Pular para o conteúdo principal

Isso é Jeri

Mal cheguei do Rio, lá fui eu pra Jeri...
Gringo, pousada, hippie, gente, dunas, vento, gringo, pousada, restaurante, lanchonete, buggy, gringo, pousada, gringo, gringo, buggy, loja de souvenir, pousada, lanchonete, buggy, gente, gringo, pousada, cavalo, areia, areia, areia, pousada, gringo, hippie, pousada, capoeira, cabelo rastafari, hippie, pousada, gringo, gringo, garota de programa, areia, barraquinha de caipirinha, bugueiro, confusão, buggy, hippie, gringo e mais gringo...

Comentários

Lacerda disse…
Lacerda
Foi no Ceará! Dar no mesmo...
Coisinha! No mês de outubro fui relacionado no meu Departamento para realizar um curso em Fortaleza, tudo por conta do Departamento, já fui em alguns e olha... é bom demais.Era assim: aula durante o dia e curtição à noite. Beleza. Fiz as malas dois antes da partida, tava animado> minha esposa viu aqyela mala entupida de roupas, shorts e perguntou: vai a trabalho ou de férias? Claro vou a trabalho.
Saí na 2ª feira ainda animado. Chegamos às 18:00 h no centro de treinamento, eu e mais seis colegas do trabalho, e para nosso espanto, estávamos atrasados para a cerimônia de abertura do evento, tudo certo. Fiquei curioso com os letreiros escritos à entrada do centro de treinamento: TPCC. não sabia seu significado, ainda não.
Chegamos arrumados e curiosos recebemos nossa primeira alegria na terra de Iracema: Todos teriam que cortar o cabelo na máquina nº zero, logo eu que gastei meus R$ 5,00 no salão lá no cohatrac para deixar o cabelo legal. Não teve jeito, cabelo no corte nº zero(ficou lindo!!!). Daí por diante não vi mais nada. Colocaram uma venda nos meus olhos e imediatamente fomos colocados em um ônibus onde fomos não sei para onde, onde descemos em um outro local...sentamos todos com as mãos dadas, éramos no total 80 alunos. Nessa hora foi fumaça, gás, granada... o CARAÌ!!! Não tava entendendo nada e perguntei para o que estava do meu lado:
- Que porra de curso é esse?
-foi o que me respondeu: Cê tá no TPCC.
-Que porra é essa de TPCC?
-Técnicas Policiais de Combate ao Crime.
-e eu ainda com meio litro de gás de pimenta no peito respondi: Carai!!!
Fiquei pensando que aquilo era só início depois a coisa ficava mais "light". Que nada, a coisa foi piorando...todo dia acordava às 5 da manhã e terminava às 19:00 h e não poderia sair do centro de treinamento, estava confinado. E a praia? o bar do pirata? o forró? as nativas? tava tudo lá...não para mim.
Minha mala ficou do jeito que eu deixei, calças, shorts...não tirei nada, tudo emgomadinho, arrumadinho, bonitinho, um luxo, tava tudo como eu arrumei na terra do Bumba meu boi.
Todos os dias tínhamos que nos apresentar no centro de treinamento às 22:00 h e todos eram conferidos, se faltasse alguém este seria cortado do curso e eu não iria ralar para perder esta. Também todos os dias tínhamos de cantar este brado:
E a turma bravo?
Arrasa!
Massacra!
Impões o seu valor!
No combate ao crime,
ao inimigo causa horror!
Somos a turma bravo e viemos pra vencer
no combate ao crime somos do TPCC!
Foram vinte dias de treinamento intenso, todo dia aparecia uma dor em um local diferente do corpo, doía tudo, andava todo atravessado, eu e quase todos.
Mas valeu, aprendi muito. Somos servidorers públicos e trabalhos para o bem estar da nossa população, lá conheci guerreiros, homes e mulheres que tem no seu trabalho, orgulho de pertecer a nação PRF.
É, Fortaleza não me viu nem tampouco vi Fortaleza, fica pra outra vez e da próxima vez vou perguntar antes: Que curso é esse mesmo?
VTNC com gosto do Ceará procês!!!
Anônimo disse…
ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh q vontade q me deu agora.... poxa vida! eu quero!! eu quero!!!


bjuuuuuuuuuuuuuuuuu lindona... se cuida, esteja sempre com deus!


DaniLima

Postagens mais visitadas deste blog

Óleo composto de soja e oliva. Não caia nessa!

Esses óleos compostos que tanto enganam os comensais espalhados por ai foram feitos para cozer, não para derramar em cima do prato pronto! Foram criados como uma alternativa para quem está com o orçamento apertado ou não tem costume de cozinhar com azeite de oliva.  Para um prato refogado, por exemplo, fica muito saboroso. O problema é que pelo fato de ser mais barato, os donos de alguns restaurantes de segunda, terceira, quarta e quinta categoria substituem o tradicional azeite por esse composto e a turma desavisada, derrama com gosto em cima do prato. Uma maldade! Vejo o povo jogando em cima da salada, sendo que em todos os compostos, 95%  é de óleo de soja e apenas 5% é de azeite (não extra-virgem!). Esperteza do restaurante que ganha por um produto de qualidade inferior e lerdeza do consumidor que não lê o que está consumindo. O consumo de azeite no país tem crescido assustadoramente, à proporção que  a gastronomia ganhou status de ciência e o poder aquisitivo da população melhorou.  De…

Patinhas de caranguejo ao molho vinagrete

O vinagrete do jeito que eu gosto...

Ingredientes
1Kg de patinha de caranguejo (de preferência do Maranhão, hehe) 2 tomates maduros 1 cebola 1 pimentão verde (que pode ser o da sua preferência) 1 maço de cheiro verde (se você preferir) ou apenas cebolinha 2 limões Sal Azeite para temperar
Modo de preparar
Afervente as patinhas em água com umas pitadinhas de sal. Veja bem, aferventar não é ferver. Basta abrir fervura e elas começarem a ficar cor de rosa, é pra tirar do fogo. Reserve e deixe esfriar. Se ficarem muito tempo no fogo elas ficam duras e na verdade elas devem ficar macias. Após lavar os legumes, corte em pedaços uniformes e bem pequenos, assim como o tomate (que é uma fruta). Para mim, quanto menor, melhor. Misture todos os legumes cortadinhos num bowl, tempere com o suco do limão, sal e bastante azeite. Acrescente um pouco de água filtrada para dar um pouco mais de molho ao vinagrete. Arrume as patinhas num refratário deixando-as com o "cabinho" pra cima. Dessa forma fica mais f…

Extrato de tomate congelado. Pode sim!

Taí que eu não sabia que podia congelar extrato de tomate, acreditam? Perdi a conta das vezes em que deixei de fazer alguma coisinha porque teria que abrir a lata de extrato de tomate, usar uma colher de sopa e guardar [e estragar] o resto. Para minimizar os prejuízos, não só financeiros, mas de consciência também, passei a comprar aquela latinha "elefante" bem pititica. Mas ainda assim estragava metade... Agora, descobri com nossa consultora Andréa, que podemos usar o que vamos precisar e congelar o resto. Será que só eu não sabia disso? Ai que horror! Acho que dá pra fazer assim: abrir a latinha e já separar umas porções para congelar, como está mostrado na foto acima. Mas Andréa lembra: não é bom deixar muito enrugadinha porque quando você for usar, pode ser que o plástico fique difícil de tirar. Melhor deixar assim mais lisinho.
Agora vai lá fazer um macarrão e contra aqui pra gente como ficou, tá?
Inté,