender a lidar com aquilo, imagina se você é canhoto! Como encaixar a saliência na lata fazendo força pro lado contrário? Pera lá, vamos começar com um manifesto pela modernização do abridor de latas, já que é um utensílio feio, grosseiro e antiquado. Aline, por exemplo, já desistiu. A tarefa de abrir latas é de qualquer outro membro da família. Dela não!
Esse mundo excludente também pode deixar traumas pra vida toda. Pensem comigo: todo mundo, pelo menos da minha geração pra cá, já teve quando criança um conjunto de pratinho, copinho e uma colherinha torta, não foi? Como é que um canhoto usa aquilo sozinho? A criança já cresce com uma fatia de mercado a menos, já se desenvolve com uma sensação de impotência, cruzes! Não tive tempo, mas vou pesquisar se já existe esse cojuntinho pra bebês canhotos. Isso sem falar nas carteiras da escola que vão deixando os bichinhos tortos. Haja sobrevivência. E brincar de corda, heim? Só se arranjar um grupinho de canhotas, por que caso contrário, tu rodas pra um lado e as destras pro outro. Que confusão meu Deus! Juro que não tinha pensado nisso nunquinha nessa vida!
Passados os traumas infantis, acrescidos aí da porta da geladeira, os botões de tv (hoje, minimizados pelo controle remoto) e todo o resto de botões e parafernálias do dia-a-dia, os canhotos chegam à fase adulta com outros, digamos, probleminhas.
Exemplo prático: caixa eletrônico. Lembrem aí. Os botões são todos de que lado? Direita, é claro. As chaves do carro são conectadas de que lado? O acelerador de motos e carros? Uma mariola pra quem acertar... E as folhas de cheque? Não, por essa eu não esperava, mas os canhotos sofrem com isso também.
Que mundo excludente meu Deus! Agora imaginem o mundos dos cegos, surdos, cadeirantes, manetas e pernetas...
Fiquei tão, mas tão impressionada com essa minha conversa em final de expediente que comprei uma tesoura de canhoto e dois abridores de latas pro povo da agência.
Italo penou pra encontrar, mas como em São Paulo tudo tem, agora Aline desfila com sua tesoura morta de chique e seu abridor estilizado (nada tem a ver com o nosso velho conhecido feio e grosseiro). Serginho, como desenvolveu um método de sobrevivência com tesouras, só ganhou abridor! Vou postar as fotos em breve, agora tô num lugar que posso chamar de excêntrico e não dá pra pôr...
Mas o fato de ser canhoto agora tá virando moda... lendo sobre microsegmentos ontem a noite descobri que o mundo dos canhotos pode ser encaixado com uma boa fatia de mercado e que os canhotos em um ano (de 2006/2007) duplicaram. Não é o máximo? Isso é o que eu chamo de acertar em cheio o assunto...
Espero ter deixado a dica e a reflexão.

Comentários

aventurismo-ma disse…
pois é Bea, sou canhoto e ao longo dos meus trinta e alguns anos,desenvolvi alguns habilidades para me safar desses probleminhas que nós canhotos sofremos,uso em alguns casos,a mao direita tip: usar o abridor de latas, atirar uma pedra(rsrsrs)pois tenho mais força na direita,cortar unhas e outra coisas que nao lembro agora.Na verdade uso a conhota mais para escrever que pra outra coisa, por isso acho que sou um falso canhoto.canhoto sooofre.bjos
JotA disse…
pra mim o pior mesmo é o abridor de lata. simplesmente impossível. consegui com muito "custo" usar a mão direita para isso, mas tem q ser em local específico e quando estou de bom humor! rsrsrs
a colher torta pra criança foi um dos meus maiores traumas de infância, tenho certeza....
mas consegui sobreviver a todo o resto: carteiras de colegio, tesoura, cadernos = talão de cheque...
bjus bia queria uma chefa assim ( comprou tesoura e abridor de lara para o colegas! hahahah
Anônimo disse…
Oi Bia!!
Eu sou canhota, mas é engraçado que só uso a mão esquerda somente para escrever.. não consigo nem pegar uma tesoura com a mão esquerda.. já viu isso? Bia, o tempo que passamos trb juntas unca percebeu isso?
Loyranne
Butt Spencer disse…
Olá! Sou baterista canhoto! Meu instrumento é todo invertido pra eu tocar e isso já me causou muitos inconvenientes no palco principalmente quando são varias bandas tocando no mesmo dia, já que demoro muito mais tempo pra ficar pronto, e quem vai tocar depois de mim se ferra! rsrsr, mas um dos meus grandesa ídolos tb. é baterista e canhoto: Phil Collins.
Já sofri muito com abridor de latas. Lembro uma vez quando criança fiquei sozinho em casa e sem nada para comer, achei uma lata de sardinha. Quem disse que consegui abrir? Mas depois aprendi. Hoje consigo abrir tranquilamente uma lata com abridor normal. Outra coisa é que meu avo até hoje me ve com alguma dificuldade pra fazer alguma coisa e manda aquele comentario: mas tb. ele é canhoto....mesmo eu sabendo que isso não tem nada a ver com a situação...dá uma raiva....ainda existe preconceito, mas antigamente era pior....Beijos!!!!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Óleo composto de soja e oliva. Não caia nessa!

Esses óleos compostos que tanto enganam os comensais espalhados por ai foram feitos para cozer, não para derramar em cima do prato pronto! Foram criados como uma alternativa para quem está com o orçamento apertado ou não tem costume de cozinhar com azeite de oliva.  Para um prato refogado, por exemplo, fica muito saboroso. O problema é que pelo fato de ser mais barato, os donos de alguns restaurantes de segunda, terceira, quarta e quinta categoria substituem o tradicional azeite por esse composto e a turma desavisada, derrama com gosto em cima do prato. Uma maldade! Vejo o povo jogando em cima da salada, sendo que em todos os compostos, 95%  é de óleo de soja e apenas 5% é de azeite (não extra-virgem!). Esperteza do restaurante que ganha por um produto de qualidade inferior e lerdeza do consumidor que não lê o que está consumindo. O consumo de azeite no país tem crescido assustadoramente, à proporção que  a gastronomia ganhou status de ciência e o poder aquisitivo da população melhorou.  De…

Patinhas de caranguejo ao molho vinagrete

O vinagrete do jeito que eu gosto...

Ingredientes
1Kg de patinha de caranguejo (de preferência do Maranhão, hehe) 2 tomates maduros 1 cebola 1 pimentão verde (que pode ser o da sua preferência) 1 maço de cheiro verde (se você preferir) ou apenas cebolinha 2 limões Sal Azeite para temperar
Modo de preparar
Afervente as patinhas em água com umas pitadinhas de sal. Veja bem, aferventar não é ferver. Basta abrir fervura e elas começarem a ficar cor de rosa, é pra tirar do fogo. Reserve e deixe esfriar. Se ficarem muito tempo no fogo elas ficam duras e na verdade elas devem ficar macias. Após lavar os legumes, corte em pedaços uniformes e bem pequenos, assim como o tomate (que é uma fruta). Para mim, quanto menor, melhor. Misture todos os legumes cortadinhos num bowl, tempere com o suco do limão, sal e bastante azeite. Acrescente um pouco de água filtrada para dar um pouco mais de molho ao vinagrete. Arrume as patinhas num refratário deixando-as com o "cabinho" pra cima. Dessa forma fica mais f…

Extrato de tomate congelado. Pode sim!

Taí que eu não sabia que podia congelar extrato de tomate, acreditam? Perdi a conta das vezes em que deixei de fazer alguma coisinha porque teria que abrir a lata de extrato de tomate, usar uma colher de sopa e guardar [e estragar] o resto. Para minimizar os prejuízos, não só financeiros, mas de consciência também, passei a comprar aquela latinha "elefante" bem pititica. Mas ainda assim estragava metade... Agora, descobri com nossa consultora Andréa, que podemos usar o que vamos precisar e congelar o resto. Será que só eu não sabia disso? Ai que horror! Acho que dá pra fazer assim: abrir a latinha e já separar umas porções para congelar, como está mostrado na foto acima. Mas Andréa lembra: não é bom deixar muito enrugadinha porque quando você for usar, pode ser que o plástico fique difícil de tirar. Melhor deixar assim mais lisinho.
Agora vai lá fazer um macarrão e contra aqui pra gente como ficou, tá?
Inté,