quarta-feira, 30 de abril de 2008

Comidinha de avião

Fui passar o último feriadão em São Paulo. TAM ou Gol? Gol ou TAM? Que dúvida cruel! Resolvi ir de TAM pelo horário mais conveniente, já que passagem aérea pra mim é commodity. Avião serve pra transportar. E rápido (talvez se um dia eu voar de primeira classe, aí minha humilde opinião mude um pouquinho)! Mas por enquanto, todas oferecem quase as mesmas coisas: comandante falando, comissários fazendo pose pra servir o povo, gente "enpiriquitada", poltrona ruim e dor no pescoço. Nada mais que isso.

O pior pra mim é o café da manhã: vc é obrigado a acordar com tanto barulho de pacotinho de torrada (e comissário te oferecendo coca light quente!) quando não, umas barrinhas de cereais que aos poucos foram trocadas por uma tal de goiabinha e amendoim. Que coisa mais sem graça aquelas torradinhas e amendoim meu Deus. Ainda bem que vem um polenguinho pra enganar nós trouxas!

Desta vez, fui supreendida com o tal compromisso TAM. A toda hora aparece alguém comentando que tem compromisso com isso e com aquilo. Primeiro foi o comandante, depois a comissária "MOR" e por último a responsável pelo entretenimento. Achei bacana mesmo. Essa do entretenimento!!!! Entretenimento????
Imediatamente pensei: que porra de entretenimento se pode fazer num avião? E eu, entre dois antipáticos, que aperto (nem podia comentar. Que falta das meninas)!!! É claro que me veio um monte de porcaria na mente: uns gogo boys dançando pra ala feminina, umas dançarinhas de dança do ventre pra ala masculinha, um bob esponja entrando pras crianças... ria sozinha, é claro!!! Mas falando sério e do tal compromisso TAM, a pessoa responsável pelo entretenimento além de abordar sobre as revistas, fala principalmente do serviço de bordo. E isso é o que realmente foi bacana. No café da manhnã serviram sanduiche frio de peito de peru, refriferantes e sucos (quente, claro!), café e leite, iogurte (um luxo), um potinho de salada de frutas e até chá verde (morri com essa, né)!!!
Na volta, peguei o jantar e adivinhem: salada verde com tomate cereja e uma quiche de ervas finas. Tudo precedido por um informativo com a origem e evolução das quiches... não é demais?
Continuo achando passagem aérea commodity, mas que esse menu foi uma grata surpresa, foi!
E sobre o compromisso TAM, bacana também. Tomara que continuem assim.
Já o meu, é comigo mesma, com meus amigos, família e amores. Cheguei a tempo de todos os compromissos em São Paulo. Também cheguei em tempo dos compromissos em São Luís. Agora me comprometo a ser feliz! E vc, qual é o seu compromisso?

Até a próxima,

Eu e minhoca arrasando no basket!!!

Vejam que beleza!!! Eu e minhoca simplesmente dando um show no
basket!!!
Minhoca, essa é pra vc... beijos e saudade
video

Estou de volta!!!!


Pronto gente, voltei!!!!


Amanhã já tenho novidades... depois de duas semanas de "estiagem", já estou eu aqui até esta hora queimando neurônios pra vocês!!!!

Hoje soube que nossa viagem a Santo Amaro foi transferida para os dis 17 e 18 de maio... todo mundo liso!!!! Mas tudo bem... a classe média tá assim mesmo: finge que tem e os outros acreditam...

Eternos alunos, amo vocês!!!!

amanhã tem post novo!!!

Ah, vários elogios no Jornal Cazumbá. Valeu.

até mais

terça-feira, 22 de abril de 2008

Tô viajando...

Gente!!!

A ausência de posts por aqui é que tô viajando muito....
Semana que vem podem aparecer que tem mais coisa!!!!!
beijocas

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Meio Norte

Incrível! Até hoje não sabia o sentido exato do termo Meio-Norte. Seria só referência à Região Norte ou o Nordeste estava incluído?
Sempre escutei em referência aos Estados do Maranhão e Piauí juntinhos, grudadinhos com o Rio Parnaíba nos unindo...
Agora, "passando uns tempos" no Piauí comecei a entender melhor o termo e inclusive a respeitá-lo!
Meio-Norte é algo que não é norte e que não é nordeste. É um mix dos dois!!!! De norte temos a posição geográfica no mapa do Brasil. De nordeste temos as características morfoclimáticas, sócio-econômicas e políticas.
No Maranhão temos o exagero das águas, das praias, das manifestações folclóricas, do reggae e da cores. Ah, muitas cores. Cores nas comidas, nas fitas do caboclo de pena, nos sucos regionais e o lilás da tiquira...
No Piauí temos as comidas exóticas (ou será que "novelo", uma espécie de buchada cozida no bucho do bode não pode ser considerada exótica??!!!), as serras, as inscrições rupestres, as opalas (jóias raras) e a cajuína.
Mas muita coisa em comum também. Ouvimos forró eletrônico como a melhor música do planeta (mesmo odiando o ritmo, não é que já ando com uns na cabeça?). Usamos pouca roupa. Temos uma lentidão na realização das coisas que impressiona. Somos alegres. Temos os piores índices de desenvolvimento humano. Temos as maiores taxas de analfabetismo e por fim, ainda estamos no voto de curral.
Avaliando ontem a noite sobre tudo isso, cheguei a conclusão que o melhor de tudo é isso mesmo (rsrsrsrs). Um Brasilzão cheio de contrastes. E olha que estou falando somente do Meio-Norte! Nossos sotaques se confundem em muitos termos e não temos nenhuma característcia física que nos diferencie, pelo contrário. Tem loiro, castanho, ruivo, moreno e negro. Tem baixo (muitos na verdade), alto, médio... Tem feio e tem bonito!
A partir de agora estou trabalhando pelo Meio-norte. Vivo no Meio- norte.
E viva o Meio-Norte.
Até mais,