Pular para o conteúdo principal

Créme Brûllée Camocinense

Meu povo!!!

Nessa Rota das Emoções tem cada surpresa... Estive em Camocim no Ceará esta semana para participar de uma Audiência Pública sobre os impactos de uma estrada importante para os Cearenses. Audiência bacana, boa, cheia de debates, Deputados exaltados, outros mais equilibrados e comunidade participativa...
Ao final de tudo fui almoçar já que também sou filha de Deus. Eis que me deparei com uma grata surpresa: o Café Du Port Restaurante, do Chef Filipe, típico francês com uma paixão especial por lagostas. Ambiente clean, limpo, agradável, divertido e com uma paisagem....humm de dar água na boca mesmo - de frente pra Ilha do Amor. Não há quem resista...

Não há nada parecido aqui por perto... embora o Restaurante seja especializado em Lagostas, o menu é interessante e a cozinha tá lá pra todo mundo ver... Bons temperos, boa apresentação dos pratos, tudo fresquinho e preço razoável.

Quando já tava tonta de marocar tudo... conheci a mulher do Filipe. E não é que ela é maranhense de São Luís? Esse mundo é um ovo de codorna mesmo... Então... terminei de almoçar e a sugestão do chef foi um créme brûlée especial...

Gente, não é por nada não, mas vale dar uma conferida. O créme tem uma viscosidade incrível, é delicioso e o sorvete de creme dá uma refrescada. Por R$ 10,00 você experimenta algo novo por aqui, vê gente bacana no restaurante, ouve um som massa e ainda fica de frente pra uma das paisagens mais relaxantes da Rota.



Taí a dica! Até mais,

Comentários

Anônimo disse…
Aqui em São Luís Beatrice acho q falta um lugar desses pode ate ter alguns parecidos, o problema aqui é que quando não é 8 é 80 se o lugar é simples a cerveja é barata a comida mais o lugar e o atendimento é uma merly! E se é bom como o alguri da vida uma coxinha e um suco não sai por menos de 10 talas ae agente começa a acreditar que a laranja é da Holanda e o frango da Polônia putzz!.. beijo professora amada!
Anônimo disse…
Hum... água na boca! Que bom é conhecer de perto outras culturas, cada contato uma nova aventura.
Na gastronomia nem se fala... um lugar aconchegante,creme com nome francês, e ainda com vista para um lugar excitante!!! É mesmo muito interessante...
Quanta culinária diversificada no mundo, e que a gente nem conhece muito, veja só... quem imaginou que pudesse existir, óleo extraído de cobra verde ótimos para fazer salada? Ou comer gafanhotos , no sabor ao molho de pimenta vermelha e que ainda é vendido em lata? Escorpiões negros importados da Tailândia,além de ser um alimento rico em carboidratos e proteínas, é também afrodisíaco...dá para acreditar nisso? Pura cultura! ou quem sabe , loucura!
No nordeste come-se cozido de vísceras e mocotó de boi, mais conhecido como panelada, enquanto uns teria nojo... para outros faria gosto , principalmente à aqueles que comem algo verde espinhento chamado mandacaru ou palma ,em pobres e secas cidades . Cultura? Pura necessidade.
Então,nem sempre se come o que tem vontade... gosto ñ se discute e bom é ter dinheiro... Ñ rimou mais é verdade!

Bom trabalho Beatrice , sorte sempre! Beijos...
Ass:

Postagens mais visitadas deste blog

Patinhas de caranguejo ao molho vinagrete

O vinagrete do jeito que eu gosto...

Ingredientes
1Kg de patinha de caranguejo (de preferência do Maranhão, hehe) 2 tomates maduros 1 cebola 1 pimentão verde (que pode ser o da sua preferência) 1 maço de cheiro verde (se você preferir) ou apenas cebolinha 2 limões Sal Azeite para temperar
Modo de preparar
Afervente as patinhas em água com umas pitadinhas de sal. Veja bem, aferventar não é ferver. Basta abrir fervura e elas começarem a ficar cor de rosa, é pra tirar do fogo. Reserve e deixe esfriar. Se ficarem muito tempo no fogo elas ficam duras e na verdade elas devem ficar macias. Após lavar os legumes, corte em pedaços uniformes e bem pequenos, assim como o tomate (que é uma fruta). Para mim, quanto menor, melhor. Misture todos os legumes cortadinhos num bowl, tempere com o suco do limão, sal e bastante azeite. Acrescente um pouco de água filtrada para dar um pouco mais de molho ao vinagrete. Arrume as patinhas num refratário deixando-as com o "cabinho" pra cima. Dessa forma fica mais f…

Óleo composto de soja e oliva. Não caia nessa!

Esses óleos compostos que tanto enganam os comensais espalhados por ai foram feitos para cozer, não para derramar em cima do prato pronto! Foram criados como uma alternativa para quem está com o orçamento apertado ou não tem costume de cozinhar com azeite de oliva.  Para um prato refogado, por exemplo, fica muito saboroso. O problema é que pelo fato de ser mais barato, os donos de alguns restaurantes de segunda, terceira, quarta e quinta categoria substituem o tradicional azeite por esse composto e a turma desavisada, derrama com gosto em cima do prato. Uma maldade! Vejo o povo jogando em cima da salada, sendo que em todos os compostos, 95%  é de óleo de soja e apenas 5% é de azeite (não extra-virgem!). Esperteza do restaurante que ganha por um produto de qualidade inferior e lerdeza do consumidor que não lê o que está consumindo. O consumo de azeite no país tem crescido assustadoramente, à proporção que  a gastronomia ganhou status de ciência e o poder aquisitivo da população melhorou.  De…

Extrato de tomate congelado. Pode sim!

Taí que eu não sabia que podia congelar extrato de tomate, acreditam? Perdi a conta das vezes em que deixei de fazer alguma coisinha porque teria que abrir a lata de extrato de tomate, usar uma colher de sopa e guardar [e estragar] o resto. Para minimizar os prejuízos, não só financeiros, mas de consciência também, passei a comprar aquela latinha "elefante" bem pititica. Mas ainda assim estragava metade... Agora, descobri com nossa consultora Andréa, que podemos usar o que vamos precisar e congelar o resto. Será que só eu não sabia disso? Ai que horror! Acho que dá pra fazer assim: abrir a latinha e já separar umas porções para congelar, como está mostrado na foto acima. Mas Andréa lembra: não é bom deixar muito enrugadinha porque quando você for usar, pode ser que o plástico fique difícil de tirar. Melhor deixar assim mais lisinho.
Agora vai lá fazer um macarrão e contra aqui pra gente como ficou, tá?
Inté,