Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2007

(Im)perfeições.

Às meninas *



Estive pensando muito no valor das pessoas e o que elas representam pra mim.
É! Realmente muitas delas eu gostaria de perpetuar em minha vida. Algumas por valores puramente subjetivos, como gostar de estar junto, serem inteligentes, terem bons papos. Outras existe certa objetividade nas relações, como por exemplo, convivência diária e por isso você acaba trazendo pra si, caronas de um ponto a outro, relações comerciais e de trabalho ou por gostar gratuito.
Mas o mais interessante de tudo, é que existem aquelas que somam tudo isso e ainda acrescentam muito mais... Como as pessoas são ricas, se vistas por esse prisma... Como elas podem contribuir dia-a-dia com um pedacinho de si na vida do outro... Não, não estou falando de família, aquelas pessoas que você começa a conhecer quando nasce e algumas, engole a vida toda sem a menor chance de escolha. Estou falando de amizade, esse sentimento que envolve pessoas que se encontram por aí sem a menor obrigação de darem certo e acabam…
O vento, o som do mar e das ondas quebrando na praia rompendo o silêncio deixado pelos guarás após seu repouso que colore o mangue. Coqueiros esparsos por entre o mangue, jaz coberto pelas dunas que não se acomodam com a mesmice e que sempre se apresentam com outros desenhos, formas e contornos, abrigando em suas entranhas, água limpa, fresca e doce. Por todos os lados, onde o início da caminhada se confunde com o fim, as cenas se alternam entre mangue, dunas, lagoas e mar. Lugar ermo, inóspito, sem figuras humanizadas e com tanta luz? Seria sim, se lá longe não se avistasse o pescador com sua rede, num movimento tranqüilo da retirada do camarão que sustentará sua família, integrante da comunidade pesqueira que por ali vive... onde o tempo passa, somente passa...Não se sabe se, devagar ou rápido! É só o tempo para cada coisa. Esse cenário que já foi cantado e contado em verso e prosa e que inspira filmes de piratas é chamado Ilha dos Lençóis. Ilha de encanto, descanso, sol, mar, mangu…

Lá na Raposa...

Viajar tem dessas coisas... passeando como quem não quer nada pelos arredores de São Luís, achei essa placa inusitada... Já ouvi tanto por aí que falamos e escrevemos o melhor português do Brasil... mas vejam essa....
Lembrei-me do dialeto usado na internet... tomara que daqui ha alguns anos eu não tenha que passar por uma placa e ler: "krus klientes: vc q paxa p aki, vja o q temus.... "


Bati e perguntei os preços: não tinha óleo de copaíba... a garrafada do "certão" tava em falta e o mel tava caro!!!! Deixa pra próxima...

Até mais,

Terra de Preto é logo ali...

Pega ônibus, desce de ônibus, pára pra fotos, grita nome a nome do grupo, organiza sub-grupos, sobe em Ferry Boat, toma café em movimento, desce de Ferry Boat, vai ao banheiro, sobe em ônibus, vai em pé, empurra daqui, é empurrado dali, o tempo passa e nada de chegar...
Alguém grita da frente “Ramal do pote chegou”. Arruma mochila, pede licença, briga de novo, confere gente, salta do ônibus, coloca mochila em toyota e começa andar...
Tira foto, coloca conversa em dia, chama galera, grita palavras de ordem e escuta caixeiras tocando e pedindo jóias... Caminhando e cantando...
Faz acomodação, meninos ali, meninas aqui, bons de cerva no corredor pra não atrapalhar ninguém, comida na cozinha e D.Maria toma conta, Bar ao lado, Igreja também...
Equipe do 6º conversa com preto ali, outra equipe do 6º conversa acolá, eu tomo um cervejinha pra esfriar, alunos descobrem o que é viajar...
Graça dar o ar de sua graça, Lacerda fala da tia doida, Cesar conhece sua turma, Winayara sorri e Fernandinha obs…

Farofa de Ovo

O ar frio da geladeira refresca o pensamento e fico imaginando o que posso criar para satisfazer a leve fome após uma noitada de muitas gargalhadas com as meninas num barzinho da cidade. Às 2 da manhã não pode ser qualquer coisa, afinal sempre estou de dieta entre os níveis grave e gravíssimo. Quem me conhece sabe.
No barzinho das gargalhadas, tem sempre um buffet interessantíssimo com as mais variadas opções de antepastos e afins. Gorgonzolas, camemberts, tomates, cebolinhas, picles, patês, pães e embutidos fazem a cabeça dos mais exigentes no paladar. Impossível sentar, pedir uma bebida e não ficar tentado em beliscar um “Roquefort” levemente úmido... Mas o que acontece é que com essa dieta grave, preferi não ceder à tentação e reverter essa possibilidade em mais um balde de long necks sem culpa. Isso sim é uma tentação irresistível.
Mas voltando à leve fome da alvorada, o que inventar as duas da manhã? Talvez um suco ou quem sabe meu velho mate gelado...Não sei...
Eis que à direita, l…

Ah, o ócio...

Já disse Dumazedier em 1976: "O lazer é um conjunto de ocupações às quais o indivíduo pode entregar-se de livre vontade, seja para repousar, seja para divertir-se, recrear-se e entreter-se, ou ainda, para desenvolver sua informação ou formação desinteressada, sua participação social voluntária ou sua livre capacidade criadora após livrar-se ou desembaraçar-se das obrigações profissionais, familiares e sociais."
Vivemos num mundinho de conceitos. Temos conceitos para tudo..até para dizer o que é bom fazer quando não se está afim de fazer. Pode uma coisa dessas? Conceitos à parte, sorte mesmo tiveram os gregos e romanos quando a cada cálice de vinho, brindavam ao som de um "viva o ócio criativo". Tenho certeza de que metade das frases de efeito que lemos hoje desse povo intelectual de Roma e Grécia, foram ditas em meio a um bebedeira sem fim...
Enquanto isso, no mundo real e atual, o ócio é cada vez mais um sonho distante... a perseguição atual de muita gente. Ter o q…